"Não há pessoas nem sociedades livres, sem liberdade de expressão e de imprensa”.

(1º Princípio da Declaração de Chapultepec)

Visualizações desde 31 de Julho de 2009

COMO VOCÊ AVALIA OS 100 PRIMEIROS DIAS DA GESTÃO NALDO BATISTA?

IMPOSTOS MUNICIPAIS ARRECADADOS PARA BURITI-MA

segunda-feira, 21 de agosto de 2017

5

PROFESSORA É ESPANCADA POR ALUNO DE 15 ANOS E DESABAFA: “ESTOU DILACERADA”

Compartilhe:

Print Friendly and PDF


Em seu relato nas redes sociais, a professora diz que a agressão aconteceu em uma escola do município de Indaial, em Santa Catarina; "Estamos, há anos, sendo colocados em condição de desamparo pelos governos. A sociedade nos desamparou", desabafou.
A violência, definitivamente, invadiu as salas de aula. No município de Indaial, em Santa Catarina, a professora Marcia Friggi foi brutalmente agredida por um de seus alunos, de apenas 15 anos, nas dependências da escola. Indignada com o fato, ela resolveu desabafar em sua página do Facebook. Marcia resumiu seu sentimento em uma palavra: "Dilacerada". O depoimento dela foi o seguinte:
“Estou dilacerada”. Aconteceu assim: Ele estava com o livro sobre as pernas e eu pedi:
– Coloque seu livro sobre a mesa, por favor.
– Eu coloco o livro onde eu bem quiser.
– As coisas não são assim.
– Ahhh, vai se foder.
– Retire-se, por favor.
Ele levantou para sair, mas no caminho jogou o livro na minha cabeça. Não me feriu, mas poderia. Na direção eu contei o que tinha acontecido. Ele retrucou que menti e eu tentei dizer:
– Como, menti? A sala toda viu... Não deu tempo para mais nada.
Ele, um menino forte de 15 anos, começou a me agredir. Foi muito rápido, não tive tempo ou possibilidade de defesa. O último soco me jogou na parede. Estou dilacerada por ter sido agredida fisicamente. Estou dilacerada por saber que não sou a única, talvez não seja a última. Estou dilacera por já ter sofrido agressão verbal, por ver meus colegas sofrerem. Estou dilacerada porque me sinto em desamparo, como estão desamparados todos os professores brasileiros.
“Estamos, há anos, sendo colocados em condição de desamparo pelos governos. A sociedade nos desamparou. A vida... Lembrei dos professores do Paraná que foram massacrados pela polícia, não teve como não lembrar. Estou dilacerada pelos meus bons alunos, que são muitos e não merecem nossa ausência. Estou dilacerada, mas eu me recupero e vou dedicar a minha vida para que nenhum professor brasileiro passe por isso nunca mais".
← Anterior Proxima → Página inicial

5 COMENTÁRIOS:

  1. BEM FEITO, ELA INCITA A VIOLENCIA E DEPOIS ACHA RUIM,(ELA POSTOU EM SEU FACEBOOK ELOGIOS A BANDIDA QUE AGREDIU O DEPUTADO FEDERAL JAIR BOLSONARO).
    ESTA COLHENDO O QUE PLANTOU!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Como pode existir pessoas tão idiotas e tão cruéis capazes de se comprazer com a dor alheia, como fez esse anônimo. É preciso ter a alma doentia para tal atitude. Toda essa violência praticada tanto em salas de aula quanto em redes sociais refletem a decadência e o abandono da educação brasileira, o que dá espaço para a possibilidade de um rápido retrocesso às trevas medievais apoiada por ideologias intolerantes e disseminadores do ódio.

      Excluir
    2. NADA justiFca uma violência. fORA BOLSONARO.

      Excluir
    3. AI DENTRO!

      Excluir
  2. Como pode existir pessoas tão idiotas e cruéis como esse anónimo que faz um comentário desses? Apoiar um ato violento desses justificado em cima de ideologias é simplesmente doentio. É triste constatar que essa violência presente tanto na sala de aula quando mas redes sociais é fruto do abandono educacional que vivemos neste país. Estamos retrocedendo rápido demais às trevas do medievalismo teocêntrico.

    ResponderExcluir

O COMENTÁRIO NÃO REPRESENTA A OPINIÃO DO BLOG; A RESPONSABILIDADE É DO AUTOR DA MENSAGEM. OFENSAS PESSOAIS, MENSAGENS PRECONCEITUOSAS, OU QUE INCITEM O ÓDIO E A VIOLÊNCIA, OU AINDA ACUSAÇÕES LEVIANAS NÃO SERÃO ACEITAS. O OBJETIVO DO PAINEL DE COMENTÁRIOS É PROMOVER O DEBATE MAIS LIVRE POSSÍVEL, RESPEITANDO O MÍNIMO DE BOM SENSO E CIVILIDADE.

Usuários on-line


usuários online