"Não há pessoas nem sociedades livres, sem liberdade de expressão e de imprensa”.

Prefeitura Municipal de Buriti

RESPLANDES TRANSPORTES - Viagens Diárias

RESPLANDES TRANSPORTES - Viagens Diárias

VENDE-SE UMA FAZENDA - CLIQUE AQUI E SAIBA MAIS

ULTIMAS NOTÍCIAS
Carregando...

BOMBA - Prefeitura de Buriti e outras 16 compraram ambulâncias através de esquema criminoso no Maranhão, aponta investigação do MP e Policia Civil


O Ministério Público do Maranhão (MPMA) e a Polícia Civil realizaram na manhã de hoje, quarta-feira 13/11, em Santa Inês, a Operação Emplacamento. A 1a Vara Criminal do Termo Judiciário de São Luís determinou o cumprimento de mandados de busca e apreensão em quatro empresas e cinco residências no município.
Coordenaram a operação as unidades do Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas (Gaeco), bem como a Superintendência de Prevenção e Combate à Corrupção (Seccor) e a Superintendência de Polícia Civil da Capital (SPCC). Foram apreendidos computadores, aparelhos celulares e documentos, que serão submetidos à perícia e devidamente analisados.
O Inquérito Policial, instaurado pelo 2º Departamento de Combate à Corrupção (2º Deccor) em trabalho conjunto com o Gaeco, apura possível organização criminosa com atuação na venda de veículos, principalmente ambulâncias, para prefeituras do Estado do Maranhão, mediante fraude e provável desvio de verbas públicas, com a participação de empresários, despachantes e servidores públicos.

INVESTIGAÇÕES
As investigações apontaram que, em 2017, no emplacamento de veículos adquiridos pelas prefeituras, o despachante e sócio da empresa Santa Inês Emplacamentos, Élton Luís da Silva Lima, apresentava duas notas fiscais à Circunscrição Regional de Trânsito (Ciretran) em Santa Inês. Uma primeira nota consignava a venda do veículo para a empresa R L de Farias – RL Empreendimentos, cujo sócio responsável é Roberto Lima de Farias. A segunda nota registrava a revenda desta empresa para as prefeituras.
Apesar da existência de duas operações de compra e venda, Élton Luís da Silva Lima solicitava o registro e o primeiro emplacamento em nome das Prefeituras, o que era autorizado pelo Ciretran de Santa Inês. A operação era registrada no sistema informatizado como se a venda tivesse ocorrido diretamente do fabricante para as Prefeituras.
Em 2018, essa prática foi proibida pelo Departamento Estadual de Trânsito (Detran). Élton Luís da Silva Lima passou, então, a utilizar notas fiscais falsas para continuar obtendo o registro e o emplacamento diretamente em nome das Prefeituras, como se as vendas tivessem sido feitas pelos fabricantes.
Após a realização de diligências junto aos fabricantes, constatou-se que as vendas eram feitas, de fato, para as empresas F V dos Santos (Totalmax), R L Empreendimentos ou para pessoas físicas ligadas a elas. Os veículos eram posteriormente entregues às Prefeituras, com valores superiores aos que efetivamente haviam sido adquiridos.
De acordo com as informações prestadas pela Secretaria de Estado da Fazenda, as operações sugerem forte indício de supressão de crédito, pois a empresa R L Empreendimentos atua como locadora de veículos, gozando de benefícios fiscais, assim como Danielle Brito de Oliveira, Gustavo Henrique da Silva Gomes e Antônio Carlos dos Santos Martins Júnior, que tinham vantagens em razão do Convênio ICMS 51/00.
A empresa F Vieira da Silva também foi investigada e tinha o mesmo modus operandi. Klecyo Henrique de Matos Barrosera contador nesta empresa e na R L Empreendimentos.
Dentre as prefeituras que adquiriram veículos através desse esquema criminoso estão a de Bom Lugar, Pio XII, Anapurus, Buriti, Altamira do Maranhão, Tasso Fragoso, Santa Luzia, Mirador, Vargem Grande, Afonso Cunha, Esperantinópolis, Cedral, Bequimão, Araioses, Serrano do Maranhão, Cidelândia e Santa Luzia do Paruá.
                                     Fonte: CCOM - MPMA

11 comentários: Leave Your Comments

  1. Por isso que o Brasil está quebrado, é corrupção pra todo lado. Há um descrédito nos políticos, e não é à toa. Corruptos do dinheiro público são assasinos. Matam milhões de pessoas todos os dias em nome de interesses particulares.

    ResponderExcluir
  2. Em campanha, Naldo batista prometia que logo que fosse eleito construiria o hospital. Mas depois de três anos de eleito, sem que a promessa fosse realizada, o mesmo está envolvido em vários escândalos de corrupção, inclusive este.

    ResponderExcluir
  3. O naldo pode até esta envolvido neste escândalo das ambulâncias mais quando se refere ao hospital todos sabem que próprio governo que prometeu e simo naldo como apoiando o mesmo copiou a promessa do mesmo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A promessa foi do próprio Naldo, ele disse em várias ocasiões, que assim que assumisse iria iniciar a construção do hospital, era a sua prioridade. Inclusive, têm vídeos onde ele declara isso.

      Excluir
  4. Quero ver só o pipoco!!!!Naldo Batista não era o Santo kkkkkkkkkk!ladrões só era Neném e Rafael.....saude e Educação estão um lixo

    ResponderExcluir
  5. kkkkkkkkkkkkkkkk,Rindo muito.2020 se aproxima,senhor todo poderoso.nós colocamos, e nós tiramos.kkk

    ResponderExcluir
  6. NALDO,ARNALDO CARDOSO,RAFAEL,NENEN MOURÃO,FLORA E ZUCA TODOS IGUAIS,BRICA COMBINADAS PARA ENGANAR O POVO DE BURITI.TODOS LADRÕES E FARINHA DA MESMA SACA.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A MUSICA DA HORA QUE VAI ESTOURAR NA PRÓXIMA CAMPANHA ELEITORAL. CANTOR: NENEN MOURÃO O ESPANCADOR DA PISCINA...
      "EM 2012 EU LANCEI UMA CANETA, CANETA GORDA, GORDA CANETA, ME FERREI PEGUEI CANA, CANA PEGUEI,DEPOIS LANCEI UM POSTE, UM POSTE LANCEI E ME FERREI, AGORA VOU LANÇAR UM LÁPIS, INÚTIL LÁPIS, NUNCA TRABALHOU, PAGUEI O DIPLOMA MAS NA OAB NÃO PASSOU, SÓ ME RESTA ARRISCAR, PRA OUTRA CANA NÃO PEGAR E MINHAS DÍVIDAS PAGAR.

      Excluir
  7. A pior Câmara de vereadores que Buriti já teve. Não se aproveita um si quer

    ResponderExcluir

O comentário não representa a opinião do blog; a responsabilidade é do autor da mensagem. Ofensas pessoais, mensagens preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, ou ainda acusações levianas não serão aceitas. O objetivo do painel de comentários é promover o debate mais livre possível, respeitando o mínimo de bom senso e civilidade. O Redator-Chefe deste CORREIO poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.