"Não há pessoas nem sociedades livres, sem liberdade de expressão e de imprensa”.

ULTIMAS NOTÍCIAS
Carregando...

10 ANOS DA APA DOS MORROS GARAPENSES

Teve início no dia 4 de Abril, na cidade de Duque Bacelar, a abertura para as comemorações de 10 anos de criação da APA dos Morros Garapenses – Unidade de Conservação Estadual criada pelo Decreto 25. 087 de 31 de dezembro de 2008, abrangendo os territórios dos municípios de Buriti, Duque Bacelar, Coelho Neto e Afonso Cunha.


MAPA COM ABRANGÊNCIA GEOGRÁFICA DA APA DOS MORROS GARAPENSES.
Duque Bacelar por ser a cidade sede da APA dos Morros Garapenses as comemorações iniciaram por lá. Às seis da manhã houve alvorada com solta de fogos dos morros ao derredor da cidade que deram origem a área de proteção ambiental. Logo depois, às 9 horas, no auditório da Secretaria Municipal de Educação da cidade foi realizada a Iº Reunião Ordinária do CONAMG – Conselho da APA dos Morros Garapenses, órgão cogestor da Secretária de Estado de Meio Ambiente do Maranhão, responsável para ajudar o órgão estadual a cuidar da Unidade.
Gilson Rocha de Morais (Vice- Presidente) e Francisco Carlos Machado (Secretário Executivo do CONAMG) presidiram a reunião. No qual foi discutido a atual situação do processo do Plano de Manejo da APA; o momento de transição com a posse do novo secretário de Meio Ambiente, Rafael Ribeiro, e os outros eventos durante 2019 para comemorar os 10 anos da APA nas demais cidades que a compões, como Buriti (2º Encontro de Escritores, em Junho); Coelho Neto (Fórum de Educação Ambiental) e Afonso Cunha (1º Torneio de Futebol APA Morros Garapenses). Após essas discussões houve debates sobre o avanço da monocultura da soja em Buriti e uso de transgênicos na região, condenado pelo conselheiro Gilson de Morais (AGPA), e explicado a necessidade pelo Conselheiro Sérgio Sobel (APROSOJA). Depois foi concedida a palavra para a Secretária de Agricultura Santana da Silva, que expõe a parceria entre os grandes agricultores da APROSOJA através do Projeto “Safrinha”, “Apadrinhamento Rural”, onde o grande fazendeiro ajudam os pequenos agricultores de Buriti – no débito social e ambiental - que tem, contribuindo com máquinas, adubos e insumos. Segundo Santana, o projeto inicial com seis famílias (com 22 hectares), agora abrange mais de 100 hectares, em campos coletivos.

Após a reunião, os Conselheiros e convidados deram parabéns a APA e degustaram o delicioso bolo feito para a data.

TARDE
As comemorações continuaram durante a tarde, às 16 horas, com as Sessões Solenes na Câmara Municipal de Duque Bacelar, tendo a participação dos vereadores da cidade e Coelho Neto; o prefeito e vice-prefeito de Duque ambientalistas, conselheiros do CONAMG, além de representantes do SEMA, do Centro de Pesquisa e História Natural e Arqueologia do Maranhão, Centro Social Kerigma e o tenor Mauro Reis da Universidade Federal do Maranhão, que cantou o Hino Nacional. Diversas autoridades se manifestaram e exaltaram a importância dos quadros municípios e seus representantes se unirem através da APA para acontecer o desenvolvimento sustentável da região, as parcerias nas áreas sócios culturais e ambientais.


NOITE
Na noite, o evento mais esperado, a Celebração Ecumênica de agradecimento a Deus pela criação da APA, tendo a presença do pastor batista Cipriano Pereira e da irmã Henriqueta Santos, da congregação dos Salvatorianos e das lideranças politicas, civis, ambientais e educativas dos municípios de Buriti, Coelho Neto e Duque Bacelar e a população em geral, evento que aconteceu no Ginásio José de Ribamar Oliveira. Depois de diversos discursos, marcantes os do prefeito de Duque Bacelar e do ambientalista Francisco Carlos, foram condecoradas com a “Comenda  Honra ao  Mérito  Ambiental  Morros Garapenses”, emitido pela SEMA e CONAMG a instituições e pessoas das citadas cidades que formam a APA dos pela colaboração a criação e gestão da APA dos Morros Garapenses durante os 10 anos de sua existência.

0 COMENTÁRIOS:

Postar um comentário

O comentário não representa a opinião do blog; a responsabilidade é do autor da mensagem. Ofensas pessoais, mensagens preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, ou ainda acusações levianas não serão aceitas. O objetivo do painel de comentários é promover o debate mais livre possível, respeitando o mínimo de bom senso e civilidade. O Redator-Chefe deste CORREIO poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.