"Não há pessoas nem sociedades livres, sem liberdade de expressão e de imprensa”.

(1º Princípio da Declaração de Chapultepec)

Visualizações desde 31 de Julho de 2009

COMO VOCÊ AVALIA OS 100 PRIMEIROS DIAS DA GESTÃO NALDO BATISTA?

IMPOSTOS MUNICIPAIS ARRECADADOS PARA BURITI-MA

quarta-feira, 9 de abril de 2014

0

HOMENAGENS AO POETA BURITIENSE LILI LAGO MARCAM O LANÇAMENTO DA 3ª EDIÇÃO DO FESTIVAL BURITIENSE DE POESIA PELA AMIB

Compartilhe:

Print Friendly and PDF


O Festival de Poesia de Buriti é um evento bienal, organizado pela AMIB, uma ONG que presta relevantes serviços à população do município, que teve início em 2010, homenageando o poeta José Borges. Na 2ª edição, em 2012, foi a vez do artista e poeta Bill de Jesus. O sucesso dos festivais consagrou o evento no calendário cultural da cidade e motivou ainda mais a realização da sua 3ª edição, em 2014.
A Associação dos Amigos de Buriti (AMIB) lançou na noite do último sábado (05), o III Festival de Poesia de Buriti (FEBUP). A festa de lançamento desta 3ª edição do FEBUP foi marcada por grandes homenagens ao poeta Aristotelino Carvalho Lago, popularmente Lili Lago.
Participaram do lançamento diversas autoridades políticas, como as vereadoras Andréa Costa e Vanusa Flora, o vereador Jorge do Sindicato; lideranças sociais, como Antônio Flora, presidente do sindicato dos trabalhadores rurais, Santana do Manasses, líder do movimento Acorda Buriti, e o padre Chagas, pároco de Buriti; e lideranças culturais, como os professores e poetas Aliandro Borges (redator-chefe do deste blog), Francisco Carlos, Júnior Veras, Lulu Rocha, Jacira Freire, e Conceição Cordeiro; além de alunos, visitantes de outras cidades e a comunidade local em geral.
          Inicialmente, a comissão organizadora do festival destacou a importância do evento cultural para Buriti e fez um breve relato da biografia do poeta homenageado nesta 3ª edição do festival, o buritiense Lili Lago. Confira abaixo a biografia do homenageado do ano.
Em seguida, a professora Conceição Cordeiro recebeu da presidente da AMIB, Dra. Aretusa, o certificado de participação em Oficina de Linguagens Teatrais, realizado também pela AMIB, como uma espécie de pré-festival, de junho a setembro de 2012, ministrada pelos artistas e teatrólogos Domingos Tourinho e Bruno Oliveira da Silva e pelo artista e cordelista Moizes Nobre.
Os presentes foram instigados pela comissão a declamarem versos. O poeta buritiense Lulu Rocha fez homenagens a Lili Lago, contando um pouco da relação de amizade entre eles e também declamou poemas próprios e de autoria de Lili; o redator-chefe deste blog, Aliandro Borges, fez considerações sobre o papel da AMIB e a poesia para os buritienses, relembrando uma citação do poeta Ferreira Gullar que disse “a arte existe porque a vida não basta”; o poeta, ambientalista e crítico literário, Francisco Carlos Machado, apoiador e divulgador do evento, também teceu considerações sobre o homenageado e declamou poemas do mesmo, fazendo também comentários sobre a importância da poesia. A professora Jacira declamou versos de Lili e de sua autoria. Jovens que participaram de oficinas de poesia e teatro, no ano de 2012, na AMIB, também fizeram suas apresentações.







INSCRIÇÕES PARA FESTIVAL BURITIENSE DE POESIA JÁ ESTÃO ABERTAS

Estão abertas, no período de 05 de abril a 23 de junho de 2014, as inscrições para o III Festival Buritiense de Poesia (FEBUP). As inscrições podem ser feitas na sede da própria AMIB, na Avenida Cel. Lago Júnior, nº 99, no centro de Buriti/MA, ou através do e-mail amibburitima@gmail.com, dentro do mesmo prazo, com fichas de inscrição disponíveis no Centro Cultural e nos blogs parceiros. Baixe aqui no Correio Buritiense a ficha de inscrição, preencha e encaminhe para o e-mail da AMIB. Os poemas que concorrerão serão de temas livres.
Nesta 3ª edição podem participar não apenas buritienses ou pessoas residentes em Buriti, mas também estão abertas as inscrições para participação de toda região do Baixo Parnaíba.
O FEBUP será realizado de 05 de abril a 23 de julho de 2014, tendo como principais objetivos contribuir para a valorização da literatura e, em especial, da poesia, seja como expressão artística, seja como parte da cultura da comunidade; incentivar a criação literária, estimulando o interesse e o gosto mais especificamente pelo gênero poesia; e estimular o exercício do gênero poético no âmbito da comunidade do Baixo Parnaíba, em especial em Buriti, tanto na modalidade produção, como na modalidade leitura expressiva de texto poético (declamação), descobrindo e valorizando talentos artístico-literários voltados para a poesia (intérpretes e autores);
As escolas municipais também poderão inscrever seus alunos para concorrer. O objetivo é incentivar o interesse dos alunos pela leitura e pela escrita, através da expressão de ideias e sentimentos por meio da linguagem poética.
 FICHA DE INSCRIÇÃO DOS CANDIDATOS.

VEJA AQUI O REGULAMENTO DO III FEBUP.






BIOGRAFIA DO POETA HOMENAGEADO NESTA 3ª EDIÇÃO DO FESTIVAL
Aristotelino Carvalho Lago, vulgarmente Lili Lago, filho de Antônio Teixeira Lago e Laura Rosa de Carvalho Lago, estes oriundos de Brejo, de tradicionais famílias. O bisavô de Lili Lago, Luís Pereira Lago e o avô Luís Pereira do Lago Junior, foram deputados em diversos legislaturas no Estado do Maranhão. Nascido em 31 de Março 1911, em Buriti, fez as primeiras letras na sua terra, de onde partiu para Teresina-PI cursar o ginásio no emérito Instituto Demóstenes Avelino, fazendo só até o 2º ano.
Em Buriti, no exercer de ocupações, Lili Lago foi Tabelião Público do 2º Ofício e fundador da Escola Lili Lago, dedicando-se a formação educativa da juventude. Lili, foi também o primeiro agente nos Correios de Buriti. Casa-se em Outubro de 1944 com Letícia Faria Costa Lago, que fora sua aluna na escola que fundou, tendo originado do consócio os filhos: Carlos Rogério, Adhemar Wallace, Josélia Maria, Getúlio Roosevett e Aristóteles Lincoln Lago, Aristotelino Carvalho Júnior e Allan Acásio.
Desejando residir em São Luís, deixa sua terra no ano de 1948. Na capital ocupou os cargos de Secretário e Chefe de Gabinete de diversos prefeitos, chegando a ser em um deles presidente da Comissão de Abastecimento de Preços do Maranhão.
Desde jovem dedicou-se aos estudos de direito, adquirindo o status de advogado provinciano, tendo assim exercido o ofício nas Comarcas de Buriti, Coelho Neto e Chapadinha. Político, foi getulista no Estado Novo, e sempre militando no PDT.
Em vida teve publicado no ano de 1990, o livro “Meu Baixo Sertão”, obra poética dividida em três partes, “Folclore de Salão”; “Miscelânea” e “Memórias de minha Infância”. O livro escrito em versos de rimas leves e transparentes, cheio de humor, irreverência e saudosismo, o poeta Lili descreve as suas vivências buritienses, com os episódios da infância e juventude, o cotidiano e a cultura da gente simples de sua terra, as histórias e os causos; a natureza da chapada, os riachos e morros. 
Lili Lago quando organizava em Buriti o lançamento de “Meu Baixo Sertão”, na noite de 30 de Março de 1990, foi acometido de um ataque cardíaco fulminante, que lhe ceifo a vida. Faltava poucas horas para o poeta completar seus 79 anos, e dos convites para o lançamento já terem sido enviados aos amigos e conterrâneos. 
José Moura, amigo saudosista de Lili, também editor de “Meu Baixo Sertão”, pelo SIOGE, confidência que Lili Lago era um amigo e uma figura humana formidável. Moura pretendia publicar uma outra obra poética de Lili, mas que após sua morte devolveu o original para a família do poeta. Porém, como um legado cultural e literário para todos, temos em “Meu Baixão Sertão”, um testemunho autêntico de um bom poeta, que lutou por justiça e defendeu os pobres e trabalhadores, descrevendo em versos cândidos os sofrimentos e a vida do povo de seu torrão natal. Um poeta cujo viver intenso, apaixonante, se eternizou na poesia como um menino que nadou no riacho do Morro, catou pequi na chapada, fez grande amigos, bebeu cachaça à fole e namorou as caboclas e mulatas da terra de Inácia Vaz.

                                                        FONTE: Vozes Poéticas dos Morros Garapenses.

IMAGENS DO COQUETEL OFERECIDO PELA AMIB AOS PRESENTES NO LANÇAMENTO DO FESTIVAL.








Vereador Jorge do Sindicato, Dra Aretusa, pres.da AMIB e Aliandro Borges, redator-chefe do CB.


Dra. Aretusa, presid.d a AMIB; Elizabeh Faria, ex-diretora da AMIB;
Aliandro Borges, redator do CB e profª Francisca Freitas.


← Anterior Proxima → Página inicial

0 COMENTÁRIOS:

Postar um comentário

O COMENTÁRIO NÃO REPRESENTA A OPINIÃO DO BLOG; A RESPONSABILIDADE É DO AUTOR DA MENSAGEM. OFENSAS PESSOAIS, MENSAGENS PRECONCEITUOSAS, OU QUE INCITEM O ÓDIO E A VIOLÊNCIA, OU AINDA ACUSAÇÕES LEVIANAS NÃO SERÃO ACEITAS. O OBJETIVO DO PAINEL DE COMENTÁRIOS É PROMOVER O DEBATE MAIS LIVRE POSSÍVEL, RESPEITANDO O MÍNIMO DE BOM SENSO E CIVILIDADE.

Usuários on-line


usuários online