"Não há pessoas nem sociedades livres, sem liberdade de expressão e de imprensa”.

ULTIMAS NOTÍCIAS
Carregando...

O corpo está sendo velado em sua residência e será sepultado às 11h desta sexta-feira. 
É com muito pesar que o CORREIO BURITIENSE comunica o falecimento de Aldimira Marques da Silva, 104 anos de idade, ocorrido por volta das 15h de ontem, quinta-feira 18. Dona Aldimira, como era chamado, era natural de Buriti, nascida em 25 de outubro de 1913, trabalhou na vida adulta para os burgueses da cidade, realizou serviços domésticos como lavar e passar roupas para o ex-prefeito Benedito Machado, para quem prestou seus serviços por vários anos.  Ela figurava na estatística das pessoas mais antigas vivas do município. Dona Aldimira, que morreu de causas naturais, teve cinco filhos, mais de 20 netos, mais de 10 bisnetos e alguns tataranetos.
O corpo está sendo velado em sua residência na Rua Inácia Vaz, Centro, e será sepultado às 11h desta sexta-feira 19 no Cemitério Municipal São José.


IDEIA BIG DATA: Bolsonaro, 54%; Haddad, 46%.
DATAFOLHA: Bolsonaro, 58%; Haddad, 42%.
A consultoria de pesquisas Ideia Big Data, em parceria com a revista Veja, divulgou na última quarta-feira 10 o primeiro levantamento sobre intenções de voto para a presidência do segundo turno.
Jair Bolsonaro (PSL) aparece com 54% das intenções de voto, enquanto Fernando Haddad (PT) registra 46%. A diferença entre os dois candidatos apresentada na primeira pesquisa de segundo turno é bem menor que a registrada nos votos válidos do primeiro turno. Bolsonaro teve 46,03% dos votos válidos contra 29,28% de Haddad.
O Ideia Big Data entrevistou 2.036 eleitores em todas as regiões do país entre os dias 8 e 10 de outubro. A margem de erro é de 2,67 pontos percentuais, para mais ou para menos.
Já o Datafolha, que também divulgou na quarta-feira 10 o resultado da primeira pesquisa do instituto sobre o segundo turno da eleição presidencial, trouxe, em votos válidos, os seguintes resultados:
Jair Bolsonaro (PSL): 58%; Fernando Haddad (PT): 42%
O levantamento foi realizado nesta quarta, dia 10, e tem margem de erro de 2 pontos, para mais ou para menos.
Para calcular os votos válidos, são excluídos da amostra os votos brancos, os nulos e os eleitores que se declaram indecisos. O procedimento é o mesmo utilizado pela Justiça Eleitoral para divulgar o resultado oficial da eleição. Para vencer no primeiro turno, um candidato precisa de 50% dos votos válidos mais um voto.
Nos votos totais, os resultados foram os seguintes:
·  Jair Bolsonaro (PSL): 49%
·  Fernando Haddad (PT): 36%
·  Em branco/nulo/nenhum: 8%
·  Não sabe: 6%
Amanhã, segunda-feira 15, o IBOPE deve divulgar sua primeira pesquisa para segundo turno.


 O grupo político do prefeito de Buriti (MA) Naldo Batista (PCdoB) foi o grande vitorioso após o resultado final da eleição 2018.  A votação que Naldo Batista concedeu aos seus candidatos a deputados foi a mais expressiva de todos os tempos no município.
O deputado estadual Fábio Macedo (PDT), que foi reeleito com 34.873 votos em todo Estado do Maranhão, teve a maior votação em Buriti, conquistando 4.716 votos, o equivalente a 33,85% do eleitorado buritiense.
Em segundo lugar na preferência foi o candidato apoiado por Arnaldo Cardoso, Zé Gentil (PRB), também reeleito, que obteve 1.849 votos (13,27% dos votos). O candidato apoiado pelo ex-prefeito Neném Mourão, César Pires (PV), reeleito, ficou na 3ª posição com 1.265 votos (9,08%). Na sequência vieram Paulo Neto (DEM), reeleito, apoiado pelo Vice-prefeito Antônio Flora e sua esposa, vereadora Vanusa Flora; Soliney Silva MDB), com 951 votos (6,83%), apoio por Zuca Marques; Luiz Henrique (PT), com 447 votos (3,21%), apoiado pelo ex-prefeito Rafael Mesquita, Alex Borges, Aliandro Borges e Lorin da Caçamba; o buritiense Alex Mota (PRTB), com 305 votos (2,19%); e Júnior Verde (PRB), com 217 votos (1,56%), apoio pelo ex-conselheiro Adílio Gomes.
Abaixo você confere a lista dos candidatos a deputado estadual votados em Buriti:








Já para Câmara Federal, o deputado federal Aluísio Mendes (PODE), que foi reeleito com 105.778 votos em todo Estado do Maranhão, teve a maior votação em Buriti, conquistando 4.776 votos, o equivalente a 34,66% do eleitorado buritiense. Ele sai fortalecido das eleições deste ano e, de acordo com o Tribunal Regional Eleitoral (TRE), o deputado dobrou a sua própria votação, em relação ao total registrado em 2014, saindo do décimo oitavo mais votado há quatro anos para o oitavo representante maranhense na Câmara em número de votos.
Em segundo lugar para federal, na preferência do eleitorado buritiense, foi o candidato apoiado por Arnaldo Cardoso, Júnior Lourenço (PR), eleito, que obteve 1.747 votos (12,68%). O candidato apoiado pelo ex-prefeito Neném Mourão, Edilázio (PSD), eleito, ficou na 3ª posição com 1.575 votos (11,43%). Em quarto, Zé Carlos (PT), reeleito, com 1.113 votos (8,08%), apoiado por Zuca Marques, Alex Borges e Aliandro Borges. Na sequência vieram: Rubens Júnior (PCdoB), reeleito, com 1085 votos (7,87%), apoiado pelo Vice-prefeito Antônio Flora e sua esposa, vereadora Vanusa Flora; Márcio Jerry (PCdoB), eleito, com 334 votos buritienses (2,42%); Gastão Vieira (PROS), não eleito, com 258 votos buritienses (1,87%); Victor Mendes (MDB), não eleito, com 258 votos buritienses (1,87%); e Pavão Filho (PDT), não eleito, com 219 votos buritienses (1,59%).
 Abaixo você confere a lista dos candidatos a deputado federal votados em Buriti:








Em mensagem divulgada nas redes sociais, o Prefeito Naldo Batista agradeceu a votação recebida para seus candidatos. Confira a íntegra:


No segundo turno, Haddad vence Bolsonaro pela primeira vez fora da margem de erro por 45% a 39%.
Pesquisa Datafolha divulgada na noite desta sexta-feira (28) mostra que o candidato Fernando Haddad foi de 16% para 22%; Jair Bolsonaro manteve os 28%; Ciro Gomes oscilou de 13% para 11%; Geraldo Alckmin oscilou de 9% para 10% e Marina Silva variou de 7% para 5%;
CONFIRA OS NÚMEROS:
Jair Bolsonaro (PSL): 28%
Fernando Haddad (PT): 22%
Ciro Gomes (PDT): 11%
Geraldo Alckmin (PSDB): 10%
Marina Silva (Rede): 5%
João Amoêdo (Novo): 3%
Henrique Meirelles (MDB): 2%
Alvaro Dias (Podemos): 2%
Cabo Daciolo (Patriota): 1%
Vera Lúcia (PSTU): 1%
Guilherme Boulos (PSOL): 1%
João Goulart Filho (PPL): 0%
Eymael (DC): 0%
Branco/nulos: 10%
Não sabe/não respondeu: 5%



Chefia de Gabinete da Prefeitura informou ao Blog Correio Buritiense que o contrato já foi suspenso assim que foram notificados pela CGU acerca de problemas de sobrepreços na Ata de Pinheiro (MA).
Palácio Bernardo Costa de Almeida, sede da Prefeitura Municipal de Buriti.
O Ministério Público Estadual (MP) abriu um Inquérito Civil, no último dia 12 de setembro, para investigar contrato de mais de R$ 12 milhões em Buriti (MA). O promotor de Justiça Raphael Bruno Aragão Pereira de Oliveira quer apurar possíveis ilicitudes nas adesões (Ata de Adesão de Registro de Preço) da Secretaria Municipal de Saúde de Buriti-MA à Ata de Registro de Preços 001/2018 e à Ata de Registro de Preços n.002/2018, ambas do Município de Pinheiro (MA), para aquisição de medicamentos, materiais hospitalares e odontológicos, no valor estimado de R$ 12.132.504,00 (doze milhões, cento e trinta e dois mil, quinhentos e quatro mil reais), a serem fornecidos pela pessoa jurídica DIMENSÃO DISTRIBUIDORA DE MEDICAMENTOS EIRELI.
O Ministério Público de Contas do Maranhão já havia formulado representação em desfavor do município de Buriti e da empresa Dimensão Distribuidora de Medicamentos Eirelli, com sede em Teresina, e que tem como representante legal Paulo Roberto Pereira Gomes, requerendo a suspensão dos efeitos das adesões.
Em análise preliminar com base em pesquisas no Painel de Preços do Ministério do Planejamento, o MP verificou itens com preços 136%, 241%, 438% e até inimagináveis 5.246,06% acima do valor praticado no mercado nos pregões nºs 11/2017 e 12/2017. Para promotoria, constam elementos indicativos de prejuízo virtual ao erário da ordem de mais de R$ 7 milhões de reais.
O MP deu prazo de dez dias para o Secretário Municipal de Saúde de Buriti-MA apresentar cópia integral dos procedimentos de adesão às atas de registro de preço 01/2018 e 02/2018 de Pinheiros/MA, incluindo contratação e eventuais aditivos.
VEJA A ABAIXO A PORTARIA QUE INSTAUROU O INQUÉRITO
Em contato por telefone com o Chefe de Gabinete do Prefeito, este informou ao Correio Buritiense que todas as medidas legais foram tomadas pela Prefeitura assim que foram notificados pela CGU acerca de problemas de sobrepreços na Ata de Adesão de Pinheiro (MA). O prefeito de Buriti suspendeu em 25 de junho deste ano a ordem de fornecimento referente ao contrato de fornecimento N° 52/2018, firmado com a empresa Distribuidora Dimensão de Medicamentos Eireli, devido a Nota Técnica nº 1572/2018 da Controladoria Geral da União no Estado do Maranhão – CGU/MA, que apurava indícios de sobrepreços com os praticados no mercado.  Após a suspensão, a Prefeitura notificou o representante da fornecedora para prestar esclarecimentos acerca das irregularidades investigadas no prazo de 5 (cinco) dias úteis.
ABAIXO DOCUMENTAÇÃO ENVIADA PELA PREFEITURA AO BLOG

No dia da Independência, 7 de setembro, o Colégio Professora Maria do Socorro Costa Mourão – COSMO realizou o desfile cívico em alusão à Independência do Brasil. O desfile foi organizado de acordo com a temática do projeto anual que este ano tem por objetivo conhecer a história local, analisando o passado da cidade de Buriti para compreender a cultura e identidade de nossos habitantes explorando os aspectos sociais, culturais e políticos. 
Os pelotões foram organizados da seguinte temática:
Educação Infantil com a temática Brinquedos e brincadeiras antigas e atuais.
Ensino Fundamental Menor:
1º Ano do Ensino Fundamental 1 com a temática cantigas de roda
2º e 3º Anos do Ensino Fundamental 1 com a temática contos, lendas e mitos buritienses.
4º Ano do Ens. Fund. Com o tema Personagens Literários de Buriti.
5º Ano do Ens. Fund. Com a temática Constituição política apresentando os personagens que contribuíram politicamente com a cidade de Buriti. 
Os alunos do Ensino Fundamental Maior tiveram seus pelotões organizados da seguinte forma:
6º Ano com o tema Fauna, flora e relevo de Buriti. 
7º Ano apresentaram os pontos turísticos e patrimônios históricos de nossa cidade.
8º Ano simbolizada o processo histórico da saúde, educação e econômica. 
9º Ano com a temática religiosidade buritiense representou as principais religiões praticada por nossa população. 
A 1ª série do Ensino Médio fez uma apresentação entre faixas e caracterizações a cultura e entretenimento.  A temática agricultura e culinária buritiense foi representada pelos alunos da 2ª série do Ensino Médio. A 3ª série apresentou os problemas na área da saúde, educação, segurança pública etc. que acontecem em nossa cidade. 
A comissão de frente foi abrilhantada por alunos levando a Águia símbolo da escola e com muita elegância o mor e a baliza anunciavam a passagem dos alunos e banda. A escola também representou o mistério que permeia a origem de Inácia Vaz. Quem realmente foi esta mulher, índia, negra ou portuguesa?
Este desfile está contido no bojo de um projeto maior da escola denominado BURITI TERRA DE INÁCIA VAZ: NOSSO POVO NOSSAS RAÍZES, onde é contada a História da cidade desde do surgimento até os dias atuais. Objetivo é resgatar e preservação a nossa cultura. A culminância vai ocorrer dia 16 de novembro.




























































Postagens populares