ULTIMAS NOTÍCIAS
Carregando...

RETORNO TRIUNFAL: LULA VENCE SEGUNDO TURNO E É ELEITO PRESIDENTE DO BRASIL PELA 3ª VEZ

 Com todas as urnas apuradas, petista tem 50,90% dos votos e derrota seu adversário, o atual presidente Jair Bolsonaro,  e é eleito o 39º Presidente do Brasil!


Luiz Inácio Lula da Silva, do Partido dos Trabalhadores (PT), foi eleito presidente da República pela terceira vez neste domingo (30/10). Ele assume a Presidência em 1º de janeiro de 2023.


Lula teve 50,90% dos votos válidos e derrotou, no segundo turno, o atual presidente Jair Bolsonaro (PL), que fez 49,10% dos votos. Jair Bolsonaro é o primeiro presidente a tentar a reeleição a ser derrotado. A diferença de votos foi a mais apertada da história: pouco mais de 2,1 milhões.

O petista já havia ocupado o cargo entre os anos de 2003 e 2011. Ele disputou a Presidência seis vezes desde a redemocratização do país, em 1989 — venceu três e perdeu três, uma vez para Fernando Collor e duas para Fernando Henrique Cardoso.

Em 2018, Lula ficou fora da corrida presidencial após ficar preso por 580 dias pela Operação Lava Jato, acusado de participação em um esquema de corrupção na Petrobras. Os processos que implicaram em sua ida à cadeia acabaram posteriormente anulados pelo Supremo Tribunal Federal (STF), que declarou a suspeição do ex-juiz Sergio Moro e firmou a incompetência da 13ª Vara Federal de Curitiba.

De volta à cena eleitoral para a disputa de 2022, Lula formou coligação com nove partidos (a maior desta eleição) e escolheu como vice um dos seus principais adversários dos últimos anos: o ex-governador de São Paulo e fundador do PSDB Geraldo Alckmin, agora filiado ao PSB.
Lula vence Bolsonaro no segundo turno (ALICE VERGUEIRO/ESTADÃO CONTEÚDO

No segundo turno, Lula atraiu o apoio dos principais candidatos à Presidência que ficaram pelo caminho. Simone Tebet (MDB), que terminou o primeiro turno em terceiro lugar, com 4,2% dos votos totais, se engajou na campanha. Diferentemente de Ciro Gomes (PDT), quarto colocado no primeiro turno. Ele também declarou apoio a Lula, ao seguir a orientação do partido, mas se manteve ausente da campanha.

Entre as promessas feitas por Lula e Alckmin durante a campanha estão a ampliação e reestruturação do Bolsa Família e a isenção de imposto de renda para trabalhadores que ganham até R$ 5 mil, além de uma reforma tributária que simplifique impostos e aumente a taxação dos mais ricos.

QUEM É LULA?

Luiz Inácio da Silva, que décadas depois incorporaria o apelido de Lula oficialmente ao nome civil, emergiu na cena política nacional ao liderar o Sindicato dos Metalúrgicos de São Bernardo do Campo e Diadema e por ser um dos fundadores do Partido dos Trabalhadores. Em abril de 1980, meses após a aprovação da Lei da Anistia (1979) — ainda sob a ditadura militar —, cerca de 140 mil trabalhadores da região do ABC Paulista participaram de uma greve organizada pelos sindicatos locais, inclusive o presidido por Lula.

No terceiro dia de greve, o governo federal, sob o comando do general João Figueiredo, afastou os dirigentes dos sindicatos e Lula foi preso em sua casa, em São Bernardo do Campo (SP). A informação foi imediatamente repassada à imprensa pelo bispo católico Dom Paulo Evaristo Arns, que apoiava movimentos de combate à ditadura. Lula passou 31 dias, seis dos quais em greve de fome, na carceragem do Departamento de Ordem Política e Social (Dops), enquadrado na Lei de Segurança Nacional.

Nascido em 1945 no município de Caetés (PE), à época um distrito de Garanhuns (PE), Lula emigrou aos sete anos com seis irmãos e a mãe, chamada Eurides e conhecida como Dona Lindu, em direção a Santos (SP). A família mudou-se em seguida para o município de Guarujá (SP), onde Aristides Inácio da Silva, pai de Lula e das outras crianças, havia estabelecido uma nova família.

Em 1955, Lindu se separou definitivamente do marido e foi com os sete filhos para a capital paulista, dividindo uma casa no bairro do Ipiranga com outras famílias. Foi em São Paulo que Lula arranjou o primeiro emprego, em 1960, aos 15 anos, como office boy em uma empresa de armazenamento e logística chamada Colúmbia. Em seguida foi trabalhar como aprendiz de torneiro mecânico na Parafusos Marte. A partir de um convênio da empresa com o Senai (Serviço Nacional de Aprendizado Industrial), Lula foi aprovado no curso profissionalizante com duração de três anos.

“Acho que foi a primeira vez que eu alcancei a cidadania, porque, fora do Senai, a vida era muito dura e no Senai a gente tinha o aventalzinho da gente, a gente tinha comida na hora certa, de boa qualidade, tinha café, tinha futebol de salão, tinha basquete”, recordaria Lula décadas depois, em entrevista ao jornalista Fernando Morais, autor de “Lula — Biografia, Volume 1” (Cia. das Letras), publicada em 2021. O livro foi a principal fonte das informações biográficas citadas até aqui, todas referenciadas em fontes primárias.

Durante os anos 1970, como dirigente sindical, Lula se notabilizou por dar declarações de ojeriza a políticos e à política em geral. “Detesto política e quem gosta de política”, disse ele certa vez. Essa posição começou a mudar em 1978, quando Lula fez campanha no ABC Paulista pelo então professor universitário Fernando Henrique Cardoso, do MDB, que concorria ao Senado Federal. FHC acabou eleito suplente de Franco Montoro e assumiu o cargo em 1983, quando Montoro foi eleito governador paulista. A história de amor e ódio entre petistas e tucanos é narrada no Podcast Petecanos.

CARREIRA POLÍTICA

Na segunda eleição que disputou, em 1986, Lula foi eleito deputado federal constituinte por São Paulo — para participar da elaboração da Constituição Federal de 1988 —, com a maior votação da história até aquele momento. Desde então, três deputados quebraram o recorde: Enéas Carneiro, Tiririca e Eduardo Bolsonaro, o filho do presidente Jair Bolsonaro é o atual recordista ao receber 1,8 milhão de votos em 2018.

Em 1989, Lula disputou a primeira das seis eleições presidenciais a que concorreu até agora. No primeiro turno, ficou na segunda colocação, à frente do pedetista Leonel Brizola, por uma diferença de menos de 500 mil votos, o que representou 17,18% dos votos válidos para Lula contra 16,51% para Brizola. O candidato Fernando Collor de Mello passou para o segundo turno como o mais votado, com 30,47% dos sufrágios.

Lula e Collor se enfrentaram em dois debates televisivos no segundo turno, promovidos e transmitidos simultaneamente, ao vivo, por quatro emissoras. No entanto, um compacto apresentado no dia seguinte no Jornal Nacional, da Globo, concedeu 1 minuto e meio a mais de cobertura a Collor, com uma edição que o PT questionou na Justiça Eleitoral. Décadas depois, a emissora admitiu ter cometido erros naquela ocasião.

Collor saiu vitorioso, com 35 milhões de votos (53,03%) contra 31 milhões (46,97%) a Lula. Derrotado, o petista voltou à Câmara dos Deputados, onde permaneceria até 1991.

Com o sucesso do Plano Real, que estabilizou a inflação do país após décadas de tentativas fracassadas — e ao qual o PT havia sido contrário —, o ministro da Fazenda de Itamar Franco, Fernando Henrique Cardoso, que havia deixado o MDB para fundar o PSDB, cacifou-se como favorito para vencer a disputa eleitoral pela Presidência da República em 1994. FHC saiu vencedor no primeiro turno, com 54,24% dos votos válidos. Lula foi o mais votado no Rio Grande do Sul e no Distrito Federal, somando 27,07% do total dos votos. O terceiro colocado foi Enéas Carneiro.

Em janeiro de 1997, o Congresso Nacional aprovou uma proposta de emenda constitucional que autorizou a possibilidade de reeleição a ocupantes de cargos dos Executivos municipal, estadual e federal — o que beneficiou FHC. Em 1998, Fernando Henrique Cardoso se tornou o primeiro presidente da República reeleito democraticamente, em primeiro turno, com 53,06% dos votos. Lula ficou em segundo, com 31,71%, e Ciro Gomes — ex-ministro do governo tucano — em terceiro, com 10,97%.

Governos anteriores de Lula

Em 2002, Lula adotou como estratégia eleitoral, a construção da imagem de um político moderado, uma mudança fundamental em relação às outras campanhas presidenciais que havia feito até então.

Entre outras decisões, fazem parte dessa construção a escolha do candidato a vice — o empresário José Alencar Gomes da Silva (1931–2011), fundador da gigante têxtil Coteminas —, a publicação da Carta ao Povo Brasileiro e a escolha de Antonio Palocci, que mantinha boa interlocução com o meio empresarial, para o cargo de ministro da Fazenda. Era o “Lulinha Paz e Amor”.

O petista recebeu 46,44% dos votos no primeiro turno, com José Serra em segundo (23,19%), Anthony Garotinho em terceiro (17,86%) e Ciro Gomes em quarto (11,97%). Serra havia sido ministro da Saúde de FHC e foi escolhido como candidato tucano apesar de o então presidente ter declarado que o governador do Ceará, Tasso Jereissati, seria “um melhor candidato”. No segundo turno, Garotinho e Ciro anunciaram apoio ao PT, e Lula venceu com 61,27% dos votos, a maior votação percentual que um candidato à presidência recebeu na história.

Em junho de 2005, o então deputado Roberto Jefferson, ex-aliado de Lula que se tornara opositor, declarou em entrevista à jornalista Renata Lo Prete, da Folha de S.Paulo, que o governo pagava mesadas de R$ 30 mil a deputados da base aliada para que votassem de acordo com os interesses do governo. “Esse dinheiro chega a Brasília, pelo que sei, em malas”, disse Jefferson. “Eu digo: sou contra.”

O caso que ficou conhecido como Mensalão é o principal escândalo de corrupção do governo Lula e se tornou a Ação Penal 470, que seria julgada pelo STF a partir de 2012, reunindo mais de 50 mil páginas. Lula não foi réu no Mensalão e declarou que não sabia de nada.

Em 2006, o petista ampliou sua coalisão e concorreu à reeleição com o apoio do PMDB do Senado, ao lado de senadores como Renan Calheiros, Eunício Oliveira, Valdir Raupp e de deputados do partido como Michel Temer — que foi presidente da Câmara em três mandatos —, Henrique Eduardo Alves e Eduardo Cunha.

O principal candidato de oposição foi o então governador paulista, Geraldo Alckmin, então no PSDB, e agora vice de Lula. Apesar das denúncias contra o PT, Lula foi reeleito no segundo turno com 60,83% dos votos válidos, após ter chegado próximo de vencer no primeiro turno, quando recebeu 48,61%.

Soltura, suspeição de Moro e volta de Lula à política

Lula deixou a Superintendência da Polícia Federal em Curitiba em 8 de novembro de 2019, após ficar 580 dias preso. “Eu saio daqui sem ódio. Aos 74 anos meu coração só tem espaço para amor porque é o amor que vai vencer neste país”, ele afirmou, em discurso ainda no local. O petista foi beneficiado por uma decisão do Supremo Tribunal Federal que concluiu que a prisão só pode ocorrer após o trânsito em julgado, e não após condenação em segunda instância, revertendo entendimento que o próprio tribunal havia adotado em 2016.

Em abril de 2021, Moro deixou o governo Bolsonaro e acusou o presidente da tentar interferir politicamente na Polícia Federal. A acusação virou um inquérito que até hoje está em andamento no Supremo Tribunal Federal. Naquele mês, o plenário do tribunal formou maioria para decidir que o juiz havia atuado de forma parcial nos processos envolvendo o ex-presidente Lula. O tema terminou de ser julgado em março, e a 2ª Turma do STF decidiu pela suspeição de Moro por 3 votos a 2. Todos os processos envolvendo Lula foram extintos ou arquivados, seja por falta de provas ou devido a prazos de prescrição.

(Do Portal JOTA)

Coluna SEXTA DE NARRATIVAS – Coluna SEXTA DE NARRATIVAS – MEU AMIGO BABÁ, UM CAÇADOR E MÚSICO INFALÍVEL

Osmar Pereira de Moraes, conhecido no Povoado LARANJEIRAS e nas redondezas, como dizia o meu Avô Ângelo Pio Passos, por BABÁ, tendo em vista que era o irmão mais velho de um Grupo de OITO, filhos do Casal Raimunda Furtado Passos e Zacaria Pereira de Moraes. BABÁ é filho do seu Zacaria e da sua primeira esposa já falecida na época. Em virtude de ser o mais idoso dos seus irmãos e também muito ligado a mim e ao meu mano Wilson, ele era o nosso guia nas brincadeiras no Rio Preto, que na minha infância era perene desde a sua nascente no povoado Angelim, nos jogos de Futebol de Campo - eu jogava e era um temido Lateral direito que fazia gol - nas passarinhadas e até caçadas de Veados, de Tatus, de Tatuchinas, de Pacas, de Cotias e de Mambiras.
Era uma diversão muito lucrativa.


Babá também foi o nosso INSTRUTOR quando adquirimos a nossa primeira bicicleta, já que Papai só sabia andar na garupa. Também nos ensinou a atirar de espingarda bate bucha e de baladeira, ele era exímio atirador. Acertava Nambus, Juritis, Jacus, Rolinhas, Jaçanãs Periquitos e Maracanãs em pleno voos. Nos ensinou também a pescar de tarrafa, de jequi, de cofo, de anzol e de facho à noite.


Quando saíamos para passarinhar, caçar ou pescar, Mamãe e Tia Diquinha, a mãe dos primos e madrasta de Babá, que ele a chamava de Mamãe, já sabiam que teria novidade no almoço ou no jantar. Nunca falhamos, graças às habilidades do nosso ÍDOLO Babá. No Festejo de Sant'Ana, antes da nossa primeira bicicleta MERCKSUISSE, alugávamos bicicletas do PACOTE, um grande Ciclista buritiense, sobre o qual eu já escrevi, e o Babá era quem as pilotava, conosco na Garupa, os menores iam um na Garupa e outro no varão. Era um Passeio espetacular, para nós e Babá nunca demonstrava sinais de cansaço, era forte e bondoso. Com a sua dedicação a nós, ganhava além da nossa amizade, o agradecimento, admiração e um pirulito, um copo de Garapa de cana de açúcar com pão da garapeira do seu Ademar, ou uma Rodada no Carrossel do seu João Queiroz, que também já foi tema desta Coluna.


O Babá, além desses atributos, era um Caçador de corações das garotas e até de senhoras que derramavam a água da bacia, como falava o meu Pai, em relação às casadas infiéis. Teve várias namoradas, inclusive uma Afilhada de Papai e de Mamãe e minha comadre de Fogueira, que morou por alguns anos em nossa Casa, a Lourdinha. Ele a ajudava Pilar Arroz no Pilão e, com isso angariava a estima dela e vários favores, como recompensa. Possuía ainda outros dois dotes que encantava a todos: assobiava muito bem e tocava com uma folha de tangerineira nos lábios imitando um Clarinete, fazia festas e aprendeu também tocar Violão. Cantei muitas vezes acompanhado por ele nesse instrumento.


Foram muitos anos desempenhando essas atividades, até que decidiu casar-se, passando a ser um homem sério, dizia ele. Trabalhador rural lutou e conseguiu comprar uma pequena propriedade limitando-se com o Povoado LARANJEIRAS, onde fixou residência e produziu muitas benfeitorias e alimentos, além de vários filhos . Hoje, com seus 82 anos de vida, aposentado, ainda trabalha.


De CAÇADOR, virou Protetor de Aves e Animais silvestres não permitindo que seus filhos matassem nenhum desses viventes, para os quais instalou bebedouros e área de alimentação, que ele mesmo cuida com muito CARINHO e respeito pela Natureza Criadora. Somos compadre também de Fogueira, entretanto é como se fôssemos CUMPADE D'ALMA, segundo ele diz. Sempre que visito LARANJEIRAS, eu passo na sua residência para um ABRAÇO e relembrarmos o nosso passado com saudade e boas gargalhadas.


Meu amigo e Ídolo BABÁ, pelo desvelo e AMIZADE que VOCÊ teve comigo, com os meus irmãos, com o meu Pai e com a minha Mãe, eu o HOMENAGEIO com o Título SIMBÓLICO de OSMAR PEREIRA DE MORAES, UM HERÓI ESPECIAL LARANJEIRENSE DA MINHA INFÂNCIA.

SOBRE O AUTOR

É buritiense, ardoroso amante da sua terra, deu seus primeiros passos no velho Grupo Escolar Antônia Faria, cursou o Ginásio Industrial na Escola Técnica Federal do Maranhão e Científico no Liceu piauiense e no Liceu maranhense, bacharelou-se em Direito pela Faculdade de Direito/UFMA, é advogado inscrito na OAB/MA, ativo, Pós-graduado em Direito Civil, Direito Penal e Curso de Formação de Magistrado pela Escola de Magistrados do Maranhão, Delegado de Polícia Civil, Classe Especial, aposentado, exerceu todos os cargos de comando da Secretaria de Segurança Pública do Maranhão, incluindo o de Secretário. Detesta injustiça de qualquer natureza, principalmente contra os pobres e oprimidos, com trabalho realizado em favor destes, inclusive na Comarca de Buriti.

RÁDIO BARRA NOVA FM : Entrevista exclusiva com o Presidente Municipal do PT Aliandro Borges

Confira abaixo a entrevista exclusiva com o Presidente Municipal do PT, Aliandro Borges, concedida à RÁDIO BARRA NOVA FM. 

 

 Baixe agora mesmo o aplicativo da rádio Barra Nova FM 98.1Mhz - Buriti (MA).Baixe agora na Google Play:
 
Se você tem iPhone pode ouvir a entrevista na Barra Nova FM diretamente no aplicativo RadiosNet, baixe agora e pesquise pelo nome da rádio.
Clique no link para baixar 👇🏼
 #OuvirRadio http://l.radios.com.br/r/67563

NOTA DE PESAR PELO FALECIMENTO DO SENHOR RAIMUNDO ALVAS DA SILVA

É com muito pesar que comunicamos o falecimento do buritiense RAIMUNDO ALVAS DA SILVA, aos 50 anos, ocorrido no último sábado 22 de outubro de 2022. Segundo familiares, ele morreu de infarto, na Rua Ailton Carvalho, em Buriti-MA, e o corpo foi achado somente ontem (24/10) em sua cama.

Nascido em 8 de novembro de 1971,  o Sr Raimundo Alves era motorista e mecânico, com 34 anos de atuação.  Casado com Romana Alves Amorim, ele partiu deixando ainda 2 filhos e 3 netos.

 O velório ocorre na Rua João Roberto e enterro será às 14 horas.

  PESAR DO REDATOR-CHEFE DO CORREIO BURITIENSE

Minhas condolências à sua família e amigos. Rogo para que, neste momento de dor, Deus conforte e console o coração de todos.

 

Coluna SEGUNDA ANÁLISE - O HOMEM E SEU AUTOMÓVEL

  *Por Anaximandro Silva Cavalcanti

O HOMEM E SEU AUTOMÓVEL

Todo trânsito supõe deslocamento de pessoas e veículos e todo deslocamento se realiza através de "comportamentos". Quando falamos de trânsito, as pessoas logo pensam em carros e motos, excluindo os pedestres, como se estes não fizessem parte do trânsito. Todo mundo na sociedade moderna participa do trânsito, os bebês empurrados nos carrinhos, as crianças que brincam com velocípedes na praça, adolescentes com skates, patinetes ou bicicletas, além dos idosos na faixa de pedestres com sua dificuldade de enxergar e reagir.

 

Além de todos esses níveis de idade com suas características específicas de comportamento, há os diversos tipos de veículos conduzidos. Há o motorista domingueiro, o que passou ontem pelo exame de habilitação ou o outro que comprou sua CNH. Ao lado deles há o motorista superexperiente, com mais de 30 anos de direção, e outro com mais tempo ainda, porém já idoso e com movimentos, audição e equilíbrio comprometidos.

 

Existe ainda uma infinidade de tipos de personalidades: o apressadinho, o orgulhoso, o agressivo, o indiferente, o zombador, o nervoso, etc. Essas nuanças deixam o trânsito um ambiente fértil para os mais diversos surtos de comportamento agressivo. Volta e meia somos surpreendidos por um veículo cruzando repentinamente à nossa frente sem sinalizar, e o mais interessante é que boa parte deles são modelos caros, supostamente conduzidos por pessoas que tiveram acesso à cultura e educação.

 

Isso tudo gera uma descarga de adrenalina, a cada cortada, a cada freada, a cada semáforo, a cada buraco – e em nossas cidades são vários. Essa descarga de adrenalina ocorrendo com frequência e por períodos prolongados gera um stress que se torna devastador. Cada batida do coração com a pressão sanguínea acima do normal cobra um preço das artérias. A mucosa do intestino fica vulnerável ao aparecimento de úlceras. A inundação de hormônios causa mau humor, ansiedade, irritabilidade. Um deles, o cortisol, permanece muito tempo em circulação e se transforma numa toxina que mata neurônios causando lapsos de memória.

 

Trancado em seu carro, impotente a esses fatos, a pessoa pouco a pouco vai perdendo o controle e explode em atos de agressividade, que podem se resumir a passar pelo sinal fechado, não dar passagem a um, trancar outro e, em situações mais extremas, atropelar alguém.

 

Para muitos o carro deixa de ser apenas um meio de transporte: segundo a psicanálise, o homem está profundamente imbuído do anseio de provar constantemente à mulher que ama, a todas as outras mulheres e a todos os outros homens, que ele é um vencedor, que é o melhor. Tenta provar isso adquirindo "símbolos", geralmente um bem material que invoca uma imagem de poder e status, e nenhum outro passa uma imagem de poder e sucesso como um belíssimo carro 3.0 do ano. Temos na sociedade alguns adágios que comprovam isso, e o meu favorito é: "Um Corolla abre portas".

 

O problema é, que em muitos casos, o carro passa a ser um prolongamento do corpo, e principalmente da psique da pessoa. Então aquela pessoa frustrada e franzina que adquiriu uma pick-up 3.0 238 cv., de forma inconsciente estar querendo passar a mesma imagem de seu carro, robustez, potência, desempenho e força. Mas aí aparecem as leis de transito que os proíbem de mostrar o quanto seu carro é veloz, aparecem os semáforos, e toda aquela alegria se torna em frustração.


BURITIENSE É MORTO POR BANDIDOS ARMADOS QUE INVADIRAM UMA CONFRATERNIZAÇÃO EM SÍTIO, NA ZONA RURAL DE SÃO LUÍS

Ação criminosa aconteceu na noite desse domingo 23/10 no bairro Mato Grosso; vítima foi identificada como José Carlos de Oliveira, de 37 anos.


 Cerca de sete bandidos, ainda não identificados, roubaram e mataram um homem na noite desse domingo 23/10, durante uma confraternização que estava acontecendo em um sítio localizado no bairro Mato Grosso, na zona rural de São Luís. A vítima foi identificada como José Carlos de Oliveira, de 37 anos.


O CORREIO apurou que a vítima é buritiense, com familiares do povoado Paulo, próximo do Baixão do Cedro, zona rural de Buriti-MA, localidade para qual o corpo será levado.


Cerca de sete bandidos, ainda não identificados, roubaram e mataram um homem na noite desse domingo 23/10, durante uma confraternização que estava acontecendo em um sítio localizado no bairro Mato Grosso, na zona rural de São Luís. A vítima foi identificada como José Carlos de Oliveira, de 37 anos.

(Do G1MA)

Coluna SEXTA DE NARRATIVAS – PAULINO LARANJEIRA, ESPECIALISTA EM APELIDOS


PAULINO ALVES FERREIRA, seu nome verdadeiro que eu conheci no povoado Laranjeira quando vivia a minha infância, era um cidadão oriundo do Povoado Barro Branco, primo ou irmão do Mestre Violonista Chico Laranjeira, que também conheci em Buriti, tocando com muita perfeição um Violão no período dos Festejos de Santana, no calçadão da IGREJA MATRIZ, cujo Show era transmitido pela Voz Paroquial, uma Amplificadora da Casa Paroquial buritiense muito potente, que alcançava toda a área urbana da cidade com a sua sonoridade.


Seu Paulino era muito extrovertido e brincalhão, compadre do meu Pai e gostava muito de Apelidar as pessoas, mas de um jeito todo especial, pois normalmente os apelidos se ajustavam a cada apelidado e ninguém se aborrecia com ele. Na verdade, a gente se divertia e os apelidos passavam se incorporar na vida do Povoado. Era o Galo Mago do Compadre Pio, um primo meu, que realmente era muito magro, embora se alimentasse muito bem, o Cu de Vaca Laranja do compadre Jaime, meu irmão mais Velho, a Raimundinha do Pé Seco, uma senhora casada, o Raimundo Pintor, um trabalhador de Papai, que um dia se embriagou e ficou Valente, sendo preso num quarto da nossa Casa para se acalmar, sofreu um crise diarréica e tentou jogar as fezes por uma pequena brecha no telhado, tendo sujado as paredes.


Quando melhorou da Tiquirada, foi descoberto e seu Paulino cravou nele imediatamente o Apelido de Raimundo Pintor e assim, quando este bebia, os seus amigos começavam a brincar com ele alertando-o : olha o quarto escuro do seu Jaime, Raimundo Pintor! Era uma risada geral, menos para o Raimundo Clemente, o apelidado pinguço.


Seu Paulino, mesmo com suas brincadeiras, não deixou inimigos. Sua casa era de paredes de Taipa e coberta de palhas de palmeira de babaçu. Um dia de inverno, uma lamparina rolou pelo chão e incendiou uma esteira também de palha de babaçueiro e passou para o teto da sua casa. Todos os moradores da região o socorreram, o salvaram e a sua Família, porém o teto da casa foi totalmente destruído. Ele contava o ocorrido de um jeito engraçado: cumpade Jaime, e a chuva chuvenu, e a Casa se queimando, paricia coisa do seprefute(diabo)! Todos ao seu redor sorriam muito. Papai pagou alguns trabalhadores, moderadores de Laranjeiras, para ajudarem a recompor a Casa do seu Paulino, que agradeceu muito a ajuda recebida.


Depois desse trágico episódio seu Paulino continuou residindo na minha Laranjeira e faleceu quando eu já estava estudando em São Luis. Ele ficou marcado na memória de todos os laranjeirenses que com ele conviveram e deixou SAUDADES.


Meu amigo PAULINO, por ter me Apelidado carinhosamente com o nome que a minha irmã Erinda quando pequena me batizou, LOLÓI, que eu nunca soube o que é, por nos ter presenteado com tanta alegria, com as suas saudáveis brincadeiras, eu o distingo com o TITULO HONORÍFICO de PAULINO ALVES FERREIRA, O BURITIENSE MESTRE ESPECIAL DOS APELIDOS.

SOBRE O AUTOR

É buritiense, ardoroso amante da sua terra, deu seus primeiros passos no velho Grupo Escolar Antônia Faria, cursou o Ginásio Industrial na Escola Técnica Federal do Maranhão e Científico no Liceu piauiense e no Liceu maranhense, bacharelou-se em Direito pela Faculdade de Direito/UFMA, é advogado inscrito na OAB/MA, ativo, Pós-graduado em Direito Civil, Direito Penal e Curso de Formação de Magistrado pela Escola de Magistrados do Maranhão, Delegado de Polícia Civil, Classe Especial, aposentado, exerceu todos os cargos de comando da Secretaria de Segurança Pública do Maranhão, incluindo o de Secretário. Detesta injustiça de qualquer natureza, principalmente contra os pobres e oprimidos, com trabalho realizado em favor destes, inclusive na Comarca de Buriti.

PREFEITO ARNALDO CARDOSO SE REÚNE COM SECRETÁRIO DE ESTADO DA SEGURANÇA PÚBLICA E PROTOCOLA REQUERIMENTO COM PEDIDOS DE MELHORIAS PARA BURITI-MA

Preocupado com a onda de criminalidade em Buriti-MA, o prefeito Arnaldo Cardoso se reuniu na manhã de ontem (20) com o secretário de Estado da Segurança Pública (SSP), Coronel Silvio Leite, com o objetivo de ampliar  parceria e tratar dos problemas ligados à segurança pública municipal. Ele estava acompanhado da coordenadora de Segurança Pública do município, Geridiane, e do chefe do setor de licitação  Audaenio.   

Na ocasião foi protocolado um requerimento no qual o Palácio Bernardo Almeida (Prefeitura Municipal) solicita o envio, em caráter de urgência, de 2 (dois) veículos (VTRs carro e motocicleta) e radiocomunicador para Destacamento de Polícia Militar (DPM), de uma reforma da Delegacia de Polícia Civil e da devolução de alguns PMs que atuavam no município de Buriti-MA e que agora estão em outras cidades.

O prefeito de Buriti-MA destacou que sua gestão sempre contribuiu da melhor forma possível com a Secretaria de Segurança Pública do Maranhão e agora, portanto, espera contar com o apoio dela para rever a situação de criminalidade no município. 

(Publipost/SECOM)

TSE aprova regra que acelera remoção e investigação de fake news das redes sociais

Redes sociais terão um prazo máximo de duas horas para que o conteúdo desinformativo seja retirado de circulação.

O Tribunal Superior Eleitoral aprovou, na manhã desta quinta-feira 20/10, uma nova resolução com o objetivo de conter a explosão do uso de desinformação para desequilibrar o debate no segundo turno das eleições presidenciais de 2022.

Pelo texto aprovado por unanimidade, toda decisão de exclusão de conteúdo falso ou injurioso poderá ser estendida de ofício para "outra situações com equivalência de conteúdo", sem a necessidade de uma nova representação judicial.

O objetivo é acelerar o combate às fake news e diminuir o tempo que as plataformas levam para excluir esse tipo de conteúdo.

Além disso, o texto acrescentou um veto inexistente na lei eleitoral: proibiu, nas 48 horas anteriores ao segundo turno e nas 24 horas posteriores, a veiculação de propaganda eleitoral paga pela internet, inclusive por monetização direta ou indireta.

A propaganda eleitoral já é proibida nessa janela de tempo, mas não havia previsão para as práticas como o impulsionamento de conteúdo na internet. Com a exponencial monetização de blogs e canais com conteúdo eleitoral, a corte achou por bem estender a proibição.

As medidas foram discutidas com representantes das principais redes sociais, em reunião feita com o presidente do TSE, ministro Alexandre de Moraes, na quarta-feira (19/10). Nesta quinta, ele vai se reunir com os advogados das campanhas de Jair Bolsonaro e Lula para abordar as mudanças e aparar as arestas.

Segundo Moraes, o segundo turno registrou aumento de 1.600% no volume de denúncias de desinformação encaminhadas às plataformas de redes sociais, em comparação com as eleições de 2020. Até o momento, mais de 130 conteúdos precisaram ser republicados com desmentidos e esclarecimentos.

Ele destacou que o combate à desinformação no primeiro turno foi satisfatório, mas mostrou preocupação na reta final das eleições. "Houve proliferação não só de noticias fraudulentas, mas da agressividade dessas notícias e de discurso de ódio que, sabemos todos, não leva a nada. Simplesmente leva á corrosão da democracia", disse.

(Do Conjur )

Ex-primeira-dama Ana Lúcia Frazão segue realizando um belo trabalho de assistência social no município de Buriti-MA

Entre as ações estão entrega de Kits de enxoval para bebês e cestas básicas  que têm beneficiado várias famílias.

A sensibilidade e  solidariedade da ex-primeira-dama Ana Lúcia Frazão têm se evidenciado com várias ações já realizadas no município de Buriti na área de assistência social, principalmente, com essa pandemia que tem desencadeado vários problemas e dificuldades, na área da saúde e alimentação, em muitas famílias buritienses.

Diante dessa situação, Ana Lucia Frazão, que já se destacou enquanto secretária de assistência social no munício, nos anos 90, aliás essa pasta ganhou corpo e identidade a partir da sua atuação,   tem sempre buscado parcerias e ajuda do Governo do nosso Estado para estar auxiliando nosso Município com doações de cestas básicas, kits para bebês, entre outras ações beneficentes.

“Ajudar ao próximo nos torna mais felizes e saudáveis. Quando ajudamos alguém, conhecido ou não, ficamos conectados ao mundo, contribuindo para uma sociedade mais justa e igualitária. E não é só com dinheiro que podemos ajudar, podemos doar nosso tempo, ideia e energia, se quer se sentir bem, faça o bem”, relato Ana Lúcia Frazão, após uma recente ação social.

A ajuda atinge várias famílias com vulnerabilidade social em  diversas localidades rurais, como Caninana e Santa Fé, e também na sede do município de Buriti-MA. Dentro das minhas possibilidades, independente de qualquer coisa, nunca deixei de ajudar, fazer o social”, disse a ex-primeira-dama.













Com criminalidade avançando em Buriti-MA, Prefeito Arnaldo Cardoso se reúne com autoridades para debater a segurança pública no Município

Em virtude do aumento da criminalidade em Buriti-MA, na manhã desta terça-feira 18/10, o prefeito Arnaldo Cardoso esteve em reunião com o Promotor de Justiça, Laécio Ramos do Vale , o delegado de Polícia Civil, Josemar Rocha, o comandante local da PM, Sargento Chagas, a Procurador do Município, Francivânia dos Anjos, representantes da Guarda Civil Municipal, da coordenadora de segurança do município, GCM Geridiane e de assessores do gabinete da prefeitura, para tratar dos problemas ligados à segurança pública municipal.

Durante a reunião foram apresentados os principais problemas relacionados à segurança pública do município, principalmente em relação aos crimes recentes que tem preocupado as autoridades, como roubos, latrocínios e tiroteios,  e a necessidade de tomada urgente de  providências para poder controlar essa situação do aumento da criminalidade.

Entre as medidas definidas estão o retorno do monitoramento por câmeras pelas ruas da cidade, qualificação dos profissionais de segurança, intensificação na fiscalização por parte dos órgãos competentes, entre outras que ajudarão a diminuir a criminalidade e garantir paz para população.

O prefeito Arnaldo Cardoso enfatizou durante a reunião  que já recebeu vários benefícios do governo estadual para auxiliar na segurança pública, como viaturas, motos e aparatos para ajudar na guarnição do município e que a prefeitura vai continuar com os esforços necessários para assegurar tranquilidade à população buritiense.

 (Publipost/SECOM)


BIOLAB - Rua Antônio Pereira Mourão, em frente ao HTB(Clínica)

PAINEL DO LEITOR - COMENTÁRIOS