"Não há pessoas nem sociedades livres, sem liberdade de expressão e de imprensa”.

(1º Princípio da Declaração de Chapultepec)

Visualizações desde 31 de Julho de 2009

COMO VOCÊ AVALIA OS 100 PRIMEIROS DIAS DA GESTÃO NALDO BATISTA?

IMPOSTOS MUNICIPAIS ARRECADADOS PARA BURITI-MA

Confraternização da Amib

Confraternização da Amib

terça-feira, 12 de setembro de 2017

1

PF RETRATA TEMER COMO CHEFE DO 'QUADRILHÃO DO PMDB' E QUE ELE RECEBEU R$ 31,5 MILHÕES

Compartilhe:

Print Friendly and PDF


Em relatório encaminhado na segunda-feira 11 ao Supremo Tribunal Federal (STF), a Polícia Federal afirmou que Michel Temer recebeu R$ 31,5 milhões de vantagens por participar do chamado "Quadrilhão do PMDB", organização criminosa formada por políticos, que atuou na Petrobrás e na administração federal.
O relatório da investigação, que teve início em 2015, era aguardado pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot, para finalizar a segunda denúncia contra o presidente Michel Temer.
Segundo a PF, além de Michel Temer, também integram a organização criminosa dentro do PMDB: os ex-presidentes da Câmara EDUARDO CUNHA e HENRIQUE EDUARDO ALVES; o ex-ministro GEDDEL VIEIRA LIMA; e os ministros MOREIRA FRANCO e ELISEU PADILHA.
De acordo com a PF, Temer possuía poder de decisão do PMDB da Câmara para indicar pessoas para cargos estratégicos e também para fazer a articulação com empresários beneficiados nos esquemas e receber valores de doações eleitorais.
A investigação mostrou, no entendimento da PF, que na organização hierárquica do PMDB da Câmara Temer seria uma figura semelhante a Eduardo Cunha. Para os investigadores, enquanto Cunha desenvolvia a parte obscura das negociações, Temer tinha como função oficializar os atos praticados pelo ex-deputado atualmente preso em Curitiba. 
Ao quantificar a vantagem indevida que Temer teria recebido, a PF elenca R$ 31,5 milhões, sendo R$500 mil por meio de Rodrigo Rocha Loures, R$ 10 milhões da Odebrecht, R$ 20 milhões do contrato PAC SMS da diretoria de Internacional da Petrobras e R$ 1 milhão entregue ao coronel João Baptista Lima Filho, amigo do peemedebista.
"De forma consistente, foi apontado como uma das figuras centrais beneficiadas em pagamentos pelo Grupo JBS, inclusive com possível recebimento de R$ 500.000,00 (quinhentos mil reais), por intermédio do ex-deputado federal e ex-assessor Rodrigo da Rocha Loures", diz outro trecho do relatório.
A Polícia Federal incluiu em seu relatório sobre a atuação do chamado "quadrilhão do PMDB" dois organogramas para ilustrar a atuação de Michel Temer como líder da organização criminosa formada pelo PMDB da Câmara. 
Ao melhor estilo do Power Point de Deltan Dallagnol, coordenador da Lava Jato na Procuradoria em Curitiba, a PF indica flechas para Temer, ao lado do ex-deputado Eduardo Cunha (RJ), no comando da "gestão do núcleo político" de uma suposta organização criminosa formada pela legenda na Câmara.
← Anterior Proxima → Página inicial

1 COMENTÁRIOS:

  1. Socorro, salve-me. S.O.S, mamãe,... roubaram meu sonho, mas não a esperança, furaram meus votos que depositei patrioticamente ,mas continuo e

    ResponderExcluir

O COMENTÁRIO NÃO REPRESENTA A OPINIÃO DO BLOG; A RESPONSABILIDADE É DO AUTOR DA MENSAGEM. OFENSAS PESSOAIS, MENSAGENS PRECONCEITUOSAS, OU QUE INCITEM O ÓDIO E A VIOLÊNCIA, OU AINDA ACUSAÇÕES LEVIANAS NÃO SERÃO ACEITAS. O OBJETIVO DO PAINEL DE COMENTÁRIOS É PROMOVER O DEBATE MAIS LIVRE POSSÍVEL, RESPEITANDO O MÍNIMO DE BOM SENSO E CIVILIDADE.

Usuários on-line


usuários online