"Não há pessoas nem sociedades livres, sem liberdade de expressão e de imprensa”.

(1º Princípio da Declaração de Chapultepec)

Visualizações desde 31 de Julho de 2009

COMO VOCÊ AVALIA OS 100 PRIMEIROS DIAS DA GESTÃO NALDO BATISTA?

IMPOSTOS MUNICIPAIS ARRECADADOS PARA BURITI-MA

quarta-feira, 28 de setembro de 2016

0

CINCO DETENTOS SÃO TRANSFERIDOS PARA PRESÍDIO DE COROATÁ-MA APÓS REBELIÃO EM DELEGACIA DE BURITI-MA

Compartilhe:

Print Friendly and PDF


Os custodiados reclamavam das condições dentro da cadeia e ameaçaram executar outro detento, caso as autoridades policiais e judiciárias não interviesse nas reivindicações; Segundo o delegado da cidade, estes transferidos seriam os mais violentos e estavam envolvidos diretamente com o motim do último dia 26/9.
Cinco presos foram transferidos na manhã desta quarta-feira (28) da Delegacia de Polícia de Buriti-MA após uma rebelião ocorrida na noite da última segunda-feira (26). São eles: José Carlos Sousa Diniz, o “Zé Carlos”, 19 anos; Francisco das Chagas Bastos dos Anjos, vulgo “Barroso”, 18 anos; Carlos do Carmo Silva, o “Brinde”, 20 anos; Michael Bruno Santos da Silva, o “Mike”, 20 anos; e Geraldo Cardoso da Silva, “Geraldo do Mocambinho”, 21 anos. Todos tinham histórico de participação em roubos no município. Os detentos foram encaminhados para o presídio no município de Coroatá-MA, a 223 km de Buriti-MA.
Segundo o delegado da cidade, Josemar Rocha, estes transferidos seriam os mais violentos e estavam envolvidos diretamente com o motim da última segunda-feira (26). Em conversa com Correio Buritiense, na manhã dessa terça-feira (27), o delegado disse que o objetivo também das transferências é tentar solucionar o problema da superlotação no local. Além da questão da superlotação, há legislação que proíbe que presos cumpram pena em delegacia.
O quadro de superlotação acaba também por sobrecarregar as funções dos investigadores que são obrigados a realizar atividades fora de suas rotinas, como liberar presos para o banho de sol e até para as visitas, comprometendo todo o trabalho da equipe policial.
SOBRE A REBELIÃO
O motim teve início quando uma caixa de som foi retirada da cela 2 e, então, os custodiados começaram a  bater nas grades, a quebrar o piso da cela e revestimentos das paredes, chegando a amarrar um outro detento, sob ameaçar de executá-lo caso autoridades policiais e judiciárias não interviesse nas reivindicações. Eles reclamavam da falta de água, da qualidade da comida e do calor na dependência. (CLIQUE AQUI E RELEMBRE)
Após a chegada do Juiz de Direito e do Promotor de Justiça da Comarca, os internos se acalmaram e, depois de serem ouvidos, encerraram a rebelião. O piso das dependências onde ficam as celas da delegacia ficou destruído após confusão.
Após rendição dos rebelados, juiz ( de Azul) e Promotor de Justiça ( de branco) entram para ouvir as queixas dos presos.



A Delegacia de Buriti tem capacidade total para receber adequadamente 11 presos, porém, no total, tinham 23 detentos, mais que o dobro.  São três dependências de uso dos presos, duas celas e uma área de banho de sol que fica completamente gradeada para evitar eventuais fugas. Atualmente, a cela 1 tem capacidade para três pessoas, mas mantém 11 detentos; a cela 2, onde ocorreu o motim, comporta oito presos, estava com 13, porém, após a transferência dos cinco, voltou a ficar com a lotação máxima.
← Anterior Proxima → Página inicial

0 COMENTÁRIOS:

Postar um comentário

O COMENTÁRIO NÃO REPRESENTA A OPINIÃO DO BLOG; A RESPONSABILIDADE É DO AUTOR DA MENSAGEM. OFENSAS PESSOAIS, MENSAGENS PRECONCEITUOSAS, OU QUE INCITEM O ÓDIO E A VIOLÊNCIA, OU AINDA ACUSAÇÕES LEVIANAS NÃO SERÃO ACEITAS. O OBJETIVO DO PAINEL DE COMENTÁRIOS É PROMOVER O DEBATE MAIS LIVRE POSSÍVEL, RESPEITANDO O MÍNIMO DE BOM SENSO E CIVILIDADE.

Usuários on-line


usuários online