"Não há pessoas nem sociedades livres, sem liberdade de expressão e de imprensa”.

(1º Princípio da Declaração de Chapultepec)

Visualizações desde 31 de Julho de 2009

Conferência de Mulheres da Assembleia de Deus em Buriti-MA

COMO VOCÊ AVALIA OS 100 PRIMEIROS DIAS DA GESTÃO NALDO BATISTA?

IMPOSTOS MUNICIPAIS ARRECADADOS PARA BURITI-MA

Charles Crispim na Balada Fight - Edição Tatto

sábado, 30 de abril de 2011

0

SABADAÇO DE ALELUIA EM IMAGENS

Compartilhe:

Print Friendly and PDF




















sexta-feira, 29 de abril de 2011

0

SABADAÇO DE ALELUIA

Compartilhe:

Print Friendly and PDF


O Sábado de Aleluia buritiense foi bastante animado no povoado Barra do Dimiciano. A diversão começou pela manhã com uma disputa amistosa de futebol entre a Associação de Veteranos de Buriti (AVB) e o time do Transporte Alternativo Balbino (TAB).
Durante o jogo, ainda no primeiro tempo, a Associação saiu na frente com dois lindos gols marcados por Ênio (atacante) e pelo prof. Edmilson (meia), após bela jogada do lateral esquerdo Evaldo da Associação. Já no final do primeiro tempo o lateral direito Fogoió ampliou para o AVB, fazendo 3 a 0.
O 2º tempo iniciou morno, sem chances reais de gol para nenhuma das equipes. Somente aos 33min55s o camisa 10, Mucuinho, do time Alternativo, reduziu a vantagem do AVB, fazendo 3 a 1. A partida foi encerrada com esse placar.
Após a partida os jogadores participaram de um churrasco de confraternização, enquanto suas esposas e demais convidados foram almoçar na casa de dona Maria das Virgens, mãe de 28 filhos e filhas, sendo uma delas esposa do Sr Zé Ernandes, presidente da Associação de Veteranos de Buriti (AVB), homem honrado e respeitado pela população buritiense, sendo reconhecido também por sua credibilidade, irreverência e fiel atuação na Promotoria Pública.
Ao entardecer a Animação na Barra ficou por conta de Carlinhos Maranhão & Forró Badalação. Muita cerveja e forte chuva encerraram um animado sábado de aleluia nas terras do Dimiciano. Um sabadaço!!! 

quinta-feira, 28 de abril de 2011

0

O Correio Buritiense alegra-se pelos dois anos de criação da APA DOS MORROS GARAPENSES

Compartilhe:

Print Friendly and PDF


Este Correio parabeniza e louva a existência da Área de Proteção Ambiental (APA) dos Morros Garapenses, criada pelo Decreto Nº 25.087 de 31 de dezembro de 2008, do ex-governador JACKSON LAGO.
A criação da APA dos Morros Garapenses, que inclui os municípios de Buriti, Duque Bacelar e Coelho Neto, no Baixo Parnaíba Maranhense, numa Área de Proteção total pouco superior a 234 mil hectares, fez - se necessário, pois, como diz o próprio Decreto, “os Cerrados Brasileiros compreendem um domínio de natureza bastante frágil e em ritmo acelerado de devastação”, sendo os mesmos “denominados internacionalmente como hot spot, ou seja, espaços de grande predisposição à extinção da fauna e flora” e, além disso, “os municípios de Buriti, Duque Bacelar e Coelho Neto possuem um dos maiores sítios paleobotânicos do Brasil, com fósseis vegetais de idade permiana (mais de 250 milhões de anos), distribuídos em áreas ora contínuas, ora espaçadas.”
Abaixo o Correio Buritiense reproduz carta do poeta e crítico literário Francisco Carlos Machado, Presidente da Associação Bacelarense de Proteção ao Meio Ambiente (ABAMA): 
  
APA DOS MORROS GARAPENSES - 2 ANOS DE VIDA

Aos Conselheiros, voluntários, amigos e a população da APA dos Morros Garapenses

Só agora, duas semanas depois das comemorações dos dois anos de criação da APA dos Morros Garapenses, ocorridas nos dia 21 e 25 de Março, que consigo um tempo para formalmente expressar meus agradecimentos a todos os Conselheiros, voluntários e os amigos de nossa APA em Duque Bacelar, Coelho Neto, Buriti, Afonso Cunha e ao Departamento de Unidade de Conservação da SEMA, enfatizando a pessoa de Yassodhara Brandão, Presidente do Conselho da APA que passou sonhar conosco mais ainda pelo bem da Unidade. Quero também com esse texto falar algo mais.

Motivo-me escrever a todos vocês como um dos primeiros sonhadores deste Movimento que concebeu e gerou o sonho de quer o desenvolvimento da nossa região deveria continuar acontecendo somente pelos caminhos da sustentabilidade. Foi esse o desejo impulsionário da lutar para a criação da APA DOS MORROS GARAPENSES, e é o que honestamente queremos viver e trabalhar para acontecer. Queremos sim riquezas, mas riquezas repartidas e distribuídas para todos.

Entendendo que nesse labor pelo pão e a vida digna, necessariamente o explorar dos recursos naturais e do uso do trabalho humano torna-se inevitável. Porém, entendemos também haver um equilíbrio no hoje e no amanhã desse explorar; buscando aqui uma harmonia para as atuais e as próximas gerações na convivência do natural com o homem e do homem consigo mesmo. Havendo nessa dinâmica, justiça, cuidados e gentileza com o próximo humano e o próximo bicho: as plantas, águas, solos, o ar, a vida num todo.

Acreditamos que em tudo existe vida e essência, assim o sentir do viver e a busca da felicidade dar-se-á em todo ser que respira e almeja sua conservação. Sendo isso sagrado e certo, devemos ambicionar o bem de todos os viventes e as coisas na APA dos Morros Garapenses. Estou sendo animista? Não, acredito apenas que a missão nossa é cuidar e preservar não somente nossa vida, mas de toda a criação.

Assim, no cumprimento dessa missão muito me emocionou uma exposição de fotografias de nascentes recuperadas em Coelho Neto pelo Grupo João Santos. Antes, tínhamos como um inimigo declarado, agora, veja como a existência faz com quer pontes sejam construídas entre antagonismos, surgir entre os o Grupo e os ambientalistas até parcerias e diálogos. Nesse ponto acredito que a APA dos Morros Garapenses poderá aproximar as comunidades viventes na APA e o Grupo (como também com os empresários sulistas do agronegócio da soja), melhorando a relação arredia, em graus ainda EXISTENTES, no buscar dessa sustentabilidade e dignidade de tudo, no interesse de ambas as partes.

Não pude nas comemorações ir para a palestra dia 22 em Buriti, que aconteceu lotada com umas 300 pessoas de todas as representatividades sociais, políticas e judiciárias no CAP. Todavia, trouxe uma faixa grande que os Conselheiros e voluntários mandaram pintar: “Buriti parabeniza a APA DOS MORROS GARAPENSES pelos seus 2 anos ”. Eu, também cantei os parabéns e me emocionei em Duque vendo os dois bolos de 70 reais que nós conselheiros pagamos e degustemos logo após o findar da primeira reunião anual do Conselho Consultivo dia 21 de Março na sede da Câmara Municipal da cidade. A criação do GPA - Grupo de Professores e Alunos Ambientalistas em Coelho Neto foi uma emoção orgulhosa à parte também. Iniciativa inédita no Maranhão, os integrantes pragmáticos do GPA já em ação concreta ajudaram organizar as comemorações do aniversário de dois anos e a caminhada ecumênica dos cristãos que saindo em grupos de Coelho Neto e Duque Bacelar na final da madrugada do dia 20, caminharam por igual 9 km e se encontraram no povoado Mamorana, divisa dos dois municípios, para celebrar Deus Criador e dizer que o nosso papel também consiste em cuidar da criação Dele. O GPA também elaborou e executou a arborização da AV. Cordeiro de Faria em Coelho Neto, ação bonita que fez parte das comemorações da Semana da Árvore e Aniversário da APA, pretendendo continuar com a ajuda da comunidade local a arborização de toda cidade.

Como foi repleto de ações o aniversário de dois anos da APA dos Morros GARAPENSES. Houve café da manhã, fogos foram soltos, saindo de cima dos Morros em direção a cidade sede da Unidade; o ônibus que levou estudantes e Conselheiros no caminho indo visitar a RPPN do Riacho Feio em Buriti atolou, e todos desceram para desatolar. E estando lá todos viram, alguns pela primeira vez até, Siriemas; belas aves que na lista negra das espécies em extinção no Riacho Feio estão fazendo ninho, no recomeçar da luta pela existência de sua espécie. E neste Aniversário a equipe da SEMA esteve pela primeira vez em Afonso Cunha, conversaram e formaram vínculos com as pessoas de bem do lugar, onde os mesmo constataram mais uma vez a existência da APA em seu território. Na realidade de quer a APA dos Morros Garapenses EXISTE para unir todos nós, nos unamos por Afonso Cunha, onde está o território de povo mais sofredor da Unidade.

Sim, a APA DOS MORROS GARAPENSES começou com o sonho de ambientalistas unidos e agora deve unir todas as pessoas dos quatros municípios para sonhar e construir um futuro mais digno. Em graus já vivemos essa nova realidade. Entretanto, torna-se necessário que os grupos sociais afins, igrejas, associações culturais e de classe, sindicatos, assentamentos, escolas, crianças, jovens, os líderes comunitários, os vereadores e prefeitos, promotores e juízes dos quatros municípios estejam juntos. Sem UNIDADE nunca alcançaremos SUNTENTABILIDADE.

Sem dúvida, Deus, o Criador dos céus e da terra, Senhor de toda vida existente nos ajudará nessa busca de unidade e do dar as mãos. Oremos, pois.

Francisco Carlos Moraes Machado
Presidente da ABAMA e Vice-Presidente do CONAMG

sexta-feira, 15 de abril de 2011

0

Governo prevê salário mínimo de R$ 616 em 2012

Compartilhe:

Print Friendly and PDF


Projeto de Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) prevê ainda um salário mínimo de R$ 676,35 para 2013 e de R$ 745,66 para 2014

O projeto de Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) para 2012, encaminhado nesta sexta-feira, 15, ao Congresso Nacional, prevê um salário mínimo de R$ 616,34 para o ano que vem, de R$ 676,35 para 2013 e de R$ 745,66 para 2014. O salário mínimo, atualmente, está em R$ 545,00.
A ministra do Planejamento, Miriam Belchior, afirmou que a aposta do governo é de que a inflação irá cair no segundo semestre deste ano. Por isso, os parâmetros econômicos considerados para elaboração da LDO de 2012 projetam um IPCA de 5% este ano e de 4,5% para 2012. "Claro que se a inflação se comportar para baixo ou para cima, a nossa projeção será revista", disse. Miriam afirmou que o governo foi austero na definição dos parâmetros econômicos usados para elaboração da LDO de 2012.
Em relação à taxa de câmbio, cujas projeções preveem uma desvalorização do real nos próximos anos, ela disse que as estimativas estão próximas das de mercado. "As nossas projeções não estão muito diferentes do Focus (boletim de mercado divulgado semanalmente pelo Banco Central) para 2012", afirmou. O governo estimou uma taxa de câmbio média de R$ 1,69 por dólar este ano e de R$ 1,76 por dólar em 2012. A cotação chega a R$ 1,82 em 2013 e a R$ 1,86, em 2014, pelas projeções usadas pelo Ministério do Planejamento. 
Fonte: www.estadao.com.br, agência estado
0

DEPUTADO DOMINGOS DUTRA ASSUME VICE-PRESIDÊNCIA DA CDHM NA CÂMARA

Compartilhe:

Print Friendly and PDF


O Deputado Domingos Dutra (PT/MA) foi eleito e empossado, hoje (13), como primeiro vice-presidente da Comissão de Direitos Humanos e Minorias (CDHM) da Câmara dos Deputados. Em seu discurso de posse, o Parlamentar destacou a importância da Comissão para a execução legítima dos direitos citados na Constituição Federal e agradeceu a indicação do líder da bancada do Partido dos Trabalhadores (PT) na Câmara, Deputado Paulo Teixeira (PT/SP).
“Estou à disposição da Comissão para contribuir com os trabalhos e discussões para o bom andamento da democracia, respeito e garantia dos direitos humanos”, disse o Deputado Domingos Dutra ao destacar que, em 2010, foi o segundo vice-presidente da comissão e que agora, como primeiro vice-presidente, irá aprofundar a discussão dos atingidos por barragens, quilombolas, ciganos, negros, índios, extrativistas e vítimas de violência.
Sou um soldado na luta dos interesses dos mais humildes. Estarei totalmente à disposição, juntamente com a Presidenta Manuela d’Ávila (PCdoB/RS), para um Brasil mais justo e digno.

Saiba mais – A CDHM atua como órgão técnico constituído por 18 deputados membros e igual número de suplentes, apoiada por um grupo de assessores e servidores administrativos. Suas atribuições constitucionais e regimentais são receber, avaliar e investigar denúncias de violações de direitos humanos; discutir e votar propostas legislativas relativas à sua área temática; fiscalizar e acompanhar a execução de programas governamentais do setor; colaborar com entidades não-governamentais; realizar pesquisas e estudos relativos à situação dos direitos humanos no Brasil e no mundo, inclusive para efeito de divulgação pública e fornecimento de subsídios para as demais Comissões da Casa; além de cuidar dos assuntos referentes às minorias étnicas e sociais, especialmente aos índios e às comunidades indígenas, a preservação e proteção das culturas populares e étnicas do País.
 Fonte: Assessoria do Deputado Domingos Dutra (PT/MA) – Jornalista Salis Chagas.
0
Compartilhe:

Print Friendly and PDF


TÓPICO FRASAL
Não haverá lugar para governantes que enxergam seus países como propriedade privada e seus povos como dóceis rebanhos”
SALEM H. NASSER
2
Compartilhe:

Print Friendly and PDF


HOMENAGEM DO CORREIO BURITIENSE À PROFESSORA E COMPANHEIRA HILDA.


Nascimento:
13/08/1970   
Morte:
11/04/2011

terça-feira, 12 de abril de 2011

0

GOVERNO IRÁ ANTECIPAR CAMPANHA DO DESARMAMENTO

Compartilhe:

Print Friendly and PDF



O governo vai antecipar para maio o lançamento de uma nova campanha do desarmamento. A data prevista para o início da campanha é 6 de maio, exatamente um mês após o assassinato de 12 estudantes na escola de Realengo, no Rio de Janeiro. A previsão inicial era de que a nova campanha tivesse início em junho.
Uma das ideias do governo para a nova campanha é pagar também pelas munições que forem espontaneamente entregues. Na campanha passada, feita entre dezembro de 2008 e dezembro de 2009, apenas os cidadãos que entregavam as armas de fogo eram indenizados.
Todos os detalhes da campanha, inclusive os valores que serão pagos, serão discutidos por um conselho formado por integrantes do governo e de representantes da sociedade civil. A primeira reunião está marcada para a próxima segunda-feira, quando a data da campanha deve ser oficializada.
"Ficou absolutamente caracterizado que quando se realiza essas campanhas você tem uma redução muito forte na mortalidade, que se reduz mais de 50% no Brasil. Tínhamos previsto realizar uma campanha em junho, mas diante dessa tragédia decidimos sugerir a antecipação. Essas campanhas não são feitas sozinhas, são feitas em conjunto com a sociedade civil", disse o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo.
Essa comissão deverá também propor projetos de lei que visem o desarmamento da população. O anúncio da nova campanha foi feito por Cardozo após reunião de Cardozo com integrantes das entidades Viva Rio, Sou da Paz, Desarma Brasil e Rio de Paz.(clique para ler mais)
Fonte: O Estado de S. Paulo

domingo, 10 de abril de 2011

1

100 DIAS DE DILMA: A MULHER É O ESTILO

Compartilhe:

Print Friendly and PDF



No pós-Lula, a primeira presidente a comandar o Brasil consolida sua marca ao imprimir pulso forte, porém discreto, à gestão; ajuste das contas e ameaça de inflação ainda são desafios

Dilma Rousseff completa neste domingo (10) 100 dias no cargo de presidente da República com o feito de ter dirimido a dúvida mais mordaz lançada contra ela por seus opositores durante a campanha eleitoral do ano passado: seria Dilma, criada à imagem e semelhança de Lula, capaz de comandar o País sozinha? Para silenciar os críticos nesse quesito, a primeira mulher a ocupar a Presidência fez questão de imprimir a marca de uma governante austera e discreta.
Tais características provocaram comparações inevitáveis com seu antecessor e padrinho, um político afeito aos discursos e ao embate direto com a oposição, a mesma oposição que, para fustigá-lo e tentar enfraquecer seu mito, passou a elogiar o jeito de Dilma comandar o País. A presidente, no entanto, nunca incentivou de público esse paralelismo, ainda que na política externa e na questão dos direitos humanos tenha adotado medidas frontalmente contrárias à atuação de Lula na área.
Os afagos da oposição se restringiram à forma. No PSDB e no DEM, ganham corpo as críticas ao conteúdo: "gastança" do governo, desaceleração do PAC e ameaça de inflação. O corte de R$ 50 bilhões no Orçamento não convenceu o mercado e os opositores de que as contas públicas estão sob controle. Dúvidas de gestão à parte, resta ao fim dos 100 dias a certeza de que Dilma se impôs. Parafraseando o francês conde de Buffon (1707-1788), para quem "o estilo é o homem", hoje "a mulher é o estilo".( clique aqui para ler mais)
← Anterior Proxima → Página inicial

Usuários on-line


usuários online