"Não há pessoas nem sociedades livres, sem liberdade de expressão e de imprensa”.

RESPLANDES TRANSPORTES - Viagens Diárias

RESPLANDES TRANSPORTES - Viagens Diárias

VENDE-SE UMA FAZENDA - CLIQUE AQUI E SAIBA MAIS

ULTIMAS NOTÍCIAS
Carregando...

CORONAVOUCHER: Auxílio de R$ 600 a informais poderá ser sacado em lotéricas, Correios e agências de bancos públicos (BB, BASA, Nordeste e Caixa)


O ministro da Cidadania, Onyx Lorenzoni, disse nesta segunda-feira 30/3 que o auxílio de R$ 600 que o governo pagará a informais poderá ser sacado nas agências do Banco do Brasil, Caixa Econômica Federal, casas lotéricas e agências dos Correios. A medida faz parte do pacote para reduzir os efeitos da crise do coronavírus.
Segundo a lei, o pagamento será pelos bancos federais: Banco do Brasil, Caixa, BASA (Banco da Amazônia) e BNB (Banco do Nordeste). Estamos trabalhando com as melhores redes, que é Caixa-lotéricas, Banco do Brasil e Correios. Será a maior rede possível para o dinheiro chegar com agilidade para o cidadão — disse o ministro, durante entrevista à imprensa no Palácio do Planalto.
O projeto de lei que autoriza o auxílio emergencial foi votado nesta segunda-feira pelo Senado, após já ter tido aval da Câmara. Onyx explicou que, após a aprovação do texto, o governo ainda precisa cumprir três etapas: sanção presidencial, decreto para regulamentar os saques e edição de uma medida provisória (MP) para liberar os recursos do Orçamento.
A aprovação foi unânime no Senado Federal, com 79 votos favoráveis e apoio dos senadores da oposição e do governo. O Senado aprovou o pagamento do auxílio emergencial por três meses, no valor de R$ 600, destinado aos trabalhadores autônomos, informais e sem renda fixa. Chamada de “coronavoucher”, a ajuda vem para reparar as perdas de renda para algumas fatias da sociedade durante o período de isolamento, quando as oportunidades de trabalho para essas categorias estão escassas.
Segundo Onyx, o governo criará um sistema para fazer com que o dinheiro chegue a beneficiários que não estão em cadastros públicos. Hoje, de acordo com o ministro, existem 75,1 milhões de pessoas no Cadastro Único (CadÚnico). Desse universo, 60 milhões têm CPF — número que deve subir para 65 milhões até abril.
Onyx afirmou ainda que haverá uma "solução tecnológica" para encontrar os trabalhadores completamente informais, que não têm nenhum tipo de registro. O ministro não detalhou, no entanto, como será esse novo sistema.
Em outra frente, o governo ainda terá que definir como será o pagamento dos microempreendedores individuais (MEI), que também serão beneficiados pela medida.
O público que é MEI, nós estamos falando com o Ministério da Economia que está aprontando a base de dados para que a gente possa estabelecer com clareza os critérios de elegibilidade — disse Onyx. 

 De O Globo/ Agência Brasil

CONFIRMADA A PRIMEIRA MORTE PELO NOVO CORONAVÍRUS NO MARANHÃO


Informação foi confirmada na tarde deste domingo 29/3 pelo secretário de Saúde do estado. Paciente era de São Luís e estava internado em um hospital da capital maranhense.
Do G1 MA 
 O secretário estadual de Saúde, Carlos Eduardo Lula, confirmou no início da tarde deste domingo (29) a primeira morte pelo novo coronavírus no Maranhão. A informação foi divulgada por meio de uma rede social.
De acordo com o secretário, o paciente de 49 anos era de São Luís, tinha histórico médico de hipertensão e estava internado em um hospital da capital maranhense.
Neste domingo, também foram confirmadas as primeiras mortes por Covid-19 no Distrito FederalBahia e no Rio Grande do Norte. Até o momento, o Brasil já registra 117 mortes e mais de 4 mil infectados pelo novo coronavírus.
Atualmente, o Centro de Informações Estratégicas de Vigilância em Saúde (CIEVS) acompanha mais 16 casos confirmados por laboratório de infecção por COVID-19 no Maranhão.
Após resultado de exame laboratorial, dois novos casos foram registrados em São Luís. São eles: homem, de 26 anos, que segue a orientação para isolamento domiciliar, e um homem, de 29 anos, que está internado com quadro estável. Os casos foram atendidos na rede privada.

Combate ao Coronavírus: Estudantes de escolas públicas do Maranhão terão aulas pela televisão

Seguindo resolução do Conselho Estadual de Educação, aulas serão transmitidas pela TV, rádio e internet.
Por G1 MA 
Com aulas suspensas por causa da pandemia do novo coronavírus, estudantes da rede pública do Maranhão vão ter videoaulas a partir desta segunda-feira (30). De acordo com a Secretaria de Educação do Estado, as aulas vão ser veiculadas diariamente com conteúdo do ensino fundamental e médio. As aulas serão transmitidas na TV Assembleia, Rádio Timbira e plataformas digitais.
"Temos a missão árdua de garantir que as pessoas fiquem em casa e, ao mesmo tempo, oferecer atividades para que estudantes se mantenham aprendendo e os professores desenvolvendo suas atividades. Nesse sentido, estamos produzindo conteúdo pedagógico que será transmitido pela TV Assembleia, Rádio Timbira e plataforma virtuais”, destacou o secretário de Estado da Educação, Felipe Camarão.
A iniciativa segue a resolução n° 94/2020 do Conselho Estadual de Educação – CEE/MA, publicada no Diário Oficial de sexta-feira (25), que orienta a realização de atividades pedagógicas não presenciais durante o período de suspensão das aulas em virtude da propagação do covid-19.
Confira, abaixo, a programação das videoaulas disponibilizadas gratuitamente para estudantes da rede pública:
·            TV Assembleia: 8h às 10h20 – Ensino Fundamental e das 13h40 às 16h – Ensino Médio
·            Rádio Timbira: 12h às 14h – Ensino Fundamental e das 16h às 18h – Ensino Médio

OPOSIÇÃO FORTE: Arnaldo Cardoso e Jenilson Gouveia anunciam união com pré-candidaturas a prefeito e vice para disputar as eleições de Buriti em 2020

Prefeitável Arnaldo Cardoso (esquerda) e Jenilson Gouveia.
Em reunião realizada neste sábado 28/3, a oposição fechou uma forte chapa para disputar as eleições municipais deste ano. Arnaldo Cardoso (PL) e Jenilson Gouveia acordaram uma aliança política e anunciaram suas pré-candidaturas, respectivamente, a prefeito e vice pela oposição nas eleições de 2020 no município de Buriti-MA.
O anuncio oficial aconteceu na tarde de hoje (28) durante uma reunião com lideranças políticas, vereadores, pré-candidatos a vereador e apoiadores do grupo, na residência do ex-secretário Jenilson Gouveia.
Jenilson Gouveia foi ex-secretário de administração e finanças do atual governo municipal, também atuou na mesma função nos governos de Neném Mourão e Rafael Mesquita, havia rompido no final de fevereiro deste ano e lançado a pré-candidatura a prefeito.
Em vídeo, ele destacou a importância do acordo para trabalhar para melhoria da saúde pública de Buriti, vista como maior problema hoje do município. Defendeu melhor tratamento para população, para vereadores e para os trabalhadores das vias públicas da cidade, no serviço de capinagem, que, segundo ele, estão sendo humilhadas para ganhar um baixo salário.  O plano de governo dos dois será ajustado e, segundo Jenilson, voltado para melhoria das condições de vida das pessoas. 
Veja as falas de Jenilson Gouveia e Arnaldo Cardoso:
Em declaração conjunta ao Correio Buritiense os dois reafirmam os objetivos comuns pelo futuro de Buriti. Veja abaixo:
“Amigos buritienses, é com muito carinho que anunciamos aos senhores que acabamos de consolidar a constituição da chapa Arnaldo Cardoso e Jenilson Gouveia para as futuras eleições de outubro próximo. Depois de muita conversa, percebemos que temos muitos propósitos em comum a respeito do futuro de Buriti. Certo que não mediremos esforços para melhor atender à nossa população nas questões da saúde, educação, segurança e saneamento básico, aliado ao respeito, responsabilidade e com firme compromisso de trazer dias melhores para nossa cidade. De coração, agradecemos a todos que se empenharam para que essa aliança se concretizasse e oportunamente nós os convidamos para juntos construirmos um Buriti para todos. Abraços fraternos de Arnaldo Cardoso e Jenilson Gouveia.”

COMBATE AO CORONAVÍRUS (Covid-19): CAEMA isenta famílias maranhenses de baixa renda do pagamento de conta de água por dois meses


Decreto assinado pelo governador Flávio Dino isenta cerca de 850 mil famílias do pagamento da conta de água no Maranhão como medida humanitária para amenizar os efeitos da crise sanitária nas camadas mais carentes da população.

O governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), decidiu que os cerca de 850 mil clientes da Companhia de Saneamento Ambiental do Maranhão (Caema) terão tarifa zero para água nos próximos dois meses.
A medida faz parte do plano de combate ao coronavírus (Covid-19) e foi editada no decreto nº 35.679, assinado pelo governador. 
A isenção atinge os que mais precisam. Essa medida e mais as 200 mil pessoas já beneficiadas pela gratuidade do Programa ‘Viva Água’, somam mais de 1 milhão de maranhenses assistidos pelo Governo do Maranhão”, garantiu André dos Santos Paula, diretor-presidente da Companhia. 
De acordo com o decreto, até 23 de maio ficam isentas de fatura clientes pessoa física cujo consumo é de até 10 m³ (dez metros cúbicos) por mês de água e esgoto, pessoas que integram o Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico) e são residentes em município do Programa Mais IDH e pessoa jurídica em regime de condomínio inserido na Faixa I do Programa Minha Casa Minha Vida. 
André Paula afirmou que essa é uma medida humanitária, para amenizar os efeitos da crise sanitária nas camadas mais carentes da população. “Não podemos abrir mão da arrecadação daqueles que possuem alguma condição. Neste sentido, pagar as contas de serviços essenciais como a água, também é um ato de solidariedade para garantir os serviços essenciais à população”, reforçou
 Ao Correio Buritiense, o gerente regional de Negócios da Caema, Luís Felipe, informou que “diante do atual contexto, o Governo do Estado do Maranhão, representado pelo Excelentíssimo Senhor Governador Flávio Dino, emitiu o decreto 35.679, que trata de isenção tarifa para parte da população maranhense. Lembramos que a isenção só estará valendo a partir do próximo mês de abril. Os clientes contemplados vão receber as faturas pagas e sem código de barra, os demais continuarão efetuando os pagamentos normalmente. Lembramos que o trabalho da Caema é essencial para a população maranhense, principalmente, nesse momento crítico de saúde pública. Contamos com a colaboração de toda a população para vencermos essa batalha contra o coronavírus.”

TIRA MAIS DÚVIDAS COM A SEÇÃO PERGUNTAS E RESPOSTAS DA CAEMA:
 



1. Quem será beneficiado pelo Decreto nº 35.679?
O Decreto nº 35.679 de 23 de março de 2020, do Governo do Estado do Maranhão, dispõe que ficam temporariamente isentos do pagamento da fatura os clientes pessoa física cujo consumo é de até 10 (dez metros cúbicos) por mês de água e esgoto, pessoas que integram o Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico) e são residentes em municípios participantes do Programa Mais IDH, e pessoa jurídica em regime de condomínio inserido na Faixa I do Programa Minha Casa Minha Vida.
 2. Eu me enquadro no grupo de beneficiados. O que devo fazer?
Se você se enquadra, não precisa fazer nada. Não há necessidade de qualquer outro cadastro. A isenção de pagamento da tarifa será concedida automaticamente, desde que o consumidor continue se encaixando nas categorias listadas acima e tenha o seu cadastro atualizado junto à CAEMA.
 3. Meu cadastro está desatualizado na CAEMA. Como faço para atualizar?
Você pode atualizar seu cadastro por meio do aplicativo CAEMA MOBILE, disponível para Android no Google Play; por meio do whatsapp do atendimento (98) 99113 0195 ou na loja virtual, no site www.caema.ma.gov.br. Você deve ter documentos que comprovem seu vínculo com o imóvel (como documentos de posse ou contrato de aluguel), RG e CPF.
 4. Por quanto tempo vou ficar isento de cobrança?
A isenção prevista no Decreto vigora pelo prazo de 60 (sessenta) dias, contando da data de publicação, ou seja, até 23 de maio.
 5. Eu tenho débitos anteriores com a CAEMA. Eles sofrem alguma modificação com o Decreto?
Não. Se você tem débitos anteriores ao Decreto, elas permanecem e podem ser negociadas. Mas não se preocupe, temos condições especiais de pagamento e parcelamento. Em nosso site, você encontra a lista de parceiros e, entrando em contato com eles, pode negociar de melhor forma possível.
 6. O que acontece se eu ultrapassar a faixa mínima de consumo mensal?
A isenção é válida apenas para consumidores enquadradas nas categorias especificadas no item! e que apresentem consumo de até 10m³ por mês de água, esgoto ou ambos. Se você excedeu este limite, não receberá o benefício.
 7. Quais as exclusões do Decreto?
As medidas do Decreto não se aplicam a imóveis residenciais destinados ao lazer, como casas de praia e campo, ou terrenos e imóveis residenciais em estado de abandono e demolição.
 8. Já sou beneficiado por outro programa de isenção da CAEMA em outro imóvel. Também vou receber este benefício?
A isenção a que se refere o Decreto será aplicada a apenas uma unidade consumidora por usuário e não será acumulada com qualquer outro programa de isenção. Ou seja, se você já faz parte do Programa Viva Água, não terá direito ao benefício.
 9. Como sei se sou beneficiário?
 a)  Todos os clientes que consumirem até 10m³ de água e esgoto nos municípios atendidos pela CAEMA, recebem automaticamente o benefício.
 Se você não foi contemplado no item 1:
b). Todos os clientes que residirem em municípios que fazem parte do Programa Mais IDH, receberem serviços da CAEMA e forem cadastrados no CadÚnico, receberão automaticamente o benefício. Se você for residente de uma cidade do Mais IDH e não tiver CadÚnico, não receberá o benefício.
 Se você não foi contemplado nos itens 1 e 2:
c). Todos os clientes que residirem em condomínios residenciais que pertencem à faixa 1 do Minha Casa Minha Vida, receberão o benefício, desde que estejam devidamente representados por pessoa jurídica.
 10. Tenho CadÚnico, mas não moro em município do Mais IDH. Vou receber o benefício?
Neste caso, você receberá o benefício se estiver na faixa de consumo de 10m³ de água ou esgoto, como especificado no item de beneficiários.
 11. Segundo o Decreto, eu fico isento de pagar minha conta por 2 meses. Esses dois meses serão acumulados para pagamento posterior?
Não. A conta será paga pelo Governo do Estado do Maranhão de 23 de março a 23 de maio. Após este período, a cobrança será retomada como de costume.
 12. Como sei que a minha conta está contemplada dentro da abrangência do programa?
Todas as contas isentas de pagamento terão selo de identificação que consta pagamento efetuado. As contas que não possuírem este selo devem ser pagas.

Câmara dos Deputados aprova auxílio emergencial de R$ 600 para trabalhadores autônomos, informais e sem renda fixa; veja os requisitos para ter direito ao chamado “coronavoucher”


A proposta estabelece que o "coronavoucher" terá duração de três meses, mas, enquanto durar a epidemia, o Executivo poderá prorrogar o pagamento.

A Câmara dos Deputados aprovou, nesta quinta-feira 27/3, um auxílio emergencial de R$ 600 por mês para trabalhadores autônomos, informais e sem renda fixa, com o objetivo de ajudá-los a enfrentar a crise provocada pelo coronavírus. A proposta estabelece que o "coronavoucher" terá duração de três meses, mas, enquanto durar a epidemia, o Executivo poderá prorrogar o pagamento. A matéria precisa ainda ser analisada pelo Senado Federal.
As mães que são chefes de família terão direito a receber duas cotas do auxílio, totalizando R$ 1.200 por mês. Duas pessoas de uma mesma família também podem acumular benefícios: um do auxílio emergencial e um do Bolsa Família. Elas poderão optar pelo que tiver valor maior.
A proposta inicial do governo de Jair Bolsonaro, anunciada na semana passada, era conceder R$ 200 para os trabalhadores. Nesta quinta-feira, o deputado Marcelo Aro (PP-MG) propôs a concessão de um auxílio emergencial de R$ 500 e, antes da votação, o Executivo concordou em elevar o valor para R$ 600.
O auxílio emergencial será pago por bancos públicos federais, por meio de uma conta do tipo poupança social digital, que será aberta automaticamente em nome dos beneficiários. O titular terá direito a fazer pelo menos uma transferência eletrônica do dinheiro por mês, sem custos, para conta mantida em outra instituição financeira.

COMO FAZER PARA RECEBER O BENEFÍCIO
O valor poderá ser retirado por quem não ter trabalho formal. O interessado deve ter renda familiar mensal per capita (por pessoa) de até meio salário mínimo (R$ 522,50). Ou renda familiar mensal de até três mínimos (R$ 3.135,00).
Microempreendedores individuais (MEI´s) também poderão receber o benefício. A medida, via de regra, não poderá ser somada a outros benefícios do governo, com exceção do Bolsa Família.
Nessa situação, só será permitido a duas pessoas de uma mesma família acumularem os valores: um do coronavoucher e um do Bolsa Família. Se o valor for maior que a Bolsa Família, a pessoa terá que fazer a opção de qual auxílio receber.
A renda do candidato ao auxílio emergencial deverá ser verificada por meio do CadÚnico para os cadastrados e, para os não inscritos, com autodeclaração em plataforma digital.
Na renda familiar, serão considerados todos os rendimentos obtidos por todos os membros que moram na mesma casa, exceto o dinheiro do Bolsa Família.
O voucher poderá ser retirado na Caixa Econômica Federal, nas agências do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) ou por meio de aplicativo, por quem queira evitar contato físico.
O funcionário vai verificar se a pessoa está no cadastro único e dentro dos requisitos estabelecidos. Caso não receba nenhum outro benefício social, aposentadoria ou seguro-desemprego, o trabalhador informal poderá retirar o dinheiro.
Se a pessoa deixar de cumprir as condições definidas para o recebimento do auxílio, o pagamento será suspenso.

VEJA ABAIXO OS REQUISITOS PARA SOLICITAR O AUXÍLIO EMERGENCIAL:
·        Ser maior de 18 anos de idade;
Não ter emprego formal (formalizado pela CLT ou serviço público);
·        Não receber aposentadoria, seguro-desemprego ou benefício assistencial e de programa de transferência de renda federal, exceto o Bolsa Família;
·        Ter renda familiar mensal per capita de até meio salário mínimo (R$ 522,50) ou renda familiar mensal total de até três salários mínimos (R$ 3.135,00);
·        Não ter recebido rendimentos tributáveis acima de R$ 28.559,70 em 2018.

O INTERESSADO TAMBÉM DEVE CUMPRIR UMA DAS SEGUINTES CONDIÇÕES:
·        Exercer atividade na condição de microempreendedor individual (MEI);
·        Ser contribuinte individual ou facultativo do Regime Geral de Previdência Social (RGPS);
·        Ser trabalhador informal inscrito no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico);
·        Ter cumprido o requisito de renda média até 20 de março de 2020.

                                      *Com informações da Agência Brasil/ Jornal O Tempo/Folha/O Globo/Estadão

Governo prepara novos leitos de UTI para casos de Covid-19 que precisarem de assistência hospitalar

Novo Hospital de Cuidados Intensivos expande a capacidade da oferta de tratamento intensivo da rede pública estadual. Fotos: Julyane Galvão.

O Governo do Maranhão está preparando novos leitos de UTI destinados ao atendimento exclusivo dos casos graves de infecção pelo novo coronavírus (Covid-19). O serviço será disponibilizado na capital maranhense por meio de aluguel com hospital privado que desativou parte dos serviços em 2018. A unidade, com capacidade para até 80 leitos de UTI, já conta com 30 prontos para uso e deve receber mais de mil profissionais de saúde.
Os secretários de Estado da Saúde e de Governo, Carlos Lula e Diego Galdino, respectivamente, vistoriaram a montagem dos leitos, nesta quinta-feira 26/3. “Embora nossas unidades disponham de leitos destinados ao cuidado de pacientes com Covid-19, essa nova estrutura garante uma linha de combate inteiramente nova para dar vazão ao dimensionamento estadual”, disse Carlos Lula.
O novo Hospital de Cuidados Intensivos expande a capacidade da oferta de tratamento intensivo da rede pública estadual. De acordo com o secretário de governo, Diego Galdino, não foram medidos esforços para equipar o local. “A estrutura que estamos prestes a entregar mostra a preocupação que o Governo do Estado tem com a segurança dos maranhenses. Ao passo que a situação for normalizada, o estado poderá contar com mais leitos disponíveis e prontos para serem utilizados”, contou.
Também presente na visita técnica, o presidente da Empresa Maranhense de Serviços Hospitalares (Emserh), Marcos Grande, explicou sobre a equipe multiprofissional que será responsável pela assistência aos pacientes do novo serviço. “Serão médicos intensivistas, enfermeiros e técnicos de enfermagem com experiência em unidade de terapia intensiva. Com esse preparo, transmitimos tranquilidade a nossa população e também nos preparamos para que casos como os ocorridos em outros estados não aconteçam no Maranhão”, comentou.
Novo Hospital de Cuidados Intensivos expande a capacidade da oferta de tratamento intensivo da rede pública estadual. Fotos: Julyane Galvão
Apoio aos municípios
A gestão estadual também vai repassar aos municípios equipamentos de proteção aos profissionais que atuarão na linha de frente nas unidades de saúde de gestão municipal. Além desta doação, está prevista a aquisição de mais 10 mil kits de testagem para diagnóstico do Covid-19. Estes serão distribuídos proporcionalmente nas 18 Regiões de Saúde.
Novo Hospital de Cuidados Intensivos expande a capacidade da oferta de tratamento intensivo da rede pública estadual. Fotos: Julyane Galvão
Da Agência de Notícia do MA

Em ofício ao Comando do Destacamento de Buriti (MA), Promotoria de Justiça requisita fiscalização da PM para cumprimento dos decretos estadual e municipal, ambos de prevenção à covid-19

O Promotor de Justiça da Comarca de Buriti, Rodrigo Ronaldo Martins Rebelo da Silva, oficiou, no último dia 23 de março, o Comandante do Destacamento da Policia Militar (DPM) de Buriti/MA, sargento Raimundo Sampaio, para que a polícia continue exercendo fiscalização rigorosa no Município, com o objetivo de impedir o funcionamento de academias, bares, restaurantes, lanchonetes, lojas e estabelecimento congêneres durante o período de 15 (quinze) dias, conforme determinado pelo Decreto Estadual nº. 35.677, de 21 de março de 2020, (que estabeleceu medidas de prevenção do contágio e de combate à propagação da transmissão da COVID-19, infecção humana causada pelo Coronavírus) e no Decreto Municipal nº. 350/2020- GP (que dispõe sobre as Medidas do Município de Buriti para o Enfrentamento e Prevenção da Transmissão da COVID-19).
No ofício encaminhado, o Ministério Público acrescentou que o descumprimento das medidas previstas poderá ensejar em aplicação de sanção penal.
Leia abaixo a íntegra do Ofício nº 37/2020.


Em COMUNICADO PÚBLICO, Secretaria de Saúde de Buriti informa sobre reabertura dos serviços essenciais no município a partir de hoje (26/3)

De acordo com o Comitê Municipal de Combate ao Covid-19, estão mantidas a suspensão das aulas, em cumprimento a decreto estadual em vigor, e a recomendação de isolamento social para garantir a segurança da população.
Em COMUNICADO público divulgado nesta quinta-feira 26/3, a Secretaria de Saúde de Buriti (Semus), por meio do seu Comitê Municipal de Prevenção e Combate ao COVID 19, com base no Decreto nº 10.292/2020, de autoria do Governo Federal, decidiu informar que os serviços essenciais de comércio foram reabertos no município, tais como supermercados,  mercearias, lotéricas, correspondentes bancários, padarias, clínicas médicas, laboratórios e farmácias.  O funcionamento desses estabelecimentos, porém, estão sujeitos à utilização de medidas de proteção, como EVITAR AGLOMERAÇÕES, conforme estipula o decreto de Bolsonaro publicado no Diário Oficial da União (DOU) de hoje (26).

As atividades religiosas de qualquer natureza também estão liberadas, atendendo as medidas de proteção, como manutenção de 2 metros de distância um dos outros.
 Às pessoas gripadas e com sintomas respiratórios, a Semus orienta que continue em isolamento domiciliar, monitorando sinais clínicos como febre, tosse seca e dificuldade para respirar, e notificando as equipes de saúde do município.
O comunicado informa ainda que fica mantida a determinação de ISOLAMENTO SOCIAL para garantir a segurança da população e só sair de casa se existir uma real necessidade.
Ao Correio Buritiense, o Comitê reafirmou que também está mantida a suspensão das aulas, em cumprimento a decreto estadual em vigor, e que aguarda novo decreto para eventual adiamento do retorno às aulas.
A Prefeitura colocou à disposição da população três telefones, que funcionarão para ligações e via whatsapp, para obter informações e solicitações, fazer alertas, tirar dúvidas e denunciar ações de descumprimento aos decretos federal, estadual e municipal que orientam ações de combate ao novo Coronavírus.
Confira abaixo:
Coordenadora da Vigilância Sanitária (enfermeira Clennya Simão): (99) 98146-8566;
Coordenador da Vigilância Epidemiológica (biomédico Raí Pablo): (86) 99945-0496;
Coordenadora da Atenção Básica (enfermeira Fabiana Coutinho): (98) 98435-7130.

BRASIL TEM 61 MORTES E 2.567 INFECTADOS PELO CORONAVÍRUS, DIZEM SECRETARIAS


Primeira morte em Santa Catarina foi contabilizada pela secretaria nesta manhã; São Paulo ainda lidera em número de casos.
As secretarias de saúde de todos os estados brasileiros contabilizam, até a manhã desta quinta-feira 26/3, 2567 casos confirmados do coronavírus no Brasil, e 61 óbitos registrados em decorrência da doença. Todas as regiões do País já registraram casos e óbitos
A última vítima confirmada morreu nesta manhã em Goiânia, sendo assim a primeira morte na região Centro-oeste. De acordo com a TV local Anhanguera, a vítima era uma senhora de 66 anos que tinha diabetes, hipertensão e doença pulmonar. No fim da noite de quarta-feira, Santa Catarina também registrou a morte de um homem de 86 anos, que morreu na região metropolitana de Florianópolis, capital do estado.
De acordo com a última contagem feita pelo Ministério da Saúde, que divulga diariamente a atualização da pandemia no Brasil, haviam 2433 casos e 57 mortes, a maioria de ambos localizadas no estado de São Paulo.
Ontem, foi registrada também a primeira morte na região Nordeste, em Pernambuco, e na região Norte, no Amazonas. Uma vítima no Rio Grande do Sul também marcou o primeiro falecimento no Sul do país.
Nesta quinta, faz um mês desde o primeiro falecimento confirmado de um paciente que tenha tido complicações por conta do coronavírus. Até o momento, a ação de combate ao alastramento do vírus tem sido liderada principalmente pelos estados, já que o presidente Jair Bolsonaro ainda é resistente à ideia do isolamento social e classifica a Covid-19 como uma “gripezinha” – que já matou mais de 22 mil pessoas ao redor do mundo, de acordo com o acompanhamento diário feito pela Universidade John’s Hopkins, dos Estados Unidos.

Da Carta Capital

ESPANHA SUPERA 4 MIL MORTES POR CORONAVÍRUS E TEM MAIS DE 56 MIL CASOS


A Espanha é o segundo país do mundo com mais vítimas fatais da Covid-19, atrás apenas da Itália e na frente da China.
A pandemia de coronavírus provocou mais 655 mortes na Espanha, país que registra 4.089 vítimas fatais e 56.188 casos confirmados, conforme anunciou, nesta quinta-feira 26/3, novo balanço do ministério da Saúde.
O aumento no número de mortes em 24 horas foi de 19%, menos que na quarta-feira (+27%), quando o país registrou 738 óbitos.
A Espanha é o segundo país do mundo com mais vítimas fatais da Covid-19, atrás apenas da Itália e na frente da China, onde a pandemia teve início.
 Metade das mortes no país (2.090) aconteceu na região de Madri, a mais afetada.
Os novos casos confirmados desta quinta-feira são 8.578, 18% a mais que na quarta-feira.
Ao mesmo tempo, o ministério anunciou que 7.015 pessoas foram curadas, 30% a mais que na quarta-feira, e 3.679 pacientes precisaram até o momento de internação em unidades de terapia intensiva (UCI).
A propagação da epidemia nos últimos dias saturarou os hospitais do país, onde os profissionais da área da saúde trabalham em um clima de grande tensão para administrar o fluxo de pacientes.
“As emergências estão sobrecarregadas no momento”, afirmou à AFP por telefone Jorge Rivera, porta-voz do hospital de Leganés, perto de Madri.


Da AFP/Carta Capital

“TELECORONA”: Secretaria de Saúde de Buriti-MA disponibiliza telefones para orientar a população sobre novo coronavírus


A prefeitura de Buriti, por meio da sua Secretaria de Saúde de Buriti (SEMUS) e do Comitê Municipal de Prevenção e Combate ao COVID 19, disponibilizou, nessa terça-feira 24/3, três números telefônicos para que a população possa obter informações e solicitações, fazer alertas, tirar dúvidas e denunciar ações de descumprimento aos decretos estadual e municipal que orientam ações de combate ao novo Coronavírus.
Os telefones, que funcionarão para ligações e via whatsapp, são dos membros da comissão técnica que elaborou o Plano Municipal de Contingência do Coronavírus (Covid-19).  Confira abaixo:
Coordenadora da Vigilância Sanitária (enfermeira Clennya Simão): (99) 98146-8566;
Coordenador da Vigilância Epidemiológica (biomédico Raí Pablo): (86) 99945-0496;
Coordenadora da Atenção Básica (enfermeira Fabiana Coutinho): (98) 98435-7130.

 Outros canais relativos ao coronavírus
Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) disponibilizou o código de acesso 196 como serviço de utilidade pública de emergência por telefone, gratuito à população, a fim de auxiliar as ações do Ministério da Saúde relativas ao coronavírus, causador da Covid-19.
Trata-se de uma alternativa ao Ministério da Saúde caso opte por um tridígito específico para as ações voltadas ao combate e à prevenção do Covid-19. Desta forma, além dos serviços já prestados no Disque Saúde 136, esse novo recurso e facilidade permitirá, caso oportuno, um canal exclusivo para demandas do coronavírus (Covid-19).