ULTIMAS NOTÍCIAS
Carregando...
Mostrando postagens com marcador Governo Arnaldo. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Governo Arnaldo. Mostrar todas as postagens

A Prefeitura de Buriti, por meio da Secretaria Municipal de Cultura, realizou  nesta terça-feira 29/3 o I FÓRUM MUNICIPAL DE CULTURA, com o tema “Conhecer, dialogar e fortalecer vínculos artísticos  culturais de Buriti”.

 O evento é uma contribuição valiosa  para o município e foi de grande importância para todos os presentes, onde uma palestra ministrada pelo atual Secretário de Cultura do município Arari, Ailton Barros destacou o papel do artista e o quanto sua forma de cultura é necessária. Além disso, o secretário Ailton falou sobre as Leis de incentivo à cultura ALDIR BLANC 2 e PAULO GUSTAVO, que, quando aprovadas pelo presidente, beneficiarão os artistas de nossa cidade querida.

Na fala do palestrante, o imortal Buritiense "Bil de Jesus", patrono da cadeira nº 04 da Academia Buritiense de Artes, Letras e Ciências-ABALC,  foi homenageado e seus feitos foram apresentados à todos os presentes no fórum. Na oportunidade ainda, os artistas gêmeos Rodrygo Fernandes e Romullo Fernandes trouxeram, diretamente da cidade de Arari, os Bonecos de Bil, que levaram todos os presentes à loucura, uma herança cultural que perdurará por gerações e que agora contam com o conhecimento dos buritienses.




No período da tarde, em uma votação democrática, foram eleitos os 03 delegados e 03 suplentes para concorrerem na eleição do Conselho Estadual de Cultura do Maranhão - Biênio 2022/2024.

Para Secretaria de Cultura de Buriti-MA, a semente foi plantada, e muito em breve os bons frutos serão colhidos. “A vitória é nossa Classe Artística!”

CULTURA PARA TODOS






(Publipost/Secom)

A Secretaria Municipal de Cultura de Buriti tem o prazer em convidar todos vocês para participarem do I FÓRUM MUNICIPAL DE CULTURA EM BURITI, onde será tratado de assuntos de extrema importância para todos os artistas, fazedores de cultura e população em geral. Com a temática "CONHECER, DIALOGAR E FORTALECER VÍNCULOS ARTÍSTICOS CULTURAIS", o evento promete ser inesquecível e muito enriquecido.

No dia do fórum, próxima terça-feira 29 de março de 2022, a partir das 9h, no auditório do Centro de Apoio Pedagógico-CAP, será tratado das Leis de Incentivo à Cultura aprovadas recentemente no Senado, a Lei Paulo Gustavo e Aldir Blanc 2.

Ainda no dia do evento, será feita uma eleição de delegados para o Conselho Estadual de Cultura do Maranhão.

PREFEITURA MUNICIPAL DE BURITI-MA, Estado do Maranhão, torna público o RESULTADO FINAL do PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO – EDITAL Nº 001/2022 para contratação temporária de servidores para Secretaria Municipal de Educação. Confira abaixo os aprovados e classificados(excedentes):














 Clique no link abaixo para ter acesso a lista dos candidatos em pdf:

http://painel.siganet.net.br/upload/0000000002/cms/publicacoes/diario/dom-famem-federacao-dos-municipios-do-estado-do-maranhao-ano-xvi-edicao-2818-assinado.pdf

O prefeito de Buriti-MA Arnaldo Cardoso nomeou ALLYSSON WALLACE MENDES LAGO como novo SECRETARIO DE AGRICULTURA E ABASTECIMENTO do município de Buriti-MA. Ele é filho do ex-secretário Adhemar Lago, que morreu vítima de Covid-19 no início de fevereiro.

A Portaria de nomeação nº 263/2022 foi publicada na última quarta-feira, 23 de março de 2022, no Diário Oficial Dos Municípios do Estado do Maranhão (FAMEM). Confira abaixo.

Categoria pede aumento de 33,24%, assim como já foi confirmado em outros municípios. Protesto em frente à Prefeitura contou com a participação de políticos que se opõem à gestão atual.

O Sindicato dos Trabalhadores do Serviço Público Municipal de Buriti (SINTASP/MB) recusou uma proposta de reajuste salarial de 10%, proposta pela prefeitura de Buriti-MA, nesta segunda-feira 14/3. A categoria pede o aumento de 33,24%, assim como já foi confirmado por outros municípios maranhenses.

Na proposta apresentada pela prefeitura, estava previsto um aumento de 10% para todos os trabalhadores da Educação do município. Desde o início do mês de fevereiro, quando o governo federal oficializou o reajuste do piso salarial dos professores da rede básica em 33,24%, o SINTASP têm tentado a garantia do governo municipal em cumprir o reajuste, mas não chegaram a nenhum acordo.

Os professores de Buriti-MA buscam o pagamento do reajuste integral e perspectiva de retroativo, enquanto alegam que o governo não consegue garantir isso. Sem acordo, na última sexta-feira 11/3, em assembleia extraordinária, a categoria decidiu deflagrar uma grande manifestação contra a gestão de Arnaldo Cardoso, o que ocorreu na manhã de hoje(14). Os professores marcharam, entoando gritos de protestos, saindo da sede do sindicato, passando pela Secretaria Municipal de Educação – Semed, onde protestaram contra a gestão da atual secretária Gabriela Chaves, e finalizaram em frente ao Palácio Bernardo Almeida (Prefeitura Municipal), sede do governo municipal.

Além dos docentes, políticos que fazem oposição à gestão do Prefeito Arnaldo Cardoso também estiveram na manifestação, como o vice-prefeito Jenilson Gouveia,  o vereador Jorge do Sindicato, principal voz  oposicionista na Câmara, e os vereadores Hélio Flora e Toinho Francês, entre outros.

 

Situação da Folha de Pagamento e Negociação

 

Em 4 de fevereiro de 2022, por meio da Portaria nº 67 do Ministério da Educação, foi oficializado o reajuste do piso salarial profissional nacional do magistério, no percentual de 33,24% (trinta e três vírgula vinte e quatro centésimos por cento), elevando-o para o valor de R$ 3.845,63 (três mil, oitocentos e quarenta e cinco reais e sessenta e três centavos) para jornada de 40h semanais.

 Em reunião com representantes do Sindicato, o setor de contabilidade alega não ser possível conceder o reajuste máximo reivindicado pela categoria porque, considerando a situação da folha salarial do pagamento, que já está comprometida em 71%, o percentual salarial subiria para 92% do recurso do fundeb.

De acordo com o SINTASP, o salário inicial docente de Buriti-MA é R$ 2.289,33 (dois mil, duzentos e oitenta e nove reais e trinta e três centavos) para uma jornada de 20h e constam na folha 523 matrículas de professores (ativos e inativos). Porém, para Sindicato, não há transparência por parte da gestão municipal quanto ao real comprometimento da folha salarial, inclusive há altas gratificações sendo pagas com recursos da educação sem qualquer critério objetivo e transparente.

 A luta da categoria pelo reajuste integral continua, e a  prefeitura se comprometeu  a instalar uma Comissão do Plano de Cargos e Carreiras, como tinha à época da aprovação do Plano, na gestão do ex-prefeito Neném Mourão, para acompanhar, de forma  bem transparente, o impacto de  reajuste na folha salarial.

MAIS IMAGENS DO PROTESTO

Nas redes sociais, o vereador Jorge do Sindicato se posicionou em defesa dos direitos dos docentes e confirmou participação no ato de segunda-feira 14/3.

As coisas parecem estar se complicando para executivo municipal. Após  a assembleia extraordinária dos professores, que aconteceu  ontem à tarde, em que mais de 100 professores decidiram realizar uma manifestação geral na próxima segunda-feira 14/3, em frente ao Palácio Bernardo Almeida (Prefeitura Municipal), a presidente da Câmara Municipal de Buriti, Profa. Naires Freire,  fez uma convocação para reunião extraoficial com os vereadores neste sábado.  A conversa contou com participação do professor Joseni Souza, Presidente do SINTASP (Sindicato dos Trabalhadores do Serviço Público Municipal de Buriti-MA), e dos vereadores Naires Freire, Djailson (Véim da Limpeza), Andréa Costa, Jorge do Sindicato e Toinho Francês. A pauta era  o pagamento do reajuste salarial dos professores da rede pública municipal.

Na reunião,  o Presidente do SINTASP confirmou aos vereadores todas as tratativas sobre o tema com o executivo e a informação dada pela secretária municipal de educação a decisão do prefeito Arnaldo Cardoso de não conceder o reajuste salarial para a categoria.

Em Nota Informativa encaminhada ao CORREIO BURITIENSE,  a presidente Naires Freire informa o acordo estabelecido pela Câmara de que, após manifestação dos professores na próxima segunda-feira, será convocada novamente uma reunião com todos os vereadores para que sejam tomadas as providências acerca do tema.  CONFIRA ABAIXO A ÍNTEGRA DA NOTA:

Nas redes sociais, o vereador Jorge do Sindicato se posicionou em defesa dos direitos dos docentes e confirmou participação no ato de segunda-feira 14/3.


Na tarde desta sexta-feira 11/3, professores da rede municipal de Buriti-MA realizaram uma assembleia extraordinária, em seguida, um rápido protesto com buzinaço  em frente ao Palácio Bernardo Almeida, sede da Prefeitura Municipal. A categoria cobra do governo do prefeito Arnaldo Cardoso o reajuste salarial de 33,24%, com base na portaria assinada pelo governo federal.

A assembleia da categoria aconteceu às 15h30 de hoje (11), na sede do Sintasp/MB (Sindicato dos Trabalhadores do Serviço Público Municipal de Buriti), e reuniu mais de 100 professores que, por unanimidade dos presentes,  decidiu realizar uma manifestação geral na próxima segunda-feira 14/3, com a concentração na sede do sindicato, na Rua do Piquizeiro, quando de lá sairão em protesto pelas principais ruas da cidade com destino até a Prefeitura Municipal, onde um grande ato de protesto contra o governo municipal deve acontecer.

Além do pedido de reajuste salarial, a categoria também reclama da infraestrutura das escolas, da falta de transparência no rateio das sobras do fundeb, de transferências políticas de professores de uma localidade para outra, entre outros problemas.



O CORREIO BURITIENSE conversou com  o presidente do Sintasp/MB, Professor Joseni, que confirmou a decisão de protesto da categoria após a Secretária Municipal de Educação ter dito que não haveria reajuste do salário dos professores.

Reajuste de professores

O presidente Jair Bolsonaro e o ministro da Educação, Milton Ribeiro, assinaram, em janeiro deste ano, a portaria que oficializa o novo piso salarial dos professores da educação básica da rede pública. O valor passará de R$ 2.886 para R$ 3.845,63 para carga horária de 40h.

Segundo a lei do piso salarial dos professores, sancionada em 2008, o reajuste deve ser feito anualmente, no mês de janeiro. O piso salarial é definido pelo governo federal, mas os salários da educação básica são pagos pelas prefeituras e pelos governos estaduais.

  Nem a Secretaria municipal de Educação – Semed nem a Prefeitura de Buriti-MA se manifestaram sobre a decisão dos professores.


Odonto Company Buriti - Rua da Bandeira, nº 25, salas 10 e 11, Centro.

BIOLAB - Rua Antônio Pereira Mourão, em frente ao HTB(Clínica)

PAINEL DO LEITOR - COMENTÁRIOS