ULTIMAS NOTÍCIAS
Carregando...
Mostrando postagens com marcador educação. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador educação. Mostrar todas as postagens

Na última quinta-feira, dia 17 de junho, o prefeito Arnaldo Cardoso, juntamente com Secretária Municipal de Educação Profª Gabriela Chaves, fez a abertura da III Reunião de Gestores do Sistema Municipal de Ensino de Buriti-MA.

Prefeito Arnaldo Cardoso e secretaria de educação Gabriela Chaves - Foto: Edson Fotografias/Secom

Um dos pontos da pauta era a apresentação e entrega dos livros didáticos do Sistema de Ensino Toriba, aderidos para a Educação Infantil.  A gestão de Arnaldo Cardoso tem mostrado compromisso com a educação, contando com o apoio incansável da Semed, dos gestores escolares, coordenadores pedagógicos e demais profissionais da educação.

Na oportunidade, Arnaldo Cardoso fez a entrega simbólica dos livros didáticos da Educação Infantil aos pais e alunos do Maternal I, Maternal II, Nível I e Nível II. A reunião seguiu com a apresentação da coordenação do Busca Ativa, da Articuladora Pedagógica Municipal do Pacto pela Aprendizagem e mobilização para o Ciclo Formativo do Pacto no Eixo Educação Infantil e no Eixo Alfabetização. Em seguida, considerações da Secretária Municipal de Educação e da Coordenação Geral e da Educação Infantil sobre a atual situação do município em relação ao IDEB e estabelecimento de estratégias para a educação em tempos de pandemia.

"Investir na educação dos filhos de Buriti é algo muito gratificante. Contem comigo porque sempre farei o melhor para toda a população buritiense", disse o prefeito do povo Arnaldo Cardoso.






*Publipost/SECOM (Fotos: Edson Fotografias)
Unidade Integrada Governador Archer, escola municipal, localizada na Rua da Bandeira, em Buriti-MA, fez nessa quarta-feira 2/6, dois importantes lançamentos: O Blog Governador Interativo, sua mais nova plataforma de apoio ao processo de ensino-aprendizagem dos estudantes e informativa à comunidade escolar, e o Projeto de Leitura Itinerante.

Em tempos de pandemia e afastamento dos estudantes da escola física, iniciativas como esta de criar um blog próprio ampliam as possibilidades de oferecimento de conteúdo de interesse e para aprendizagem dos alunos e alunas, ao mesmo tempo em que, como canal de comunicação, atrai e ajuda mais pessoas e a comunidade escolar para conhecer as ações pedagógicas desenvolvidas pela escola.
Para visitar, conhecer e dar sugestões clique no link do blog, que é https://governadorinterativoo.blogspot.com
Já o Projeto de Leitura Itinerante, onde os alunos levam os livros em um baú e devolvem com o material respondido, a ideia central é a realização de atividades de leitura que promovam o desenvolvimento da autonomia e da emancipação do estudante, além de mantê-los, mesmo em pandemia, com vínculo de pertencimento à escola.

Na festa de lançamento, estiveram presentes a Secretaria Municipal de Educação Profa Gabriela Chaves, a secretária adjunta Profa Edilene Lafaete, a presidente do Conselho Municipal de Educação Agnes de Freitas, a coordenadora pedagógica municipal Tuany, a presidente do Conselho Tutelar Eluza, agente comunitária de saúde da área Francisca do Sula, representantes dos estudantes e dos pais, além dos profissionais da direção e do corpo docente da escola Governador Archer.
MAIS IMAGENS DO EVENTO





  * Publipost/SECOM
Fotos: Edson e Márcio Cardoso.

"O educador se eterniza em cada ser que ele educa". Usamos da frase, do educador e filósofo brasileiro Paulo Freire, para refletir nossas homenagens a todos que compõem a comunidade escolar do Colégio Professora Maria do Socorro Costa Mourão, popular COSMO.

Ressaltamos e agradecemos o empenho e a dedicação dos professores do Colégio Professora Maria do Socorro Costa Mourão, que não mediram esforços para conduzir as atividades de ensino remoto em meio aos desafios e enfrentamentos decorrentes da pandemia ocasionada pelo novo coronavírus. O momento pediu reinvenção, adaptação e determinação especialmente por parte dos professores. Graças ao comprometimento de cada um, o Colégio COSMO pôde levar adiante sua missão de continuar oferecendo ensino, pesquisa e o ensino organizado para nossos alunos.

Hoje os alunos da 3ª Série do Ensino médio 2020 recebem bons resultados no maior exame nacional, o ENEM. Sabemos que o bom resultado depende muito da organização curricular, por isso parabenizamos os professores da Educação Infantil, Ensino Fundamental 1 e 2 e Ensino Médio por contribuírem para os resultados alcançados hoje.

Em nome das famílias queremos deixar nossos agradecimentos a todos os docentes, professores e professoras que não cessaram o esforço para continuar ministrando suas aulas. Em meio a uma pandemia como esta da Covid-19, não pararam e, além disso, se preocuparam com os estudantes mesmo estando distantes.

"Nossos professores foram convocados a se colocarem de pé, se reinventarem e a servirem como um farol para nossos estudantes em meio ao caos e incertezas. Responderam a altura do que é esperado daqueles que abraçam a docência como profissão. Se dispuseram a auxiliar seus estudantes no processo de busca pelo conhecimento, bem como a se lançarem nessa busca, descobrindo novas formas de se fazer o processo ensino-aprendizagem num contexto jamais vivenciado pela nossa sociedade". A trajetória daqueles que abraçam a docência em nosso país é marcada por muitas lutas e pouco reconhecimento de sua importância na construção da sociedade tão sonhada por todos. Nessa data símbolo, não poderíamos deixar de agradecer e expressar o orgulho que temos de nossos professores. Muito obrigado a todos os nossos professores por serem e fazerem o Colégio COSMO referência na oferta de seus serviços.

CONFIRA CARDS COMEMORATIVOS

A temática “DESAFIOS E POSSIBILIDADES PARA UMA EDUCAÇÃO EFICAZ EM TEMPOS DE PANDEMIA NA REDE MUNICIPAL DE ENSINO DE BURITI” é o foco das discussões do 1º Congresso Virtual de Educação no município, que começou nessa quarta-feira 24/3 e vai até o próximo dia 27, promovido pela Secretaria Municipal de Educação (Semed), comandada pela Profa Gabriela Chaves. A abertura do evento, ocorreu com vídeo institucional do prefeito Arnaldo Cardoso (PL), que desejou sucesso ao congresso e que os professores aproveitassem o momento para aprender e com isso melhorar a educação das crianças, jovens e adultos do município de Buriti.

A secretário de educação Gabriela Chaves enfatizou a importância do congresso como uma das ações da nova gestão educacional para o município avançar nos indicadores de aprendizagem. “Tem sido um prazer participar com excelentes palestrantes que nos incentivam a inovar o processo ensino aprendizagem, o aprender a aprender, que trouxeram contribuições para os professores e professoras bem como a todos que tem vivido esse momento de grande aprendizado, acompanhando com entusiasmo, renovando as energias para iniciarmos os trabalhos do ano letivo de 2021”, frisou. Ela declarou ainda está emocionada com a participação da comunidade escolar e que é bastante gratificante ver que todos estão gostando do evento.

Assistam às discussões do 1º dia:

Manhã


Tarde

O congresso conta com a parceria da Escola de Formação de Governantes (EFG), da Fundação Sousândrade (FSADU), da União Nacional dos Conselheiros Municipais de Educação (UNCME), do Centro de Apoio Operacional da Educação (CAOP) e com a participação de conselheiros e dirigentes educacionais, doutores, mestres e especialistas nas mais diversas áreas, que durante os quatro dias debaterão e compartilharão práticas pedagógicas dentro do contexto educacional de pandemia com os professores da rede pública municipal.

Programação
                I CONGRESSO VIRTUAL DE EDUCAÇÃO - 2021 - BURITI-MA
 
TEMÁTICA: Desafios e possibilidades para uma educação eficaz em tempos de pandemia na rede municipal de ensino de Buriti

PERÍODO:   24 a 27/03/2021.



Na programação especial do último dia de Congresso, no sábado 28/3,  participarão Regina Faria, Beth Faria, Odilene Azevedo e  Wilson Chagas.

Na manhã desta segunda-feira 25/1, a Secretária Municipal de Educação de Buriti (MA) Gabriela Chaves, acompanhada da Assessora de Avaliação e Planejamento Ana Baldez e da Assessora de Supervisão Escolar Tuany Costa, participou de encontro que visava alinhar as metas educacionais e fortalecer ações de parceria e de apoio às secretarias Municipais de Educação, com foco na qualidade do ensino e da aprendizagem, promovido pelo Governo do MA através da Secretaria de Estado da Educação.

Foto/crédito: Luiz Carlos JúniorPortal CN1

Além da Secretaria de Educação de Buriti, as secretarias de Anapurus, Brejo e Chapadinha, também participaram do evento, que foi coordenado pelo Gestor Regional de Educação professor Francisco Barros, com a participação da diretora de educação professora Henajeria Cristina Barros Soares, o articulador pedagógico João Damiani e do técnico do Mais Ideb professor Jesus. 

Durante o encontro foram discutidos temas como calendário letivo, construção de prédios escolares, termo de cooperação com os municípios, SEAMA/SAEB, pacto pela aprendizagem, transporte escolar, entre outros temas relacionados, tais como o sistema estadual de avaliação do Maranhão, permuta de servidores por meio de cooperação mútua entre estado e municípios, promoção do busca ativa em parceria com o UNICEF, as ferramentas do censo escolar e os impactos da pandemia sobre a educação também foram debatidos durante o encontro.

Fonte: Por Portal CN1/Luiz Carlos Júnior 

 


Evento realizado pela Secretaria Municipal de Educação (Semed) na manhã desta terça-feira 22/12, no Centro de Apoio Pedagógico-CAP, celebra concretização da Proposta Curricular para escolas de Buriti-MA.  

A Proposta Pedagógica Curricular é um documento de caráter normativo que define a linha orientadora de todas as ações da escola, desde sua estrutura curricular até suas práticas pedagógicas e de gestão. Este é, portanto, um feito bastante significativo para o município, pois a proposta anterior já estava defasada, construída em 1999. Observa-se, desde então, que muita coisa na educação mudou, portanto, a concretização desta proposta se configura como um marco bastante relevante para o município de Buriti.

Numa perspectiva de construção coletiva, democrática, a referida elaboração da proposta se deu no início de 2020, quando foram rediscutidos e repensados os fundamentos teórico-metodológicos, bem como os conteúdos das diversas áreas do conhecimento, afim de atualizá-los considerando a Base Nacional Comum Curricular (BNCC).



Em sua fala, a Secretária de Educação Rosinalva Cardoso revelou sua inquietação, enquanto professora e gestora, ao trabalhar com uma proposta defasada que não contemplava os anseios da comunidade escolar e agora se emociona com a concretização de uma proposta que visa contribuir para a construção de uma escola democrática, que garante o acesso, a permanência dos alunos e a qualidade do ensino na escola pública municipal, e, consequentemente, a socialização do conhecimento científico.

Secretária Municipal de Educação, Profª Ms. Rosinalva Cardoso.

A secretaria ainda agradeceu a todos que colaboraram para a construção da proposta, professores que integraram a Comissão Técnica e Pedagógica, demais professores da Rede Municipal de Ensino e fez um agradecimento especial à coordenadora geral da SEMED, Prof Rosilene Passos, e à Prof Nony Braga, ambas presentes no evento,  pois sem o apoio, esforço e dedicação delas, nada seria possível.

Prof.ª Nony Braga, gestora educacional e ex-secretária de educação do município.



Municípios, como Buriti-MA, podem não receber recursos adicionais se regras não forem aprovadas

*Publicado originalmente no site da FOLHA DE SÃO PAULO

A pouco mais de duas semanas do início do recesso parlamentar, a regulamentação do novo Fundeb ainda não foi aprovada, o que pode levar 1.500 cidades a perderem R$ 3 bilhões para aplicar em educação em 2021.

Principal mecanismo de financiamento da educação básica, o Fundeb teve seu formato renovado pelo Congresso neste ano, com previsão de aumento de recursos e novas regras de distribuição para as redes de ensino estaduais e municipais.

Mas, para entrar em funcionamento, o novo texto depende de regulamentação —que precisa ser aprovada pela Câmara dos Deputados, Senado e, depois, seguir para homologação do presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

 Buriti (MA), a cidade com a menor verba de educação

Buriti (MA) dispõe do equivalente a R$ 246,66 por mês por aluno para todas as contas da educação. Apenas 2% dos alunos da cidade chegam ao 9º ano com aprendizado adequado em matemática. Avener Prado/Folhapress




O novo formato do Fundeb prevê que municípios mais pobres recebam 10,5 pontos percentuais de aporte adicional em relação aos demais. Segundo cálculos do Todos pela Educação, esse novo mecanismo garantiria R$ 3 bilhões a mais em 2021 para as 1.500 cidades mais pobres.

“São recursos que os municípios poderiam usar para preparar suas escolas para volta às aulas presenciais no próximo ano, garantir mais suporte pedagógico aos alunos depois de tanto tempo sem aula”, diz Lucas Hoogerbrugge, líder de relações governamentais do Todos pela Educação.

Deputados da bancada da educação avaliam que o projeto precisa seguir para votação no máximo até o fim desta semana para que as novas regras do Fundeb passem a valer no próximo ano e as redes de ensino já passem a receber o montante maior de recursos previstos.

No entanto, até esta segunda (7) a pauta da Câmara dos Deputados ainda estava travada com a discussão do projeto de lei que estimula a cabotagem —navegação comercial ao longo da costa brasileira— que foi enviado pelo governo federal com urgência constitucional. O mecanismo impede que outros projetos sejam levados a votação até a definição sobre o assunto.

O relator do projeto da regulamentação na Câmara, deputado Felipe Rigoni (PSB-ES), diz ter conversado com o presidente Rodrigo Maia (DEM) que prometeu esforços para incluir a votação do Fundeb nos próximos dias.

“Ele assumiu esse compromisso de não deixar o Fundeb de fora depois de tantos esforços que fizemos ao longo do ano”, disse Rigoni.

Caso o Congresso não consiga votar a regulamentação, caberia ao governo Bolsonaro enviar uma MP (medida provisória), o que preocupa prefeitos, governadores, gestores educacionais e deputados. Uma possível MP, que entra em vigor imediatamente, pode impor propostas do governo, o que o Congresso e especialista querem evitar.

O MEC (Ministério da Educação) se envolveu pouco no debate sobre o Fundeb, mas tentou acrescentar artigos considerados bastante negativos para as redes de ensino. Um deles foi a tentativa de vincular o reajuste do piso salarial dos professores à inflação, o que elimina o ganho real garantido pela lei atual.

Outra proposta do governo que também os preocupa é a de permitir que escolas privadas sem fins lucrativos recebam verbas do Fundeb. A proposta vai ao encontro da pressão de entidades religiosas e filantrópicas e conta com apoio de Bolsonaro e do ministro da Educação, Milton Ribeiro.

“Se a regulamentação for por MP, há a preocupação de que pode vir qualquer tipo de proposta, de um governo que pouco se envolveu na discussão do Fundeb em todos esses meses. Será preocupante dar tanta discricionariedade ao governo em tema tão importante ao país”, diz Hoogerbrugge

 

 

 

 

 


Odonto Company Buriti - Rua da Bandeira, nº 25, salas 10 e 11, Centro.

BIOLAB - Rua Antônio Pereira Mourão, em frente ao HTB(Clínica)

PAINEL DO LEITOR - COMENTÁRIOS