!-- PLUGIN BARRA DE COOKIES -->
ULTIMAS NOTÍCIAS
Carregando...


Meus  Avós,  Ângelo  Pio Passos  e Constância  Furtado Passos,  com quem  morávamos  em  Buriti,  eu, o meu irmão  Wilson,  a minha  irmã Erinda  e mais  quatorze pessoas  entre  netos  sobrinhos  e filha  de criação  deles,   em consequência  de doença  cardíaca do meu  Avô, tiveram  de se deslocar  para Belo Horizonte  capital  de Minas  Gerais em  busca de tratamento  médico. 


A nossa Casa, onde hoje  é o PAÇO  MUNICIPAL  de Buriti,  foi alugada  para o Casal  Joana  Ferreira/  Antônio  Ferreira  Campos  , ele Tabelião  do Cartório  do 2° Ofício  da nossa cidade,  ela uma destemida  lutadora  que ultrapassava  os  limites  das  tarefas domésticas,   montou  um  HOTEL  na mencionada  casa, onde continuou  nos  abrigando,  Wilson  por  seis  meses,  eu por  um  ano e seis  meses. Dona do Hotel  Joana  Ferreira,  ainda assim  tinha  tempo  para acompanhar  Festas  pelos  Povoados  buritienses,  com  um  Botequim Ambulante,  em  dia de festas  nos  lugares  onde as  estradas  permitiam a entrada  de caminhões.  Assim  vivia  aquela senhora  incansável, mãe  da minha  amiga Fátima  Ferreira  e do meu amigo  Manoel Ferreira,  um  CRAQUE  de Futebol   de Campo  de saudosa memória. 


Dona do Hotel  Joana  Ferreira,  ainda assim  tinha  tempo  para acompanhar  Festas  pelos  Povoados  buritienses,  com  um  Botequim Ambulante,  em  dia de festas  nos  lugares  onde as  estradas  permitiam a entrada  de caminhões.  Assim  vivia  aquela senhora  incansável, mãe  da minha  amiga Fátima  Ferreira  e do meu amigo  Manoel Ferreira,  um  CRAQUE  de Futebol   de Campo  de saudosa memória. Para  dona Joana não tinha  tempo ruim,  fosse inverno  ou verão, o seu  ritmo  era intenso,  com  a sua força  física  e um  coração  grande e de Ouro . 


Adorava um  cigarro seu  companheiro  diário  e o dia todo,  sempre  de bom  humor. Nos  tratava  como  se fôssemos  seus  filhos  e nós, mesmo  com  a colaboração  do nosso PAI  em  termos  de alimentos   e nós   também contribuíssemos  com  dona Joana  e com   seu Antônio  Ferreira  nas tarefas  domésticas,  éramos  e fomos  muito  gratos  por  tudo  o que recebemos  dela,   principalmente  o carinho. 


Encerrado  o nosso tempo  de Grupo Escolar, partimos  para São Luís, Wilson  primeiro  e eu depois.  Dona Joana  continuou o seu  trabalho  e resolveu  ampliá  - lo. Criou  um  Grupo Musical  e passou  a ser conhecida  também  através  dele. Vários  contratos  iam  surgindo  para O CONJUNTO  DA  JOANA  FERREIRA  que  tornou -se  Famoso e bastante  solicitado  no município  de Buriti  e fora  dele. Uma alegria para  ela por  mais   uma  realização  de iniciativa  vitoriosa   para a tenaz  amiga  Joana Ferreira. 


Em meio  àquele  Oceano de sucesso profissional,  uma  Tristeza:  ela recebeu  uma notícia  de que o meu  irmão  Wilson  havia falecido,  que chorou  e na condição de católica  fervorosa  rezou um  Terço em favor  da Alma dele. Passados  alguns  meses  desse episódio,  eu estando  em  Buriti, procurei-a para  marcamos  SAUDADE  e ela ainda  comovida, abraçou  - me e falou  que lamentava  muito  pela  morte  de Wilson,  tão novo. Assustado,  eu perguntei  - lhe  se ela se  referia  ao meu irmão  e ela confirmou. Eu então dei  - lhe  mais  um  abraço FRATERNO  dizendo que era  o meu  irmão  que Muitoooo  VIVO,  havia mandado. Dona JOANA  sorrindo,  confessou que havia  rezado um  Terço para ele  e eu  disse-lhe:  está valendo  como Crédito  para ele! Ela retrucou:  é mesmooo,  ele é muito  Danado!  Rumos  Juntos  por alguns  minutos. 


Depois  daquele encontro,  fui  eu o surpreendido,  infelizmente  por uma  notícia  verdadeira  - a minha  INESQUECÍVEL  e QUERIDA amiga  havia  falecido,  deixando uma lacuna  enorme  na cidade  que tanto  AMOU  e que tanto  contribuiu  como  mulher,  esposa,  mãe  , amiga  e profissional  que quebrou  tabus  e  engrandeceu   a História deste  TORRÃO  SAGRADO, Buriti  de INÁCIA   VAZ, que por  um erro  , no meu entendimento,  mudaram   de nome sem  que se conheça a Justificativa. 


Dona JOANA  FERREIRA. Como preito  de GRATIDÃO  por  ter  sido  beneficiário  da sua bondade  e pelo  que a Senhora representa  na História  buritiense,   Eu respeitosamente,   a brindo  com  o Título  de  UMA  HEROÍNA  QUE HONROU E ENALTECEU  O  SEU  TEMPO.


SOBRE O AUTOR

É buritiense, ardoroso amante da sua terra, deu seus primeiros passos no velho Grupo Escolar Antônia Faria, cursou o Ginásio Industrial na Escola Técnica Federal do Maranhão e Científico no Liceu piauiense e no Liceu maranhense, bacharelou-se em Direito pela Faculdade de Direito/UFMA, é advogado inscrito na OAB/MA, ativo, Pós-graduado em Direito Civil, Direito Penal e Curso de Formação de Magistrado pela Escola de Magistrados do Maranhão, Delegado de Polícia Civil, Classe Especial, aposentado, exerceu todos os cargos de comando da Secretaria de Segurança Pública do Maranhão, incluindo o de Secretário. Detesta injustiça de qualquer natureza, principalmente contra os pobres e oprimidos, com trabalho realizado em favor destes, inclusive na Comarca de Buriti.







O poeta, jornalista, professor e gestor escolar Wilson Chagas lança seu primeiro livro “Cotidiano Azul”, nesta sexta-feira 3/9, no Espaço Cultural da Livraria AMEI, em São Luís-MA. O lançamento contará com apresentação musical, teatral e sessão de autógrafos e ocorrerá em quatro sessões para evitar aglomeração e também cumprirá todos os protocolos de biossegurança. A primeira sessão iniciará às 17h.

A obra “Cotidiano Azul” tem o selo da editora Penalux e traz, em forma de poesia, um transbordar de sonhos, amores, angústias e reflexões saudáveis sobre o cotidiano, permitindo ao leitor ter sua interpretação pessoal semelhante a quando alguém está contemplando uma obra de arte.

O professor Wilson Chagas destacou a importância da poesia para a sua vida. “A poesia sempre fez parte da minha vida. Desde sempre eu gostei de ler, escrever, observar as coisas que acontecem ao meu redor e transcrevê-las para o papel, e o livro é a possibilidade de registrar isso para a posteridade. No livro, eu falo sobre a palavra, o meu ofício, o fazer poético, a educação, o amor, os problemas sociais da cidade, observados a partir dessa minha viagem a todo momento pela própria cidade e no meu espaço de trabalho”, expressou o poeta.

Wilson Chagas pensou os primeiros textos contidos no livro quando estudava no Curso de Letras da Universidade Estadual do Maranhão (UEMA), mas a motivação maior para produzir o livro ocorreu devido ao trabalho de anos de incentivo à leitura e escrita na escola pública em que trabalha, o Centro de Ensino Maria José Aragão, onde é gestor.

No CE Maria José Aragão, Wilson criou o projeto “Palavras ao vento” para que os estudantes pudessem expressar suas ideias e sentimentos, por meio da escrita. As produções são apresentadas no Festival de Poesias anual. Mas o sonho do professor, ator e poeta Wilson Chagas não parou por aí: ele criou também o do Grupo de Arte Maria Aragão (GAMAR), com participação dos estudantes para realizar apresentações teatrais e isso resultou na conquista de várias premiações no âmbito do teatro.

A veia artística do autor de “Cotidiano Azul” permitiu que muitos de seus textos pudessem ser escritos dentro de ônibus, durante sua trajetória para realização das atividades diárias. “Quando entro no coletivo, observo pela janela do ônibus o movimento que tem dentro e no entorno e isso está presente nos textos desse livro”, comenta Wilson Chagas.

Buritiense, Wilson Chagas é titular da cadeira nº 17, patronada por Elza Maria Magaldi Machado, da Academia Buritiense de Artes, Letras e Ciências – ABALC, fundada em 30 de novembro de 2019, em Buriti-MA.

O livro já está à venda no Centro de Ensino Maria José Aragão, que fica no Bairro Cidade Operária (São Luís-MA), e também pode ser adquirido pelo site https://www.editorapenalux.com.br/catalogo-titulo/cotidiano-azul.

 

Moto "fantasma"

Um vídeo do circuito interno de um condomínio de Londrina, estado do Paraná-PR, registrou uma cena misteriosa. Uma moto estacionada parece ligar sozinha e anda por metros até bater no carro que era de um morador que morreu dias antes.

A motocicleta é de Darci Camargo, de 47 anos. A esposa dele, a técnica bancária Thais Proença, de 35 anos, conta que o casal desceu até a garagem por volta de 0h do dia 28 de agosto para passear com a cadela de estimação deles, quando viu dois vizinhos e o síndico tentando desligar a moto, que estava sem a chave na ignição.

VEJA O VÍDEO DA MOTO "FANTASMA"

De acordo com Thais, a moto liga apenas com o uso do pedal de partida e aciona os faróis somente de modo manual. O casal e o síndico imaginaram que alguém invadiu o prédio e tentou furtar o veículo. Eles foram ver as câmeras para tentar identificar alguém, mas ficaram chocados ao saberem que ninguém aparece nas imagens.

"A gente viu que não tinha ninguém e que a moto se moveu sozinha com os faróis ligados, andou e bateu no carro. Ficamos chocados e sem reação. Como assim a moto liga, dá uma volta e faz isso sem ser ligada pelo pedal e ainda com o cavalete de descanso? Ela é muito pesada", comentou ao portal UOL.

Darci tem a moto há cinco anos e sempre levou a apenas um mecânico. Ele levará nos próximos dias para revisão com intenção de saber o que aconteceu.

"A moto está normal e isso nunca aconteceu. Ela é toda montada, tem peça de uma, parte de outra, mas nunca ocorreu algo parecido", garante.

O carro que a moto atingiu era um Honda Fit. O casal descobriu que o veículo pertencia a um morador do mesmo condomínio que morreu dois dias antes.

Mesmo com as imagens mostrando que a moto ligou sozinha e andou sem ajuda dos donos, os parentes do vizinho morto estão cobrando o prejuízo da batida, orçada em R$ 2 mil. Thaís diz que o casal tenta negociar.

"Ficamos com o prejuízo ainda, pois estão cobrando o reparo do carro e não ficou barato. Agora estamos negociando porque ficou muito caro para uma brincadeira de um 'fantasma' idiota", concluiu.

  (Portal UOL)

Além do comércio, o cliente poderá retirar recursos no caixa eletrônico de qualquer banco que ofereça o serviço. Transações terão limite de R$ 500 de dia e de R$ 100 à noite.

A partir de 29 de novembro, os clientes poderão usar o Pix, sistema de pagamento instantâneo desenvolvido pelo Banco Central (BC), para sacar dinheiro e receber troco em espécie em estabelecimentos comerciais e outros lugares de circulação pública. A data foi anunciada hoje (2) pelo órgão.

No Pix Saque, o cliente poderá fazer saques em qualquer ponto que ofertar o serviço, como comércios e caixas eletrônicos, tanto em terminais compartilhados como da própria instituição financeira. Nessa modalidade, o correntista apontará a câmera do celular para um código QR (versão avançada do código de barras), fará um Pix para o estabelecimento ou para a instituição financeira e retirará o dinheiro na boca do caixa.

O Pix Troco permite o saque durante o pagamento de uma compra. O cliente fará um Pix equivalente à soma da compra e do saque e receberá a diferença como troco em espécie. O extrato do cliente especificará a parcela destinada à compra e a quantia sacada como troco.

Nas duas modalidades, as transações serão limitadas a R$ 500 durante o dia e a R$ 100 entre as 20h e as 6h. No entanto, os ofertantes desses produtos poderão definir limites mais baixos, baseados no perfil do cliente, na localização, no horário da operação e nos critérios de segurança. Segundo o BC, a oferta dos dois novos serviços será opcional.

Não haverá cobrança para pessoas naturais (pessoas físicas e microempreendedores individuais) para até oito transações mensais. O comércio que oferecer as duas opções receberá, da instituição financeira do usuário sacador, de R$ 0,25 a R$ 0,95 por transação, dependendo da negociação com os bancos e as demais instituições.

BENEFÍCIOS

O Pix Saque e o Pix Troco foram aprovados no último dia 24 pela Diretoria Colegiada do Banco Central. Em nota, o BC informou que os novos serviços “têm potencial para trazer benefícios para toda a sociedade”. Tanto para cidadãos, como para comerciantes, pequenos empresários e para o próprio sistema financeiro.

“A oferta do serviço diminuirá os custos dos estabelecimentos com gestão de numerário, como aqueles relacionados à segurança e aos depósitos, além de possibilitar que os estabelecimentos ganhem mais visibilidade para seus produtos e serviços, num efeito vitrine”, informou o Banco Central.

“Para o Sistema Financeiro Nacional (SFN), as melhorias representam um incentivo constante à digitalização e à redução de custos nas operações, e ainda estimula a competição, ao facilitar a oferta de serviço de saque por fintechs e instituições digitais, nivelando condições concorrenciais”, acrescentou a autoridade monetária.

  (AGÊNCIA BRASIL)

O Governo do Município de Buriti-MA, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (SEMUS), promoveu nesta quinta-feira 2/9 a capacitação do e-SUS Atenção Básica (AB) para seus profissionais de enfermagem.

O objetivo do evento foi qualificar os profissionais para o uso adequado dessa ferramenta de trabalho para coleta de dados, inserção, gestão e uso de informação na Atenção Básica.

O encontro capacitou cerca de 27 enfermeiros e foi conduzido pela formadora Cláudia Melo, gestora em saúde e assistente social. Os profissionais puderam tirar suas dúvidas quanto à utilização do e-SUS como ferramenta de trabalho e planejamento de ações.

A gestão do prefeito Arnaldo Cardoso (PL) está empenhada em oferecer serviços públicos com atendimento de qualidade e por isso tem as capacitações como uma das prioridades elencadas para este ano, não só na área da saúde, mas também educação, assistência social e outras.

MAIS IMAGENS DA CAPACITAÇÃO DE ENFERMEIROS










 

(Publipost/SECOM)

Os Agentes Comunitários de Saúde de Buriti-MA receberam, nesta quarta-feira 1º, capacitação ofertada pela Secretaria Municipal de Saúde-Semus, para melhor abastecer o e-SUS com dados e informações atualizadas por meio da internet e aplicativos disponibilizados pelo Sistema Único de Saúde (SUS), o que possibilitará o acompanhamento dos usuários, bem como, facilitará a busca de dados e o planejamento das ações para cada localidade.

Para o secretário de Saúde, Carlos Mailson, os agentes são peças fundamentais no município e que é uma gratificação imensa finalizar esse curso e que vai continuar capacitar os profissionais para atender a população de Buriti.


A presidente da Associação dos ACS’s Francisca agradeceu a Secretaria de Saúde pela capacitação, que ajuda a melhorar o serviço dos profissionais da área.
 Confira reportagem de Márcio Cardoso

Para prefeito Arnaldo Cardoso (PL) a formação é mais um passo para melhorar a eficiência dos trabalhos desenvolvidos com dedicação e esforço incondicional pelos profissionais de saúde junto à população.

MAIS IMAGENS














(Publipost/SECOM)

Faltam apenas dez habitantes para que o município de Esperantinópolis tenha modificado o coeficiente de cálculo do Fundo de Participação dos Municípios, FPM, a partir de 2022. O cálculo tem como base as estimativas populacionais de 2021 divulgadas pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) na sexta-feira, 27. Quatro outros municípios do Maranhão terão o FPM elevado: Fortuna, Lago da Pedra, Mata Roma e Santana do Maranhão.

Estudo técnico realizado pela Confederação Nacional de Municípios, CNM, aponta que além do município do Maranhão, oito outros municípios têm uma diferença de até 20 habitantes para mudança do coeficiente. São os municípios de Realeza/PR (5), Luís Correia/PI (7), Fontoura Xavier/RS (8), Luís Gomes/RN (14), Dumont/SP e Taguatinga/TO (15), Itapebi/BA (16) e Euclides da Cunha/BA (17).

O mesmo estudo destaque que existem 251 municípios que estão próximos das mudanças do FPM, na faixa de até 500 habitantes. Essas cidades podem entrar com recurso junto ao IBGE e tentar aumentar sua população e seus coeficientes do FPM para o próximo ano.

A mudança nos coeficientes do FPM para o exercício de 2022, relativos à distribuição do FPM – Interior, considera as estimativas populacionais de 2021, sendo que esta divulgação anual obedece ao art. 102 da Lei 8.443/1992 e também da Lei Complementar 143/2013.

Segundo a estimativa o Brasil tem 213,3 milhões de habitantes, tendo crescido 0,7% em relação a 2020. A CNM ressalta que a estimativa populacional é um dos parâmetros utilizados pelo Tribunal de Contas da União (TCU) para realizar o cálculo do coeficiente do FPM.

Estimativa do IBGE

Segundo o IBGE, as populações dos Municípios foram estimadas por um procedimento matemático e são o resultado da distribuição das populações dos Estados, projetadas por métodos demográficos entre seus diversos Municípios. O método baseia-se na projeção da população estadual e na tendência de crescimento dos Municípios, delineada pelas populações municipais captadas nos dois últimos Censos Demográficos (2000 e 2010). As estimativas municipais também incorporam alterações de limites territoriais municipais ocorridas após 2010.

A Lei 165/2019 determina o uso dos coeficientes de distribuição do FPM do exercício de 2018 para o rateio de recursos do fundo até que os dados para seu cálculo sejam atualizados, com base em novo censo demográfico previsto para ocorrer em 2022. Pela lei, os Municípios que teriam seus coeficientes diminuídos mantiveram o mesmo coeficiente para o ano de 2019 a 2022.

Redução

Pela estimativa mais de 28% (1.567) dos Municípios do país tiveram redução de população. Em razão dessa nova estimativa, parte desses Municípios poderiam ter diminuição no seu coeficiente do FPM; mas, com a aprovação da Lei 165/2019, os coeficientes não sofrerão alteração até a realização do Censo 2022. A título de informação, foi feita a análise dos coeficientes do FPM de 2022 sem se levar em consideração a Lei 165/2019. Com isso, pode-se inferir que, com os coeficientes de 2020 congelados, apenas 17 Municípios reduziriam os coeficientes em 2022.
(Da FAMEM)

Por conta do problema, os estudantes da zona rural estão tendo que pagar transporte particular, ou pilotar de forma irregular moto familiar, para não ficar sem aula.


Os estudantes da zona rural de Buriti-MA estão sendo prejudicados por falta de transporte escolar. Segundo informações da comunidade escolar, os pais estão tendo que pagar transporte particular para que eles não fiquem sem aula neste segundo semestre letivo, após o retorno híbrido na escola estadual Centro de Ensino Maria Luiza Novaes Viana.

A escola possui cerca de 600 alunos, que se revezam semanalmente, e os que estudam no período tarde dependem do transporte escolar fornecido pela Prefeitura. No entanto, desde o início de agosto que os estudantes que moram no interior do município passaram a enfrentar dificuldades para ir à cidade e ter acesso as atividades escolares porque está faltando transporte escolar.

Muitos estão indo até de forma irregular de motocicleta da própria família, sem segurança, por não ter dinheiro para pagar um transporte particular. A pracinha em frente à escola chega a ficar lotada de motocicletas estacionadas. Outros estão indo dias sim, dias não para economizar. E tem até o caso dos que ficam no prego no meio da estrada por falta de gasolina.

Os pais estão preocupados e denunciam o problema que está acontecendo no município. Procurada, a direção da escola confirma a situação e diz já ter cobrado das autoridades municipais uma solução.  

Por meio de nota, a Secretária Municipal de Educação Gabriela Chaves disse que em relação ao retorno das aulas no formato hibrido, informa que está fazendo reuniões para atender a demanda dos alunos do estado, visto que o município ainda não tem uma previsão de retorno de todos os alunos da rede municipal, e em breve divulgará as datas e rotas que os ônibus irão circular utilizando os meios de comunicação.”

Brasileira faturou o segundo título da Street League na carreira ao superar a japonesa Funa Nakayama. A última manobra rendeu à brasileira de apenas 13 anos uma nota de 8,5.

(Foto: Divulgação)

A maranhense de Imperatriz, cidade a 744km de Buriti-MA, Rayssa Leal ganhou no último sábado 28/8 a final da etapa de Salt Lake City, parte da Street League Skateboard (SLS), campeonato mundial da modalidade street. Rayssa causou um espanto natural com a forma em que ganhou o título da etapa da SLS. Ela precisava de um 8.3 para vencer. A maior nota da etapa tinha sido 7.2. Na última manobra, na última chance, emplacou um 8.5. Ela terminou na liderança com pontuação final de 21,0.

Há um mês, nos Jogos Olímpicos de Tóquio, Rayssa conquistou a medalha de prata. Foi a mais jovem atleta brasileira a ganhar medalha olímpica.

Mas é inevitável pensar na velocidade em que a skatista de Imperatriz (MA) caminha para se tornar um ídolo nacional. Após os Jogos Olímpicos, a modalidade saiu da bolha e assistir a fadinha se tornou um evento, uma experiência onde os torcedores se divertem no sofá de casa assim como ela dentro da pista.

(Brasil 247)
O IBGE divulga hoje as estimativas das populações residentes nos 5.570 municípios brasileiros. Em 1º de julho de 2021, a população do Brasil chegou a 213,3 milhões de habitantes.

O município de São Paulo continua sendo o mais populoso, com 12,4 milhões de habitantes, seguido pelo Rio de Janeiro (6,8 milhões), Brasília (3,1 milhões) e Salvador (2,9 milhões). Os 17 municípios do país com população superior a um milhão de habitantes concentram 21,9% da população brasileira, ou 46,7 milhões de pessoas.

A população de Buriti-MA estimada pelo IBGE, em 2021, é de 28.916 pessoas.

Buriti-MA

Na última década, as Estimativas da População dos Municípios mostraram um aumento gradativo na quantidade de grandes municípios do país. No Censo de 2010, somente 38 municípios tinham população superior a 500 mil habitantes, e apenas 15 deles tinham mais de 1 milhão de moradores. Já em 2021, eram 49 os municípios brasileiros com mais de 500 mil habitantes e 17 com mais de 1 milhão.

Mais da metade da população brasileira (57,7% ou 123,0 milhões de habitantes) está concentrada em apenas 5,8% dos municípios brasileiros (326 municípios do país com mais de 100 mil habitantes).

Apenas 49 municípios do país com mais de 500 mil habitantes concentram aproximadamente 1/3 da população brasileira (31,9% da população do país ou 68 milhões de habitantes). Por outro lado, 3770 municípios (67,7%) que possuem menos de 20 mil habitantes, concentram 31,6 milhões de habitantes, o que corresponde a apenas 14,8% da população.

A população das 27 capitais mais o Distrito federal supera os 50 milhões de habitantes, representando 23,87% da população total do país.

São Paulo segue como o estado mais populoso, com 46,6 milhões de habitantes, concentrando 21,9% da população total do país, seguido de Minas Gerais (21,4 milhões de habitantes) e do Rio de Janeiro (17,5 milhões de habitantes). Os cinco estados menos populosos, somam cerca de 5,8 milhões de pessoas estão na Região Norte: Roraima, Amapá, Acre, Tocantins e Rondônia.

A região metropolitana de São Paulo continua sendo a mais populosa do país, com 22,04 milhões de habitantes, seguida pelas regiões metropolitanas do Rio de Janeiro (13,19 milhões), Belo Horizonte (6,04 milhões), e da Região Integrada de Desenvolvimento (RIDE) do Distrito Federal e Entorno (4,75 milhões). Somadas, as populações das 28 regiões metropolitanas, RIDEs e Aglomerações Urbanas com mais 1 milhão de habitantes superam os 100 milhões, o que equivale a 47,7% da população do Brasil. Entre as principais regiões metropolitanas e RIDES, 20 têm como sede um município da capital, enquanto as sedes das outras oito são municípios do interior dos estados.

As estimativas populacionais municipais são um dos parâmetros utilizados pelo Tribunal de Contas da União para o cálculo do Fundo de Participação de Estados e Municípios e são referência para vários indicadores sociais, econômicos e demográficos. Esta divulgação anual obedece ao artigo 102 da Lei nº 8.443/1992 e à Lei complementar nº 143/2013.

As populações dos municípios foram estimadas por procedimento matemático e são o resultado da distribuição das populações dos estados, projetadas por métodos demográficos, entre seus diversos municípios. O método baseia-se na projeção da população estadual e na tendência de crescimento dos municípios, delineada pelas populações municipais captadas nos dois últimos Censos Demográficos (2000 e 2010) e ajustadas. As estimativas municipais também incorporam alterações de limites territoriais municipais ocorridas após 2010.

Os efeitos da pandemia da Covid-19 no efetivo populacional não foram incorporados nesta projeção, devido à ausência de novos dados de migração, além da necessidade de consolidação dos dados de mortalidade e fecundidade, fundamentais para se compreender a dinâmica demográfica como um todo. O Censo Demográfico 2022 trará não somente uma atualização dos contingentes populacionais, como também subsidiará as futuras projeções populacionais, fundamentais para compreender as implicações da pandemia sobre a população em curto, médio e longo prazo.

A tabela com a população estimada para cada município foi publicada no Diário Oficial da União (D.O.U.) de ontem, sexta-feira 27/8. A nota metodológica e as estimativas das populações para os 5.570 municípios brasileiros e para as 27 unidades da federação podem ser consultadas à direita.

Na última segunda-feira 23/8, por volta das 18h25min, policiais militares de serviço na cidade de Santa Quitéria do Maranhão, a 88 km de Buriti-MA, realizavam rondas ostensivas na Rua dos Pardais, próximo à MA-034, quando avistaram um homem em atitude suspeita e, ao procederem busca pessoal, encontraram 01(um) revolver calibre 38, marca Taurus, nº CI56536, com 05(cinco) munições intactas.

O portador da arma foi preso em flagrante e conduzido à DPC - Delegacia de Polícia Civil daquele município com os objetos apreendidos para as medidas legais cabíveis. 

Ele sumiu na estrada entre Porto e União. O carro dele também não foi encontrado

Josiel Rodrigues dos Santos                                       Foto: Divulgação

Familiares e amigos procuram por Josiel Rodrigues dos Santos, gerente de vendas da Ótica Pinheiros de Porto Piauí. Consta que o jovem desapareceu no trecho entre os dois municípios, desde a última quarta-feira 25/8), quando retornava para casa. 

Familiares estão preocupados com o sumiço dele e pedem ajuda para encontrá-lo. O homem é natural da cidade de União e trabalha em uma ótica no município de Porto, no Norte do estado.

Segundo informações da família, Josiel é gerente de vendas da Ótica Pinheiros e desapareceu no trecho entre União e Porto quando retornava para casa. Ele dirigia um veículo modelo Corolla de placa EOG-8030. 

Desde então, não há nenhuma informação sobre o jovem e o carro dele. A família pede que qualquer informação que leve até o paradeiro de Josiel pode ser repassada aos números (86) 99535-5145 e 99586-3371.

(Piauí Hoje online)

Foto/crédito: SECOM

Lixeira distribuídas em toda cidade de Buriti e em pontos estratégicos.

Estamos cuidando da nossa cidade com amor e carinho, para que tenhamos um lugar cada vez melhor para viver.

É assim que o prefeito Arnaldo Cardoso está trabalhando com amor e dedicação.

"O custo do cuidado é sempre menor que o custo do reparo."

Mas atenção! 

Nós só teremos uma cidade limpa se cada um fizer a sua parte.

Confira o vídeo publicitário da SECOM:

FRANCISCO DE ASSIS VERAS, meu colega de Turma no Grupo Escolar Antonio Faria que com o passar dos dias, nos tornamos AMIGOS e descobrimos vários elos que tornavam a nossa AMIZADE cada vez mais prazerosa.

Minha tia Geninha, que possuía muitos afilhados e afilhadas e consequentemente muitos compadres e comadres, era também comadre do Senhor Vitorino Veras e dona Euzébia, conhecida em Buriti inteira por dona Euzebinha

Seu Vitorino era profissional Sapateiro dos bons, pois além de consertar sapatos, alpercatas e chinelos, fabricava tamancos e os reforçava com um solado de pneu como ele dizia orgulhoso, se os fregueses pedissem!

Completando não apenas o elo, e sim uma corrente, a dona Toinha, mãe de dona Euzebinha e avó de Assis, era Costureira de mão cheia, segundo as buritienses suas amigas.

Muitas vezes o Seu Vitoriano consertou os meus sapatos, os de Wilson, meu irmão, os dos meus primos e outras vezes reforçou os nossos tamancos, para durarem mais, segundo a minha Avó materna, economista e pedagoga semianalfabeta, com dois diplomas de pós, um Chiquerador e uma Palmatória daquelas com um furo no centro, para melhor a compreensão das lições de VIDA que nos ministrava, dentre as quais respeitar as professoras, os mais velhos, amar PAI e Mãe, se achasse alguma coisa não tomasse posse e a apresentasse aos pais, para que procurassem quem a havia perdido, lições valiosas, que ainda hoje eu as preservou e prático. Dona Toinha confeccionou pelo menos quatro fardas escolares para nós, eu e o meu irmão, calças curtas, pois as demais roupas eram a cargo do também famoso Alfaiate NINÍ.

Amizade consolidada, eu e ASSIS nos tornamos parceiros nas brincadeiras na Praça, com rodas de aro de bicicletas imprestáveis e pinches, tampinhas de latas de querosene, que eu adquiria dos comércios do meu Pai e o do meu Avô. Éramos parceiros também na Lanchonete do seu Raimundo Suzana, na verdade, uma Garapeira (engenhoca manual) e uma lata de querosene vazia, higienizada com água do TUBY, onde eram depositados os melhores Pães Massa Fina, que eu saboreei, com um Copo de Garapa legítima de cana Caiana docinha, uma delícia.

Eu bancava a despesa, com uma nota amarelinha de dois cruzeiros, que o meu pai me dava para gastos do mês, com merendas, embora a minha Avozinha reclamasse que era dinheiro demais na mão de um menino, um desperdício. E assim seguíamos nós, eu e ASIS. Vivemos esta parceria de muitas aventuras de crianças durante os cinco anos de Grupo Escolar. Separamo-nos ao final do Curso Primário.

Voltei sempre de São Luís, onde fui complementar a minha formação educacional e depois de profissionalizar - me continuei participando da vida da nossa cidade e era muito difícil não me encontrar com o meu amigo.

Um dia de outubro, eu o encontrei sentado à porta da sua residência, acompanhado da sua irmã Hélia, que nos acostumamos a chamá-la de Helinha, sentados um ao lado do outro, tristes, ambos com as pernas Amputadas, vítimas de diabetes.

Tentei e conseguir reanimá-los, dei-lhes uma pequena ajuda, gesto que havia se tornado comum há bastante tempo e ele reagia sempre com muita gratidão.

O tempo seguia o seu ritmo e por um período razoável, quando as vezes eu me distraia ao seguir para o Fórum buritiense, ouvia a voz dele: doutor Djalmaaaa! Eu ia ao seu encontro para uma conversa GOSTOSA lembrando o nosso tempo de garotos sadios e FELIZES. Eu o repreendia com carinho, para que me tratasse pelo nome normal, considerando que éramos Amigos, e ele se desculpava dizendo: está bem meu amigo Doutor Djalma!

Poucos anos se passaram até que um dia, eu fazendo o mesmo percurso, voltei-me para o nosso ponto de encontro e o encontrei vazio e silencioso. Imaginei que ele estivesse atrasado, já que sempre estava ali, cedo. Dirigi-me ao local, aproximei-me da porta da sua casa e perguntei por ele. A pessoa que me atendeu fez uma Longa pausa e disse-me: ELE MORREU no mês passado. Agradeci e retornei à Pousada em que era hóspede, para dar vasão às lágrimas e me recompor para ir ao FÓRUM.

Encerrava-se ali, o último e mais penoso capítulo da história de uma Grande e imorredoura AMIZADE. Meu amigo FRANCISCO DE ASSIS VERAS. Ainda carrego comigo todas as nossas lembranças principalmente aquelas suas Gargalhadas, que só Você sabia: RSSSSSSSSS! Agradecido por todas elas e pela sua lealdade, eu o Premio com o Diploma de PARCEIRO FIEL E IMORTAL!

SOBRE O AUTOR

É buritiense, ardoroso amante da sua terra, deu seus primeiros passos no velho Grupo Escolar Antônia Faria, cursou o Ginásio Industrial na Escola Técnica Federal do Maranhão e Científico no Liceu piauiense e no Liceu maranhense, bacharelou-se em Direito pela Faculdade de Direito/UFMA, é advogado inscrito na OAB/MA, ativo, Pós-graduado em Direito Civil, Direito Penal e Curso de Formação de Magistrado pela Escola de Magistrados do Maranhão, Delegado de Polícia Civil, Classe Especial, aposentado, exerceu todos os cargos de comando da Secretaria de Segurança Pública do Maranhão, incluindo o de Secretário. Detesta injustiça de qualquer natureza, principalmente contra os pobres e oprimidos, com trabalho realizado em favor destes, inclusive na Comarca de Buriti.


Odonto Company Buriti - Rua da Bandeira, nº 25, salas 10 e 11, Centro.

BIOLAB - Rua Antônio Pereira Mourão, em frente ao HTB(Clínica)

PAINEL DO LEITOR - COMENTÁRIOS RECENTES