"Não há pessoas nem sociedades livres, sem liberdade de expressão e de imprensa”.

ULTIMAS NOTÍCIAS
Carregando...

BRASIL CHEGA À MARCA DE 400 MIL CASOS CONFIRMADOS E 25 MIL MORTOS PELO CORONAVÍRUS

Pelo segundo dia consecutivo, o país registrou mais de mil mortos.

A curva brasileira de infecção pela covid-19 continua em escalada. Nesta quarta-feira 27/5 foram confirmadas mais 1.086 mortes pelo vírus, fazendo com que o país ultrapasse a marca de 25 mil fatalidades. São 25.598 brasileiros vitimados nesta pandemia. O Ministério da Saúde confirmou 411.821 infectados, um aumento de 20.599 casos em 24 horas. 

Com acréscimo diário de mortes na casa de mil, a previsão é que o Brasil ultrapasse a Espanha em fatalidades nesta sexta-feira 29. A diferença de óbitos entre os dois países é de 1.519 registros a mais no país europeu, que já está em fase de decréscimo na curva de infecção. Segundo levantamento da Universidade Johns Hopkins, a Espanha tem 27.117 mortes. 

A França, que tem 28.559 perdas, também deve ser ultrapassada pelo Brasil que, por enquanto, ocupa a sexta posição em número de mortes pela covid-19. Está atrás dos Estados Unidos (100.271), Reino Unido (37.542), Itália (33.072), França e Espanha, nesta ordem.

No Brasil, apenas três estados estão com número de óbitos inferiores a 100. São eles: Tocantins (65), Mato Grosso (46) e Mato Grosso do Sul (18). 

Na contramão, somente São Paulo, que lidera os números brasileiros, tem 6.712 mortes e 89.483 casos. Em relação aos óbitos, o Rio de Janeiro aparece em seguida, com 4.605 óbitos. Superando a barreira de mil mortes junto com o RJ e SP, o Brasil tem mais quatro estados. São eles: Ceará (2.671), Pará (2.545), Pernambuco (2.468) e Amazonas (1.891). Juntos, esses estados somam óbitos 20.892, ou seja, 81,6% de todas as mortes já confirmadas. Todos os 26 estados do Brasil, mais o Distrito Federal, já registraram casos e mortes. 

 A maioria das vítimas fatais, 69%, tem 60 anos ou mais. Além disso, 63% das pessoas que morreram apresentavam pelo menos um fator de risco. Os mais comuns entre as vítimas do novo coronavírus são a cardiopatia, diabetes e doença renal. 

 O Ministério da Saúde também divulgou que 166.647 de pessoas já foram curadas.

Fonte: CORREIO BRAZILIENSE

0 COMENTÁRIOS:

Postar um comentário

O comentário não representa a opinião do blog; a responsabilidade é do autor da mensagem. Ofensas pessoais, mensagens preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, ou ainda acusações levianas não serão aceitas. O objetivo do painel de comentários é promover o debate mais livre possível, respeitando o mínimo de bom senso e civilidade. O Redator-Chefe deste CORREIO poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Brasil 24/7

CartaCapital