!-- PLUGIN BARRA DE COOKIES -->
ULTIMAS NOTÍCIAS
Carregando...
Mostrando postagens com marcador Tecnologia. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Tecnologia. Mostrar todas as postagens

Imagem: Fujitsu/Reprodução

A fabricante japonesa Fujitsu confirmou que o supercomputador Fugaku, atualmente o mais poderoso do mundo, será usado na tentativa de encontrar uma cura para a covid-19.

O projeto será supervisionado pelo Centro de Pesquisa para Ciência e Tecnologia Avançada (RCAST, em inglês) e pela Universidade de Tóquio e, caso bem sucedido, pode ajudar na criação de um remédio a nível molecular.

Em busca de uma esperança

Desenvolvido em parceria com a Riken, o Fugaku vai realizar estudos para identificar "componentes inibitórios" que podem ser medicamentos em potencial contra a doença.

A contribuição do supercomputador está em realizar cálculos em massa para rodar modelos e simulações, comparar comportamentos e prever a ação de substâncias. Caso identifique uma relação positiva entre inibidores e a estrutura viral, essas substâncias podem ser pesquisadas mais detalhadamente, talvez resultando na criação de um medicamento a longo prazo.

O projeto começou a operar nesta semana e deve ser uma das prioridades do supercomputador até março de 2022. O Fugaku já está em operação total, com o poder de processamento compartilhado entre dezenas de pesquisadores selecionados.

Em estudos realizados anteriormente com modelos de simulação de ambientes, o Fugaku estudou a pandemia e trouxe resultados de como reduzir as chances de contaminação. Elas envolvem duas dicas já bastante conhecidas: usar máscara e preferir locais ventilados.

 

Tendo atingido um pico mais de 600 milhões de participantes em uma única semana no segundo trimestre do ano e registrado cerca de 3 milhões de novos usuários em abril, o Google Meet, solução de videoconferência da Gigante das Buscas, se tornou uma ferramenta presente no dia a dia de muita gente – e, agora, a companhia decidiu ampliar o prazo de reuniões sem limite de tempo (inclusive para a versão gratuita) até 31 de março de 2021 – inicialmente previsto para ser encerrado amanhã.

Segundo a empresa, o foco é continuar ajudando todos a se manterem conectados, principalmente neste período de distanciamento social por conta da covid-19. "Não importa que tipo de reunião você está tendo, acreditamos que as pessoas devem ser capazes de usar os melhores serviços possíveis para se conectar, a qualquer hora e em qualquer lugar", afirma Javier Soltero, vice-presidente e diretor geral do G Suite.

Novas funcionalidades

Qualquer um que possua uma conta pessoal do Gmail pode contar com o recurso – disponibilizado em abril para todos os usuários e permitindo até 100 participantes simultaneamente na versão gratuita

Além disso, nas últimas semanas, foram disponibilizadas novidades para melhorar a experiência de uso, como transmissão das videochamadas pela TV usando o Chromecast; opção de fundo desfocado; uso do quadro branco para apresentações colaborativas; e aumento do número máximo de participantes visíveis no modo mosaico (até 49).

"Esperamos que essas atualizações ajudem nossos usuários a fazer mais, independentemente de onde estiverem", finaliza Soltero.


O aplicativo de mensagens WhatsApp perdeu indicadores de status como "online", "digitando" e "visto por último" nesta sexta-feira 19/6. As informações sumiram para usuários do Android e iOS, possivelmente por causa de um bug no mensageiro.
Além de ter afetado as versões móveis do aplicativo, a mudança também alterou o funcionamento do WhatsApp Web. As informações de visualização podem ser configuradas nas opções de privacidade nos celulares, mas não estão disponíveis no computador e deixaram os usuários sem escolhas.
As opções disponíveis no smartphone também estão com problemas. Ao entrar na aba de "Privacidade", o aplicativo indica que houve uma "falha ao atualizar" as configurações, que estão indisponíveis temporariamente, de acordo com a interface.
O WhatsApp ainda não comentou oficialmente sobre o assunto. Ao que tudo indica, a alteração no uso está ocorrendo por causa de algum problema no app, que também estaria apresentando outras falhas. Segundo relatos nas redes sociais, o registro de um novo número dentro do aplicativo também está bloqueado para alguns usuários.
Em certos locais do país, o aplicativo também ficou fora do ar durante a tarde de sexta-feira. Com isso em mente, a dica é manter o aplicativo instalado e aguardar por atualizações vindas da equipe de desenvolvimento do app.

Repercussão nas redes sociais

A falha incomum do WhatsApp acabou levando o nome do aplicativo pra os assuntos mais comentados do Twitter. Enquanto possivelmente as mudanças foram causadas por bugs, alguns usuários têm esperanças de que o erro de status seja, na verdade, uma atualização.


Atualmente, o WhatsApp não permite desativar por completo a exibição dos status "online", "digitando" e "gravando áudio". Para quem não gosta dos indicadores, a falha foi muito bem-vinda, enquanto outras pessoas temem ser "ignoradas" por causa da ausência das funções.


Odonto Company Buriti - Rua da Bandeira, nº 25, salas 10 e 11, Centro.

BIOLAB - Rua Antônio Pereira Mourão, em frente ao HTB(Clínica)

PAINEL DO LEITOR - COMENTÁRIOS RECENTES