"Não há pessoas nem sociedades livres, sem liberdade de expressão e de imprensa”.

(1º Princípio da Declaração de Chapultepec)

Visualizações desde 31 de Julho de 2009

COMO VOCÊ AVALIA OS 100 PRIMEIROS DIAS DA GESTÃO NALDO BATISTA?

IMPOSTOS MUNICIPAIS ARRECADADOS PARA BURITI-MA

COMPRE JÁ

COMPRE JÁ

Confraternização da Amib

Confraternização da Amib

quarta-feira, 29 de agosto de 2012

5

COMPRA E VENDA DE VOTOS É CRIME ELEITORAL; SAIBA ONDE E A QUEM DENUNCIAR

Compartilhe:

Print Friendly and PDF



Em 28 de setembro de 1999, era sancionada a Lei nº 9840. O documento, que dispõe sobre a corrupção eleitoral exercida na compra do voto, foi criado para complementar a Lei nº 4737, de 1965, que define os tipos de crimes eleitorais e as punições para quem pratica.
No entanto, muitos eleitores ainda ficam na dúvida sobre quais são e como denunciá-los. Pensando nisso, instituições públicas disponibilizam uma série de orientações em seus sites.
No intuito de orientar o eleitor de como proceder para denunciar os crimes de corrupção eleitoral, órgãos públicos e movimentos sociais mantêm páginas na internet com links, telefones e até cartilhas educativas. Entre eles estão o Tribunal Regional Eleitoral (TRE), a Polícia Federal (PF), a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), o Ministério Público Federal (MPF) e o Movimento de Combate à Corrupção Eleitoral (MCCE).
O MCCE, que é constituído por 51 instituições nacionais de diversos segmentos, criou uma cartilha específica para as eleições municipais deste ano, com dicas, recomendações e a lista dos prefeitos e vereadores cassados por corrupção eleitoral entre 2000 e 2009. O site da organização também traz uma página dedicada a orientações de como denunciar, além de trazer uma lista dos órgãos que são aptos a receber as denúncias.
Outra instituição que possui em seu site uma cartilha educativa é o Ministério Público Federal. O material, que é apresentado em duas versões – uma completa e outra simplificada –, trata do combate à corrupção eleitoral. Contudo, o órgão também dispõe de uma página com formulário para o envio de denúncias online.
Venda e compra de votos é crime passível de prisão
Diante disso, o eleitor precisa estar atento a um detalhe importante da legislação eleitoral. Pois a lei prevê que dar, oferecer, prometer, solicitar ou receber, para si ou para outra pessoa, dinheiro, dádiva ou qualquer outra vantagem, para obter ou dar o voto é crime. E este delito pode resultar em quatro anos de prisão, tanto para quem compra quanto para quem vende, além do pagamento de multa.
← Anterior Proxima → Página inicial

5 COMENTÁRIOS:

  1. zuca é ficha limpa vamos votar no zuca o problema da vice estar sendo resolvido não se preoculpe!70 neles

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você falou que o problema da vice do Zuca está sendo resolvido. Realidade é o seguinte meu caro anônimo bobo. Nenhum Órgão Colegiado vota contrário ao que outro Órgão Colegiado já votou. Uma vez impugnada, a vice será sempre impugnada eles não votam de outra maneira. Pois bem Zuca corra logo atrás de outro vice caso não queira perder esta chance de ganhar a eleição.

      Excluir
  2. Senhor redator chefe

    Peço sua gentileza de coloque no blog a reportagem sobre tranparência eleitoral de um juiz do maranhão
    http://eleicoes.uol.com.br/2012/uol-pelo-brasil/2012/08/31/juiz-se-antecipa-ao-tse-cria-blog-e-exige-transparencia-de-candidatos-nas-eleicoes.htm

    ResponderExcluir
  3. Parabéns.........

    ResponderExcluir
  4. Parabéns Aleandro, pelo belo trabalho que tens feito! Só lamento pelas pessoas que não tem acesso a essas informações, pois são desprovidas de condições sociais, políticas, econômicas e culturais e que se encantam apenas com um abraço, um sorriso ou um aperto de mão de quatro em quatro anos.

    ResponderExcluir

O COMENTÁRIO NÃO REPRESENTA A OPINIÃO DO BLOG; A RESPONSABILIDADE É DO AUTOR DA MENSAGEM. OFENSAS PESSOAIS, MENSAGENS PRECONCEITUOSAS, OU QUE INCITEM O ÓDIO E A VIOLÊNCIA, OU AINDA ACUSAÇÕES LEVIANAS NÃO SERÃO ACEITAS. O OBJETIVO DO PAINEL DE COMENTÁRIOS É PROMOVER O DEBATE MAIS LIVRE POSSÍVEL, RESPEITANDO O MÍNIMO DE BOM SENSO E CIVILIDADE.

Usuários on-line


usuários online