"Não há pessoas nem sociedades livres, sem liberdade de expressão e de imprensa”.

(1º Princípio da Declaração de Chapultepec)

Visualizações desde 31 de Julho de 2009

COMO VOCÊ AVALIA OS 100 PRIMEIROS DIAS DA GESTÃO NALDO BATISTA?

IMPOSTOS MUNICIPAIS ARRECADADOS PARA BURITI-MA

COMPRE JÁ

COMPRE JÁ

Confraternização da Amib

Confraternização da Amib

segunda-feira, 20 de outubro de 2014

0

OPERADORAS QUEREM CORTAR INTERNET DE QUEM ATINGIR A FRANQUIA

Compartilhe:

Print Friendly and PDF


As operadoras devem estrear um novo formato de cobrança por internet no Brasil no qual o cliente é obrigado a pagar por um pacote adicional assim que sua franquia terminar. Com isso, será o fim da chamada "velocidade reduzida".
A novidade será implementada primeiro pela Vivo, segundo reporta O Globo. Maior operadora do país, com 79 milhões de clientes, a empresa apresentará o formato primeiro a quem tem celular pré-pago para, futuramente, mirar os clientes de planos pós-pagos.
Atualmente, um dos pacotes mais usados na modalidade pré-paga custa R$ 6,90 e garante 75 MB. Quando essa franquia acaba, o usuário não é desconectado; ao invés disso, recebe internet em velocidade reduzida, que chega a ser de apenas um décimo do total contratado.
Em novembro, quando o limite for alcançado a internet será cortada e, para continuar navegando, a pessoa precisará comprar 50 MB adicionais por R$ 2,99 para usar pelos próximos sete dias.
Oi e TIM confirmaram que também estudam migrar para esse formato e, embora a Claro não tenha comentado, O Globo diz que a operadora acompanhará as adversárias.
É assim que funciona em países da Europa e nos Estados Unidos e as operadoras argumentam que precisam acabar com a velocidade reduzida para que os clientes tenham uma experiência mais fiel em relação à internet que contrataram - já que muitos passam boa parte do tempo navegando por uma internet bem inferior.
Ao mesmo tempo, a novidade aumentará a receita das empresas, que passarão a vender esses pequenos pacotes adicionais.

Outro lado
Em nota ao Olhar Digital, a Telefônica Vivo confirmou que haverá mudanças na oferta de internet móvel ilimitada, que depende da redução de velocidade ao fim da franquia contratada. Mas a empresa ressaltou que, por enquanto, isso só ocorrerá nos estados do Rio Grande do Sul e Minas Gerais.
Nesses locais os clientes de planos pré-pagos terão o serviço interrompido assim que o pacote terminar. Ao atingir 80% do contratado eles receberão uma mensagem SMS de aviso e, quando a franquia efetivamente terminar, chegará outro SMS, desta vez com a oferta de um pacote com 50 MB adicionais por R$ 2,99 e que terá validade de sete dias.
"O cliente agora navega sempre em alta velocidade, sem o incômodo de o desempenho ser reduzido quando a franquia acaba", justifica a empresa. "Existe também a opção de o cliente fazer um upgrade de pacote, com a franquia de internet mais adequada às suas necessidades."
Segundo a operadora, o mesmo formato poderá ser estendido a outras regiões e aos clientes de planos pós-pagos nos próximos meses. 
A TIM também se pronunciou sobre o assunto. Ao Olhar Digital a empresa diz que "mudanças no formato de tarifação de dados móveis são um movimento natural, em linha com o crescimento contínuo do uso de internet nos celulares e outros dispositivos", mas nega planejar reajuste e "segue avaliando as diferentes possibilidades".
← Anterior Proxima → Página inicial

0 COMENTÁRIOS:

Postar um comentário

O COMENTÁRIO NÃO REPRESENTA A OPINIÃO DO BLOG; A RESPONSABILIDADE É DO AUTOR DA MENSAGEM. OFENSAS PESSOAIS, MENSAGENS PRECONCEITUOSAS, OU QUE INCITEM O ÓDIO E A VIOLÊNCIA, OU AINDA ACUSAÇÕES LEVIANAS NÃO SERÃO ACEITAS. O OBJETIVO DO PAINEL DE COMENTÁRIOS É PROMOVER O DEBATE MAIS LIVRE POSSÍVEL, RESPEITANDO O MÍNIMO DE BOM SENSO E CIVILIDADE.

Usuários on-line


usuários online