"Não há pessoas nem sociedades livres, sem liberdade de expressão e de imprensa”.

ULTIMAS NOTÍCIAS
Carregando...

Entenda como a luz azul emitida pela tela do seu celular afeta sua vida

 Não importa a cor da imagem, a intensidade do brilho, saturação e tudo mais. A luz que sai das telas - seja do seu computador ou do smartphone - é conhecida sempre como “luz azul”. A gente aprendeu na escola: a luz é formada por espectros de infinitas cores. A chamada “luz azul” é só um intervalo visível da luz que nossos olhos enxergam.
   O ser humano está exposto à luz azul desde sempre, afinal o Sol é uma das principais fontes dela. Mas o que chama atenção e até preocupa é que mais recentemente nossos olhos estão cada vez mais pregados em fontes artificiais dessa luz azul; as telas! E isso não é muito interessante…
   Alguns estudos com animais apontam que a luz azul dos LEDs foi capaz de causar danos nas células da retina. A exposição exagerada provocou perda de células fotorreceptoras em macacos. E, pior: em ratos de laboratório, a iluminação LED foi prejudicial aos olhos até mesmo em níveis de exposição normais. Pouco se sabe ainda sobre os efeitos sobre nós, seres humanos. Mas pesquisadores da Universidade de Toledo, nos Estados Unidos, publicaram um estudo dizendo que, sim, a exposição crônica à luz azul pode aumentar o risco de desenvolvimento de degeneração macular e outros problemas relacionados à visão.
   Curioso é que esses danos variam de acordo com o horário. A intensidade dos efeitos nocivos é de três a quatro vezes maior durante a noite do que durante o dia - isso explica porque o Sol nunca foi assim tão vilão nessa história.
   Além de nos permitir enxergar, a exposição à luz regula nosso relógio biológico. Hoje em dia, muita gente reclama de dificuldade de dormir e mal sabe que esse problema pode estar diretamente ligado ao uso do celular; mais especificamente à luz azul emitida pela tela do aparelho. Isso mesmo, a luz azul é capaz de bloquear a produção da melatonina pelo organismo, o hormônio do sono. Durante o dia, tudo bem, a luz até nos ajuda a ficar acordados. Mas o uso durante a noite pode fazer com que o usuário perca o sono ou ainda durma mais leve e sem o devido descanso.
   A preocupação com a luz azul não é motivo para desespero de ninguém. Até porque, além dos problemas com o sono, nada é certo. Mas é bom estar sempre alerta. Exageros não são bons, nunca. Para garantir uma noite de sono melhor, principalmente para aqueles que não conseguem desgrudar do telefone até na hora de ir pra cama, muitos aparelhos já trazem a função de ativar um filtro que impede a emissão da luz azul de forma nativa. Se não for o caso do seu smartphone, já existe alguns aplicativos que oferecem a mesma função…
*Do site Olha Digital

0 COMENTÁRIOS:

Postar um comentário

O comentário não representa a opinião do blog; a responsabilidade é do autor da mensagem. Ofensas pessoais, mensagens preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, ou ainda acusações levianas não serão aceitas. O objetivo do painel de comentários é promover o debate mais livre possível, respeitando o mínimo de bom senso e civilidade. O Redator-Chefe deste CORREIO poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Seguidores