"Não há pessoas nem sociedades livres, sem liberdade de expressão e de imprensa”.

(1º Princípio da Declaração de Chapultepec)

Visualizações desde 31 de Julho de 2009

COMO VOCÊ AVALIA OS 100 PRIMEIROS DIAS DA GESTÃO NALDO BATISTA?

IMPOSTOS MUNICIPAIS ARRECADADOS PARA BURITI-MA

COMPRE JÁ

COMPRE JÁ

Confraternização da Amib

Confraternização da Amib

segunda-feira, 24 de dezembro de 2012

2

BURITIENSE É VÍTIMA DA VIOLÊNCIA GRATUITA EM CHACINA

Compartilhe:

Print Friendly and PDF



Três pessoas foram cruelmente assassinadas e uma quarta vitima baleada na noite de sexta feira (21) na cidade de Rio Verde (GO).
Entre os mortos, está o buritiense Rafael Correia, cujo corpo já está sendo velado em Buriti (MA).
* Extraído do site http://plantaopolicialrv.com.br
O buritiense Rafael Morais Correia, 27 anos, foi morto na noite de sexta-feira (21), vítima da violência gratuita e desenfreada que assola o País inteiro.
De acordo com informações da polícia de Rio Verde, Goiás, o assassino foi Erivaldo Machado da Costa, 36 anos, que, segundo algumas testemunhas, seria usuário de drogas e sofreria de transtornos mentais.
Além do buritiense, Erivaldo ainda assassinou Edilene Oliveira de Souza, 27 anos, José Bispo Gouveia, 48 anos, e tentou assassinar a jovem Nágila Alves de Oliveira, 19 anos, namorada de Rafael. Nágila foi atingida por balas e está hospitalizada.
A chacina de Rio Verde, Estado de Goiás, começou quando o suspeito, Erivaldo Machado, foi à casa da vitima Edilene de Oliveira, na Rua 15 de novembro, no Bairro São João. No local, o criminoso chamou pela vítima e, em seguida, executou Edilene, lhe desferindo vários disparos de arma de fogo.
Enquanto a policia atendia a essa ocorrência, os policiais militares da Companhia de Patrulhamento Tático, sargento Jesus e os soldados Moura e Mendes, foram informados que o mesmo autor do primeiro crime havia assassinado o comerciante José Bispo Gouveia em seu bar no Parque Bandeirantes. O comerciante foi morto com um tiro no rosto e morreu a caminho do hospital.
Logo depois, Erivaldo Machado foi para rua Topázio, no Parque Bandeirantes, e atirou  sete vezes em direção aos jovens  Rafael Morais e Nágila Alves, sendo que o buritiense foi atingido com seis tiros e morreu no local. Já sua namorada, a jovem Nágila Alves foi alvejada com um tiro na barriga. Ela foi socorrida e levada ao hospital, onde passou por procedimento cirúrgico e  segue hospitalizada em estado grave.
O assassino foi preso pelo Patrulhamento Tático quando chegava a sua casa. Durante a prisão, ele ainda trocou tiros com a polícia e acabou sendo baleado. Ele está hospitalizado na Unidade de Pronto Atendimento (UPA). 
Veja mais Imagens

← Anterior Proxima → Página inicial

2 COMENTÁRIOS:

  1. A violencia se agrega em todos os lugares do Brasil e do mundo. Culpamos a falta de segurança, mais o que tá faltando mesmo e frequencia em religiões.Outro fator é de que quanto mais o lugar se desenvolve mais esse tipo de atitude aumenta.

    ResponderExcluir
  2. Autêntico28/12/12 18:11


    Ao meu v o que de fato está faltando é penas mais severas a esses crimiosos. Não conhecia o Rafael mais fiquei muito sentido com a forma brutal e covarde que foi morto. Não sou muito religioso, mas acredito e tenho muita fé em Deus. Sei que a religião torna as pessoas mais humanas umas com as outras, mas há muitos outros fatores que influencia a propagação da violência e uma delas é a corrupção e vc não tem, não deve e não pode ficar só rezando, vc precisa fazer sua parte exercitando sua cidadania indo contra tudo e todos que venha ter atitudes que gere violência.

    ResponderExcluir

O COMENTÁRIO NÃO REPRESENTA A OPINIÃO DO BLOG; A RESPONSABILIDADE É DO AUTOR DA MENSAGEM. OFENSAS PESSOAIS, MENSAGENS PRECONCEITUOSAS, OU QUE INCITEM O ÓDIO E A VIOLÊNCIA, OU AINDA ACUSAÇÕES LEVIANAS NÃO SERÃO ACEITAS. O OBJETIVO DO PAINEL DE COMENTÁRIOS É PROMOVER O DEBATE MAIS LIVRE POSSÍVEL, RESPEITANDO O MÍNIMO DE BOM SENSO E CIVILIDADE.

Usuários on-line


usuários online