"Não há pessoas nem sociedades livres, sem liberdade de expressão e de imprensa”.

ULTIMAS NOTÍCIAS
Carregando...

FLAMENGO SOFRE MAIS UMA DERROTA NO STF E NÃO É RECONHECIDO CAMPEÃO DE 1987


Ministro Marco Aurélio, que é rubro-negro, rejeitou pedido do clube.
De O Globo
O Flamengo sofreu mais uma derrota no Supremo Tribunal Federal (STF) na tentativa de ser reconhecido pela Justiça como campeão brasileiro de 1987. O relator, ministro Marco Aurélio Mello, que é rubro-negro, negou recurso do clube. Ele alegou questões técnicas para manter decisão da Justiça Federal que declarou o Sport como único campeão.
Parte superior do formulário
 Em julgamentos anteriores, a Primeira Turma do STF, composta por cinco ministros, entre eles Marco Aurélio, já havia negado pedidos do Flamengo para dividir com o Sport o título de 1987. A última vez foi em dezembro do ano passado, confirmando uma decisão tomada oito meses antes pela própria Primeira Turma.
O ministro Marco Aurélio Mello, durante sessão do STF Foto: Ailton de Freitas/Agência O Globo/04-10-2018
Em 2011, a Confederação Brasileira de Futebol (CBF), que reconhecia apenas o Sport, estendeu o título ao Flamengo. Antes disso, a Justiça já tinha definido o clube pernambucano como único campeão. Assim, diante do novo posicionamento da CBF, o Sport foi à Justiça Federal, saindo-se vencedor.
Depois disso, foi a vez do Flamengo apresentar recursos. Todos eles foram negados até agora em várias instâncias da Justiça. O último deles, rejeitado por Marco Aurélio nesta semana, chegou ao STF em fevereiro de 2016. A posição do ministro e do STF é a de que o Judiciário já tinha definido a questão a favor do Sport antes de a CBF reconhecer os dois times como campeões.

0 COMENTÁRIOS:

Postar um comentário

O comentário não representa a opinião do blog; a responsabilidade é do autor da mensagem. Ofensas pessoais, mensagens preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, ou ainda acusações levianas não serão aceitas. O objetivo do painel de comentários é promover o debate mais livre possível, respeitando o mínimo de bom senso e civilidade. O Redator-Chefe deste CORREIO poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Seguidores