"Não há pessoas nem sociedades livres, sem liberdade de expressão e de imprensa”.

Prefeitura Municipal de Buriti

RESPLANDES TRANSPORTES - Viagens Diárias

RESPLANDES TRANSPORTES - Viagens Diárias

VENDE-SE UMA FAZENDA - CLIQUE AQUI E SAIBA MAIS

ULTIMAS NOTÍCIAS
Carregando...

ADOLESCENTE DE 16 ANOS É MORTA EM ATENTADO A TIROS CONTRA MEMBROS DE UMA MESMA FAMÍLIA NA ZONA RURAL DE BURITI (MA)


Imagem meramente ilustrativa
No final da manhã de ontem, sábado 28/12, por volta das 11h30, ocorreu um atentado contra a vida de vários membros de uma mesma família na localidade Pedregulho, zona rural de Buriti-MA. A adolescente Maria Silvanete Figueredo da Silva, 16 anos de idade, foi morta com um tiro no abdome, outras duas crianças, uma de 4 anos e outra de 14, também foram atingidas. As informações apuradas pelo Correio apontam que o alvo dos disparos seria Francisco das Chagas Silva, popular "CHICO DA CANDEIA", tio da adolescente morta e pai de uma das crianças alvejadas.
Maria Silvanete Figueredo da Silva, 16 anos, morto com um tiro.
De acordo com a polícia, dois indivíduos chegaram de motocicleta, ambas de capacete, e, na casa do irmão de Chico da Candeia, tomaram água, perguntaram por ele e saíram ao encontro das vítimas, que estavam em uma cabana perto de uma roça. No local, o indivíduo da garupa sacou uma arma de fogo e disparou contra os familiares presentes. O assassino ainda questionou para criança que estava perto do seu alvo se era o menino que mexia com cavalos, e foi logo disparando contra o Chico da Candeia e, em seguida, nas demais pessoas. Os tiros atingiram ao menos quatro pessoas, entre Chico da Cadeia, um filho seu e dois sobrinhos, incluindo a adolescente que morreu no local. Os criminosos fugiram em direção à cidade de Buriti, e entraram numa estrada que dá acesso ao povoado Ramalho.
A Polícia Civil esteve no local do atentado, inclusive, o próprio delegado acompanhou a diligência policial, e foi achado cápsulas de bala calibre 380 e projéteis. O corpo da adolescente foi removido para Clínica, onde realizaram o exame cadavérico e também corpo de delito nas demais vítimas. Um inquérito já foi instaurado e as investigações estão em andamento para tentar elucidar esse crime.
Qualquer informação que possa levar à captura dos autores dos crimes pode ser repassada de forma anônima para a Delegacia de Polícia Civil - Depol, através dos números (98)3482-1175 (fixo) e (98)98300-9694 (celular).  

0 COMENTÁRIOS:

Postar um comentário

O comentário não representa a opinião do blog; a responsabilidade é do autor da mensagem. Ofensas pessoais, mensagens preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, ou ainda acusações levianas não serão aceitas. O objetivo do painel de comentários é promover o debate mais livre possível, respeitando o mínimo de bom senso e civilidade. O Redator-Chefe deste CORREIO poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.