ULTIMAS NOTÍCIAS
Carregando...

BB ANUNCIA REESTRUTURAÇÃO QUE PREVÊ FECHAMENTO DE 361 UNIDADES E PROGRAMA DE DEMISSÃO VOLUNTÁRIA DE ATÉ 5 MIL FUNCIONÁRIOS

 DA FOLHA DE S.PAULO


O Banco do Brasil aprovou um conjunto de medidas que diminuem sua estrutura organizacional com fechamento de pontos de atendimento e programas de demissão voluntária. Serão encerradas 361 unidades, sendo 112 agências.

 As medidas foram anunciadas nesta segunda-feira 11/1 ao mercado. O banco estima que a economia anual com as medidas alcance R$ 353 milhões em 2021 e R$ 2,7 bilhões até 2025. A estratégia é rever a necessidade de atendimento físico e fortalecer os canais digitais, que já representam a maior parte das operações.

 De acordo com o banco, a Covid-19 acelerou esse movimento. A quantidade de transações em guichês de caixa no BB caiu 42% desde 2016, enquanto o uso digital dobrou no mesmo período e já responde por 86% das transações.

As medidas anunciadas nesta segunda envolverão, ao todo, 870 unidades pelo país. Além do encerramento de atividades de parte delas, outras 243 agências terão suas funções reduzidas ao serem transformadas em postos de atendimentos (que não têm gerente).

O banco também vai transformar 145 unidades de negócios em lojas. Elas possuem terminais, mas não guichês de caixa.

 Também serão criadas 28 unidades de negócios especializadas (sendo 14 agências voltadas a agronegócio e 14 escritórios para clientes que dão prioridade a serviços de forma digital), com aproveitamento de espaços já existentes.

 Segundo o Banco do Brasil, as mudanças nas agências acontecerão a partir de 22 de fevereiro e serão comunicadas aos clientes por SMS, aplicativo de celular, site na internet, terminais de autoatendimento, além de correspondências, e-mail e cartazes nas agências.

 A mudança de agência é automática. Os clientes não precisam fazer nenhum procedimento e podem manter seus cartões e senhas para transações, mesmo que haja alteração no número da conta.

 DEMISSÃO VOLUNTÁRIA

 Foram aprovadas pelo banco ainda duas modalidades de desligamento incentivado voluntário aos funcionários. A estimativa do BB é que cerca de 5.000 funcionários façam adesão aos dois programas.

 

O enxugamento de agências continua um movimento observado desde o governo do então presidente Michel Temer (de 2016 a 2018).

 Em 2017, houve uma reformulação significativa para eliminar 781 agências (14% do total da época), sendo que 379 seriam convertidas em postos de atendimentos e 402 unidades seriam encerradas, somando-se a outras 51 agências que tinham começado a ser fechadas em outubro de 2016.

 Do fim de 2016 até o fim de 2019, foram eliminadas 1.390 agências tradicionais (uma redução de 27%). No mesmo período, o banco desligou 7.432 funcionários (cerca de 7% do total inicial).

As demissões no setor bancário aumentaram durante a pandemia e aconteceram mesmo diante do lucro bilionário dessas instituições. Antes do Banco do Brasil, os outros quatro maiores bancos do país (Bradesco, Caixa Econômica Federal, Itaú e Santander) já haviam promovido desligamentos ao longo de 2020.

 Um levantamento feito pelo Dieese aponta que nos primeiros dez meses do ano passado, o segmento contava com um saldo negativo de 8.086 vagas, sendo 13,7 mil contratados contra 21,8 mil desligados no período.

 Ainda de acordo com o Dieese, o mês com o pior saldo em 2020 foi outubro, que contabilizou mais de 6,8 mil demissões contra 1,3 mil novos contratos. O saldo negativo indicou que 5,6 mil postos de trabalho foram fechados no período.

Especialistas já haviam analisado que a maior digitalização no setor bancário seria o maior motor para o enxugamento das estruturas. Outro fator seria o menor juros básicos no país, em 2% ao ano, que também influencia por exigir um maior corte de custos no segmento.

5 comentários: Leave Your Comments

  1. o dinheiro da saude o naldo levou no bolso um dos piores prefeito de fim de mandato que buriti ja teve esse nunca mais.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anônimo o Naldo não levou dinheiro nem da saúde nem de lugar nenhum, cuidado quem inventa mentiras um dia pagar pois Deus estar vendo tudo, todos sabem que todo dinheiro de Buriti e não fez nada pela cidade foi o neném mourão e o Rafael, estes sim foram os piores prefeitos que Buriti já teve.

      Excluir
  2. ñ sou amiga de nenhuma mas entre ambas fico com professora jaelsa.

    ResponderExcluir
  3. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  4. 😳ler dizer que a Baldez já saiu? E agora que tá com 13 dias 😅😅
    Esperar pra ver onde ela vai parar 🧐🧐
    Naldo deu oportunidade não se sabe quantas vezes kkk ela o que fez?
    Ô princesa! Seja mais humilde Muié e se aquiete aí com professor na comunicação! Você é uma ótima locutora e porque não dizer repórter!
    Fico muito feliz por você, afinal precisa trabalhar

    ResponderExcluir

O comentário não representa a opinião do blog; a responsabilidade é do autor da mensagem. Ofensas pessoais, mensagens preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, ou ainda acusações levianas não serão aceitas. O objetivo do painel de comentários é promover o debate mais livre possível, respeitando o mínimo de bom senso e civilidade. O Redator-Chefe deste CORREIO poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

PAINEL DO LEITOR - COMENTÁRIOS RECENTES