ULTIMAS NOTÍCIAS
Carregando...

Coluna SEXTA DE NARRATIVAS - DELEGADO ISAÚ E UMA QUESTÃO GENÉTICA GRAVE

O Soldado ISAÚ, da Polícia Militar do Maranhão, era o instrutor das Escolas de Buriti nos anos de 1958/1959 e também o Delegado Chefe da Delegacia da nossa cidade, contando com um único Assistente, o Guarda Municipal LIGA, filho de dona Maria Clemente, irmão do Senhor Raimundo Clemente e do Pixuruca, nomeado pelo Prefeito, por acordo tácito ou apalavrado, como se dizia naquele tempo. RAIMUNDO QUELEMENTE, como era conhecido em LARANJEIRAS, Carranca, Espingarda, Mato Seco e demais Povoados vizinhos, estava em litígio extrajudicial com o seu conterrâneo e amigo TIÓFE, por causa de um Bebê Jumento nascido da Jumenta daquele em razão do Jumento Pastor de QUELEMENTE ter emprenhado a Jumenta de TIÓFE.

Entendia QUELEMENTE, que o filhote era dele, enquanto o seu amigo entendia o contrário, isto é, sendo dono da Jumenta, por direito, também o Jumentinho lhe pertencia. O meu Pai, amigo dos dois tentou explicar que não havia justificativa para estragarem uma AMIZADE antiga por uma bobagem, no entanto não conseguiu convencer os dois, terminando por encaminhar o caso para a Delegacia, alertando que se comportassem como gente de bem. Deu - lhes um bilhete para que apresentassem ao Delegado ISAÚ e eles foram para Buriti, cada um entendendo estar correto em relação ao caso.

Chegando à Delegacia, QUELEMENTE, entregou o bilhete ao Delegado, que os recebeu educadamente. O Soldado ISAÚ era realmente muito cordial com todos, embora enérgico, como instrutor e como autoridade policial temporária. Passou a ouvir a história de cada um, começando pelo senhor TIÓFE, que fez as suas colocações, explicando que eram amigos e que jamais pensou que pudessem se transformar em inimigos. Em seguida pediu que o QUELEMENTE se manifestasse, com calma.  Este iniciou dizendo que não queria brigar, mas afirmando que Côni Tá In Jógu u QUÉ Mêú, Ríruu Bíxuuu, I ÊXEE JUMÈNTU É MÊÚ, DELEGÁDUUU!

O DELEGADO ISAÚ, fez algumas ponderações, tentando acalmar os ânimos do QUELEMENTE, dizendo que a questão genética no caso não tinha reflexo no Direito, pois não se tratava de pessoas humanas e sim de um caso envolvendo animais irracionais que não tinham responsabilidades pelos seus atos. Foi o suficiente para que o QUELEMENTE elevasse mais o tom do seu discurso. Se levantou da cadeira e de pé disse o seguinte: Porrêu Rô Fazêê Ún-a IMPÓRICA PÚ SIN- Ô DELEGÁDU, RÂMU FARRÊ DI CONTÁ QUÍ Ú SIN- Ô ÉR ÚN- A JUMENTÁ I ÊÚ SÔ ÚM JIMÊNTUU! ÊÚ LHÍ IMPRÊN-Ú. DI QUÊM É JUMÊNTU, É MÊÚ Ô NUM ÉÉÉ?

O DELEGADO ISAÚ, um mulato, ficou PRETOOOO, deu uma tossidaaa, perdeu a calmaaa e também ficou de pé e GRITOU: É da Tua MÃE, seu PATIFEEEEE, e antes que ele continuasse, QUELEMENTE o interrompeu berrando: ÊEEEU NUN DISSE, SI É DA MIN- A MAN- E, É MÊEEEU, GAN- ÊEEI A QUEXTAN-U! O DELEGADO ISAÚ, ordenou ao Guarda LIGA que prendesse o QUELEMENTE e assim foi feito. Passados trinta minutos, o Delegado foi ao xadrez onde estava o QUELEMENTE e mansamente perguntou a ele: de Queeeem éééé ooo Jumentoooo? Ele respondeu também muitooo calmo: ÉR DU mêêu AMÍGUUU TIÓFEEE, SÊÊUU DELEGÁDUUUUUU!

ISAÚ chamou novamente o Guarda LIGA e mandou libertar o QUELEMENTE, que livre se dirigiu ao seu amigo TIÓFE e depois foram vistos tomando um quarteirão de Conhaque São João da Barra no Boteco do ZEMUNDICO no Mercado Público de Buriti e logo em seguida retornaram para as suas casas em Laranjeiras.

SOLDADO ISAÚ, eu o Homenageio com o Título de UM INSTRUTOR E DELEGADO ESPECIAL DE BURITI. RAIMUNDO QUELEMENTE, meu conterrâneo e amigo, eu o Distingo com o Título de AUTOR DA HIPÓTESE MAIS ENGRAÇADA DA HISTÓRIA POLICIAL DE BURITI!

SOBRE O AUTOR

É buritiense, ardoroso amante da sua terra, deu seus primeiros passos no velho Grupo Escolar Antônia Faria, cursou o Ginásio Industrial na Escola Técnica Federal do Maranhão e Científico no Liceu piauiense e no Liceu maranhense, bacharelou-se em Direito pela Faculdade de Direito/UFMA, é advogado inscrito na OAB/MA, ativo, Pós-graduado em Direito Civil, Direito Penal e Curso de Formação de Magistrado pela Escola de Magistrados do Maranhão, Delegado de Polícia Civil, Classe Especial, aposentado, exerceu todos os cargos de comando da Secretaria de Segurança Pública do Maranhão, incluindo o de Secretário. Detesta injustiça de qualquer natureza, principalmente contra os pobres e oprimidos, com trabalho realizado em favor destes, inclusive na Comarca de Buriti.

0 COMENTÁRIOS:

Postar um comentário

O comentário não representa a opinião do blog; a responsabilidade é do autor da mensagem. Ofensas pessoais, mensagens preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, ou ainda acusações levianas não serão aceitas. O objetivo do painel de comentários é promover o debate mais livre possível, respeitando o mínimo de bom senso e civilidade. O Redator-Chefe deste CORREIO poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.


Odonto Company Buriti - Rua da Bandeira, nº 25, salas 10 e 11, Centro.

BIOLAB - Rua Antônio Pereira Mourão, em frente ao HTB(Clínica)

PAINEL DO LEITOR - COMENTÁRIOS