"Não há pessoas nem sociedades livres, sem liberdade de expressão e de imprensa”.

ULTIMAS NOTÍCIAS
Carregando...

Ouvido pela Câmara Municipal, gerente da agência BB em Buriti, cujo teto desabou recentemente, afirmou não ter previsão para retorno de funcionamento normal do banco na cidade


Com chuvas intensas, o teto da agência desabou no último dia 8 de março de 2019. (CLIQUE AQUI E RELEMBRE)
Convidado pela Câmara Municipal de Vereadores para esclarecer sobre a situação do funcionamento da Agência BB em Buriti, o gerente Francisco informou não tem previsão de quando a agência da cidade deve voltar a funcionar. Ele disse em sua fala que está fazendo o possível, mas que a situação não depende apenas dele, mas também de seus superiores.

Ao final, para minimizar as dificuldades dos clientes, ficou acertado que o banco instalará, em caráter de urgência, um posto de atendimento com caixas eletrônicos e funcionários pra atendimento ao público, para realização de transações financeiras, mais sem dinheiro nos caixas devido à insegurança e riscos.
A Câmara vai encabeçar uma grande mobilização para colher um abaixo-assinado e fazer um manifesto por escrito pra encaminhar à gerência executiva do Banco do Brasil, para assim pressionar pela construção de um novo prédio para agência da cidade. “Neste momento, a participação e colaboração todos os buritienses será fundamental”, afirmou o presidente da Câmara vereador Jorge do Sindicato (PDT).
O presidente da Câmara e os demais vereadores foram taxativos no sentido de que vão cobrar a superintendência do Banco do Brasil em São Luís para que seja resolvida essa situação o mais rápido possível, porque os comerciantes e, principalmente, a população de Buriti está perdendo muito sem o banco do Brasil funcionando normalmente.

SOBRE A ESCOLA ESTADUAL
Na sessão da sexta-feira 29, os vereadores também ouviram o representante da escola estadual CE Maria Luiza, professor Carlos Augusto, a cerca da demora no início das aulas.  Carlos Augusto informou que a previsão da conclusão da reforma da escola é somente em maio.  A demora tem prejudicado mais de 1.200 alunos que estudam o ensino médio na escola.
Quanto ao colégio estadual Maria Luiza, devida à demora, ficou acertado que a Câmara irá agendar uma reunião com a secretaria municipal de educação - Semed, o prefeito de Buriti e diretoria da escola do Estado para que seja cedido um prédio do município para início imediato das aulas, haja visto q a previsão de término da obra, será somente pra o mês de maio.
“Mesmo sendo uma responsabilidade do Estado, mas nós, como cidadãos e pais, devemos tomar posição diante dessa situação”, disse o presidente Jorge do Sindicato ao CORREIO BURITIENSE.

0 COMENTÁRIOS:

Postar um comentário

O comentário não representa a opinião do blog; a responsabilidade é do autor da mensagem. Ofensas pessoais, mensagens preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, ou ainda acusações levianas não serão aceitas. O objetivo do painel de comentários é promover o debate mais livre possível, respeitando o mínimo de bom senso e civilidade. O Redator-Chefe deste CORREIO poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Seguidores