"Não há pessoas nem sociedades livres, sem liberdade de expressão e de imprensa”.

(1º Princípio da Declaração de Chapultepec)

Visualizações desde 31 de Julho de 2009

COMO VOCÊ AVALIA OS 100 PRIMEIROS DIAS DA GESTÃO NALDO BATISTA?

IMPOSTOS MUNICIPAIS ARRECADADOS PARA BURITI-MA

domingo, 28 de dezembro de 2014

2

COLUNA DOMINICAL - UM OLHAR LITERÁRIO DE BURITI

Compartilhe:

Print Friendly and PDF


ENCONTRO COM A VIDA


* Por José Borges
Um dia, talvez, eu consigo vencer
desejos, saudades,
receios, vontades...
Um dia, talvez, eu deixe de ter
encontros, emoções,
sonhos, paixões...
Um dia, talvez, eu possa evitar
pensamentos, olhares,
mudanças, lugares...
Quando tudo isso acontecer, amigo,
saiba que já não existo mais...
MORRI.

*JOSÉ PEREIRA BORGES: poeta e professor nascido em Teresina, capital do Piauí, em 6 de Janeiro de 1950. Quando adolescente, ao mesmo tempo em que estudava para técnico agrícola em Teresina, foi comerciário na Firma Expedito Leite Chaves; depois cobrador e fiscal de ônibus. Posteriormente, foi apontador e auxiliar de contador numa empresa de São Paulo, que tinha filiação em Teresina. Seu último emprego na capital foi de recenseador por um mês no IBGE, quando passou a morar em Coelho Neto no final de 1970, onde trabalhou cinco meses no Grupo Bacelar. De Julho de 1971 foi secretário adjunto na Prefeitura. Em 1975, já casado, foi morar em Buriti, onde trabalhou como operador da Telma e escrivão da Polícia da cidade, chegando ser também delegado substituto.  Em setembro de 1979 recebeu da Câmara Municipal o titulo de Cidadão Buritiense. Em 1983 passa residir em Santa Quitéria, onde trabalhou no INCRA, foi Secretário na Prefeitura Municipal da cidade e professor de diversas disciplinas na Escola Cônego Nestor Cunha. Quando retornou a Buriti, atuou como advogado; foi professor de História e Filosofia na escola municipal Complexo Educacional Professora Carmem Costa. Trabalhou ainda na EMATER-MA, onde conseguiu muitos projetos como açudes; e na também na secretaria de cultura de Buriti. Em 1997, morre vítima de infarto fulminante. (Com informações biográficas do livro recém-lançado Vozes Poéticas dos Morros Garapenses - Antologia dos Poetas da APA).
← Anterior Proxima → Página inicial

2 COMENTÁRIOS:

  1. Grande homem! Não conhece ele, mais conhece um pouco da sua história. Um grande homem e um grande poeta, que passou por grandes dificuldades mais que nunca será esquecido pelo sua garra e determinação!

    ResponderExcluir
  2. Excelente poema. Publicamos em nosso www.epitafioaltoastral.blogspot.com - Parabéns ao Correio Buritiense pela publicação e projeto.

    ResponderExcluir

O COMENTÁRIO NÃO REPRESENTA A OPINIÃO DO BLOG; A RESPONSABILIDADE É DO AUTOR DA MENSAGEM. OFENSAS PESSOAIS, MENSAGENS PRECONCEITUOSAS, OU QUE INCITEM O ÓDIO E A VIOLÊNCIA, OU AINDA ACUSAÇÕES LEVIANAS NÃO SERÃO ACEITAS. O OBJETIVO DO PAINEL DE COMENTÁRIOS É PROMOVER O DEBATE MAIS LIVRE POSSÍVEL, RESPEITANDO O MÍNIMO DE BOM SENSO E CIVILIDADE.

Usuários on-line


usuários online