ULTIMAS NOTÍCIAS
Carregando...

Secretaria de Cultura de Buriti fará sarau literário nesta terça-feira (9) em comemoração à Semana da Cultura Nordestina

Em comemoração à Semana da Cultura Nordestina, que ocorre de 2 a 9 de agosto, a  Prefeitura Municipal de Buriti-MA, por meio da  Secretaria de Cultura, vai promover nesta terça-feira 9/8 um sarau literário. O objetivo é reunir escritores, artistas e poetas da cidade em um evento aberto ao público. O sarau será realizado no Largo Cultural da Igreja Matriz, centro da cidade, com início às 18h.

Buriti de Inácia Vaz é celeiro de Cultura e Arte. E com esta I SEMANA DA CULTURA NORDESTINA DE BURITI, o Palácio Bernardo Almeida busca resgatar essa riqueza que vem da nossa gente. A ideia do I Sarau Literário é, de fato, abrir espaço e valorizar os agentes culturais do município que contribuem para movimentar a cena artístico-cultural local.  A expectativa é de uma noite de muita entretenimento, música, apresentações, declamações de poesias e recitação de poemas.

O evento é organizado pela Secretaria de Cultura e tem como parceiros a Semed (Secretaria Municipal de Educação), AMIB(Associação dos Amigos de Buriti) e a ABALC (Academia Buritiense de Artes, Letras e Ciências).


SOBRE SEMANA DA CULTURA NORDESTINA

No dia  02 de agosto iniciou-se a Semana da Cultura Nordestina. A data é uma homenagem ao músico brasileiro Luiz Gonzaga, o Rei do Baião, que faleceu neste mesmo dia, em 1989.

Símbolo da cultura do Nordeste, Luiz Gonzaga é tido como um dos nossos grandes porta-vozes não só por ter tocado melodias da região e cantado letras descrevendo os costumes do sertanejo, mas também por sempre trajar o chapéu e o gibão de couro, peças indispensáveis na vestimenta tradicional dos nordestinos. Luiz Gonzaga sempre mostrou ter orgulho da sua terra e fez questão de disseminar seus costumes por onde passou.

Artes, crenças, cultos religiosos, literatura popular e danças; são várias as manifestações culturais que se destacam na região Nordeste. Entre elas estão as festas juninas, o Reisado, a poesia popular, o artesanato, a capoeira, o frevo, o carnaval... E não podemos esquecer da culinária, um dos grandes patrimônios nordestinos, que se destaca por pratos como o baião de dois, buchada, sarapatel, canjica, feijão de corda e arroz de coco. Sem falar nas frutas que são típicas da região, como o cajá, o buriti, a cajarana, o umbu, a macaúba, as frutas maranhenses juçara, bacuri, cupuaçu, buriti, murici e a pitomba, entre outras.

A cultura nordestina é bastante diversificada, uma vez que foi influenciada por indígenas, africanos e europeus. Com características próprias, os costumes e tradições muitas vezes variam de estado para estado.

(Informações do Grupo Trino)

 

5 comentários: Leave Your Comments

  1. Tanta reuniões, encontro, semana , agora sarau e a educação continua ruim, alunos entram e saiam sem saber de nada. Estão só brincando de fazer de conta. Os professores acreditam tanto na escola publica que seus filhos estão na ??? Onde???adivinham?? Kkkkk

    ResponderExcluir
  2. VERDADE, E TANTOS PROFESSORAS SÓ RECEBENDO SEM TRABALHAR, TEMOS ALGUMAS MESTRAS QUE SÓ RECEBEM SEM ENTRAR NUNCA NUMA SALA DE AULA.

    ResponderExcluir
  3. Cadê a ex secretária de educação? Será que irá passar o resto da vida sem trabalhar ou será que ja "adoeceu de novo" kkkkkkkkkkkkkkk

    ResponderExcluir
  4. PF vai ouvir Antônio Aragão em desdobramento da Sermão aos Peixes contra Aluísio Mendes
    Deputado é suspeito dos crimes de peculato, lavagem de dinheiro, falsidade ideológica para fins eleitorais e de organização criminosa
    A Polícia Federal vai ouvir o ex-presidente do IDAC (Instituto de Desenvolvimento e Apoio a Cidadania), Antônio Augusto Silva Aragão, no bojo do inquérito que investiga o deputado federal Aluísio Mendes (PSC) em apuração eleitoral de desdobramento da Sermão aos Peixes, maior investigação contra o desvio de recursos públicos da saúde na história do Maranhão.
    Presidente da comissão de Segurança Pública e Combate ao Crime Organizado na Câmara, Mendes é suspeito de prática dos crimes de peculato, lavagem de dinheiro, falsidade ideológica para fins eleitorais e de organização criminosa.
    A oitiva, adiada por duas vezes por motivo de saúde de Aragão, está marcado para às 15 horas desta quinta-feira (11), no Setor de Inteligência Policial da Superintendência Regional da PF no Maranhão, em São Luís. O delegado da Polícia Federal responsável pela apuração é Júlio Lemos de Oliveira Sombra. Ele já tomou o depoimento de Joelson Pereira e Rômulo Augusto Trovão Moreira Lima.
    Conforme revelou o ATUAL7, o caso envolve possível desvio de recursos públicos federais destinados ao sistema estadual de saúde, segundo identificado pela Sermão aos Peixes.
    Os indícios de crimes chamaram a atenção dos investigadores a partir de diligências da PF na prestação de contas eleitorais de Mendes, que é policial federal licenciado, referente às eleições de 2014.
    O levantamento apontou que parlamentar teria se beneficiado com material de campanha providenciado pela empresa Halley Sá Gráfica e Editora, ao custo de mais de R$ 250 mil, mas que o valor da nota fiscal emitida na prestação de contas foi de apenas pouco mais de R$ 8,4 mil.
    Ao justificar a ausência das notas, aponta a investigação, ele teria alegado desconhecer omissões de despesas de campanha, e apresentado nova versão sobre os gastos não comprovados depois de parecer técnico conclusivo pela desaprovação das contas –que acabaram sendo aprovadas com ressalvas, após o presidente do IDAC Antônio Aragão, à época também presidente do antigo PSDC (atual DC), tomar conhecimento da aceitação da dívida pela direção partidária.
    Além de Aluísio Mendes, também é alvo da investigação o ex-deputado estadual Sousa Neto, por indícios de prática dos mesmos crimes de que é suspeito o parlamentar federal.
    A PF diz, em memorando assinado pelo delegado Wedson Cajé, que à época chefiava a Delegacia de Repressão à Corrupção e Crimes Financeiros da PF no Maranhão, que o suposto financiamento ilícito de campanha com recursos federais desviados teria ocorrido porque ambos seriam aliados políticos do então secretário estadual de Saúde, Ricardo Murad. Casado com Tatiana Murad, Neto é genro do ex-titular da SES.
    A investigação aponta ainda que anotações constantes em uma agenda pessoal de Aragão, apreendida durante buscas pela Operação Rêmora, deflagrada pela Polícia Federal em novembro de 2017, revelam possível acordo entre Aragão e Murad para financiamento de campanha de Aluísio Mendes e Sousa Neto. Aragão chegou a ser preso pela PF naquela ação ostensiva, e passou um período no Completo Penitenciário de Pedrinhas.
    Publicado por
    BLOG ATUAL7
    Yuri Almeida
    Há 1 dia

    ResponderExcluir

O comentário não representa a opinião do blog; a responsabilidade é do autor da mensagem. Ofensas pessoais, mensagens preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, ou ainda acusações levianas não serão aceitas. O objetivo do painel de comentários é promover o debate mais livre possível, respeitando o mínimo de bom senso e civilidade. O Redator-Chefe deste CORREIO poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.


BIOLAB - Rua Antônio Pereira Mourão, em frente ao HTB(Clínica)

PAINEL DO LEITOR - COMENTÁRIOS