"Não há pessoas nem sociedades livres, sem liberdade de expressão e de imprensa”.

(1º Princípio da Declaração de Chapultepec)

Visualizações desde 31 de Julho de 2009

COMO VOCÊ AVALIA OS 100 PRIMEIROS DIAS DA GESTÃO NALDO BATISTA?

IMPOSTOS MUNICIPAIS ARRECADADOS PARA BURITI-MA

Faça sua aposta no Mix Best

quinta-feira, 31 de março de 2016

9

HOMEM INVADE FÓRUM E AMEAÇA ATEAR FOGO EM JUÍZA

Compartilhe:

Print Friendly and PDF


Por volta das 13h30 dessa quarta-feira (30), um homem de 36 anos foi preso após invadir o Fórum Regional de Butantã, em São Paulo (SP), e manter a juíza Tatiana Moreira Lima como refém, além de ameaçar atear fogo no local. De acordo com a polícia, Alfredo José dos Santos entrou pela saída do prédio com uma bolsa cheia de produtos inflamáveis como gasolina, querosene e etanol.
O homem obrigou a juíza a gravar um vídeo afirmando que ele era inocente, e depois ameaçou atear fogo na magistrada.  Alfredo estaria insatisfeito com as decisões tomadas pela magistrada em um processo, instaurado em 2013, no qual responde por violência doméstica.
O agressor foi detido pela polícia após se distrair enquanto gravava um vídeo.
A juíza Tatiana Lima foi levada ao Hospital Albert Einstein com escoriações, mas passa bem. 
VEJAM OS VÍDEOS:
15

NOTA DE ESCLARECIMENTO SOBRE AS PRISÕES DE HOJE(31)

Compartilhe:

Print Friendly and PDF


O Blog CORREIO BURITIENSE esclarece que, ao contrário do veiculado em reportagem reproduzida do Portal Cidade Verde, NÃO FOI A VIÚVA DO EMPRESÁRIO KALLEU TORRES QUEM FEZ A CONFISSÃO DO CRIME E NEM SEUS DETALHES DIANTE DE DOIS PROMOTORES, MAS OUTRA PESSOA QUE HAVIA SIDO PRESA NA OPERAÇÃO DO DIA 1º DE MARÇO.
33

POLICIAL MILITAR E SECRETÁRIO DE MIGUEL ALVES SÃO PRESOS SUSPEITOS DE PARTICIPAÇÃO EM SEQUESTRO DE PRESOS DA DELEGACIA DE BURITI (MA)

Compartilhe:

Print Friendly and PDF


Francisco James Araújo, policial militar de Campo Maior, Odivan Torres, secretário de comunicação de Miguel Alves/MA (a 38 km de Buriti) e mais duas pessoas foram presas pela Polícia Civil do Piauí, nesta quinta-feira (31), suspeitos de envolvimento na tortura e nas mortes dos presos Sabino Neto Cardoso dos Santos e Leonardo Vieira Silva, conhecido como "Cafuringa", sequestrados da delegacia de Buriti (MA), no último dia 14 de fevereiro deste ano. Sabino e "Cafuringa" estavam presos sob acusação de participação no assassinato do empresário Kaleu Torres, sobrinho do secretário.  
Os dois presos foram sequestrados por um casal que fingiu querer registrar um boletim de ocorrência. Os dois em seguida foram encontrados mortos e com os membros decepados em um povoado de Miguel Alves.
Foram presos hoje (31) o policial Francisco James Araújo - Odivan Fortes Torres (secretário de comunicação da prefeitura de Miguel Alves e tio do empresário Kaleu), Yuri Torres (sobrinho de Odivan) e Joaquim Pontes, preso em Piracuruca.
"Estamos dando continuidade às investigações onde dois presos foram arrebatados. No primeiro momento aquelas pessoas teriam participado da execução e no decorrer da investigação colhemos novas pessoas, com participação menor e eles auxiliaram de alguma forma na execução do homicídio. Um foi ver que a cidade estava calma, outro que acompanhou até o portão, todos com alguma participação foram presos e inclusive houve participação de menores no crime", disse Willame.
No último dia primeiro de março, foram cumpridos mandados de prisão contra: a professora Claudiane Lopes do Nascimento Pereira; o instrutor de academia José Iranilton Silva; sua esposa, a professora Sandra Vaz da Silva; o lavrador Eder Jerônimo Vaz, que eram amigos de infância de Kaleu; e também o irmão de Kaleu, o granjeiro Vítor Pontes Fortes Torres e seu padrasto, o autônomo Marcones Plínio Araújo.
O delegado Willame chegou a declarar que esse teria sido um dos crimes mais cruéis que já viu em sua carreira e que, durante a tortura, os dois ficaram vivos durante 12 horas. (Clique aqui e relembre)
 ENTENDA O CASO:
Na madrugada do dia 9 de fevereiro, por volta de 1h, o empresário Kaleu Torres, dono do Varejão do Povo, foi morto com uma facada abaixo do peito esquerdo. (Clique aqui e relembre)
A confusão teria começado ainda no Corredor da folia de Buriti (MA) quando, segundo testemunhas, o empresário teria derrubado, acidentalmente, uma garrafa de bebida de um grupo de jovens que residiriam no bairro Bacuri. Inconformados os caras teriam iniciado um tumulto e um quebra-quebra de garrafas.
 Kalleu Torres, então, foi perseguido por vários marginais e acabou sendo atingido por um furo profundo de faca, de aproximadamente um dedo, e ainda tentava escapar quando foi derrubado em frente à Pizzaria Big Brother, no final da Praça Matriz, e agredido violentamente por parte dos que o perseguiram. A Samu foi chamada, mas ele não resistiu e morreu ainda no local.
Dois suspeitos, Sabino Neto e Cafuringa, foram presos logo após o ocorrido por terem sido reconhecidos por testemunhas oculares. A polícia inicia investigação e ainda tem outros nomes que devem ser indiciados como coautores.
 Diante da gravidade do ocorrido, o prefeito de Buriti, Rafael Mesquita Brasil, cancelou a última noite de carnaval e divulgou uma nota de pesar à morte do empresário e justificou o cancelamento. (Clique aqui e leia a nota)
Na madrugada de 14 de fevereiro, três pessoas, uma mulher e dois homens, convenceram o carcereiro a abrir o portão de entrada da Delegacia (Depol), simulando que registrariam um boletim de ocorrência. Quando entraram, eles renderam o carcereiro e o forçaram abrir a cela onde estavam Sabino e Cafuringa. Eles os algemaram, nos pés e nas mãos, puseram em uma camionete e saíram. (Clique aqui e relembre)
No dia seguinte, 15 de fevereiro, os corpos dos dois sequestrados foram achados boiando, mortos com sinais de crueldade, com membros arrancados, em uma lagoa, no povoado Pitombeira, no município de Miguel Alves (PI), terra natal do empresário Kalleu Torres, a 38 quilômetros de Buriti/MA. (Clique aqui e relembre)

 *Com informações do portal cidadeverde.com

quarta-feira, 30 de março de 2016

0

SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL (STF) DECIDE QUE ESTADO TEM RESPONSABILIDADE SOBRE MORTE DE PRESO EM ESTABELECIMENTO PENITENCIÁRIO

Compartilhe:

Print Friendly and PDF


O recurso tem repercussão geral reconhecida e a decisão deve ser aplicada também em pelo menos 108 processos sobrestados em outras instâncias. 
O Plenário do Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu, em sessão nesta quarta-feira (30), que a morte de detento em estabelecimento penitenciário gera responsabilidade civil do Estado quando houver inobservância do seu dever específico de proteção. Por unanimidade, os ministros negaram provimento ao Recurso Extraordinário (RE) 841526, interposto pelo Estado do Rio Grande do Sul contra acórdão do Tribunal de Justiça local (TJ-RS) que determinou o pagamento de indenização à família de um presidiário morto. O recurso tem repercussão geral reconhecida e a solução será adotada em pelo menos 108 processos sobrestados em outras instâncias.
No caso dos autos, o Estado do Rio Grande do Sul foi condenado ao pagamento de indenização pela morte de um detento ocorrida na Penitenciária Estadual de Jacuí. Segundo a necropsia, a morte ocorreu por asfixia mecânica (enforcamento), entretanto, não foi conclusivo se em decorrência de homicídio ou suicídio. Em primeira instância, o Estado foi condenado a indenizar a família do detento. Ao julgar recurso do governo estadual, o TJ-RS também entendeu haver responsabilidade do ente estatal pela morte e manteve a sentença.
Em pronunciamento da tribuna, o procurador de Justiça gaúcho Victor Herzer da Silva sustentou que, como não houve prova conclusiva quanto a causa da morte, se homicídio ou suicídio, não seria possível fixar a responsabilidade objetiva do Estado. No entendimento do governo estadual, que abraça a tese de suicídio, não é possível atribuir ao Estado o dever absoluto de guarda da integridade física dos presos especialmente quando não há qualquer histórico anterior de distúrbios comportamentais.
Na qualidade de amicus curiae (amigo da Corte), o representante da Defensoria Pública da União (DPU) João Alberto Simões Pires Franco afirmou que embora a prova não tenha sido conclusiva quanto à causa da morte, o Estado falhou ao não fazer a devida apuração, pois não foi instaurado inquérito policial ou sequer procedimento administrativo na penitenciária para este fim. Em seu entendimento, o fato de um cidadão estar sob a custódia estatal em um presídio é suficiente para caracterizar a responsabilidade objetiva em casos de morte.

Relator
Para o relator do recurso, ministro Luiz Fux, até mesmo em casos de suicídio de presos ocorre a responsabilidade civil do Estado. O ministro apontou a existência de diversos precedentes neste sentido no STF e explicou que, mesmo que o fato tenha ocorrido por omissão, não é possível exonerar a responsabilidade estatal, pois há casos em que a omissão é núcleo de delitos. O ministro destacou que a Constituição Federal, em seu artigo 5º, inciso XLIX, é claríssima em assegurar aos presos o respeito à integridade física e moral.
No caso dos autos, o ministro salientou que a sentença assenta não haver prova de suicídio e que este ponto foi confirmado pelo acórdão do TJ-RS. Segundo ele, em nenhum momento o Estado foi capaz de comprovar a tese de que teria ocorrido suicídio ou qualquer outra causa que excluísse o nexo de causalidade entre a morte e a sua responsabilidade de custódia.
“Se o Estado tem o dever de custódia, tem também o dever de zelar pela integridade física do preso. Tanto no homicídio quanto no suicídio há responsabilidade civil do Estado”, concluiu o relator.

Tese
Ao final do julgamento, foi fixada a seguinte tese de repercussão geral: “Em caso de inobservância de seu dever específico de proteção previsto no artigo 5º, inciso XLIX, da Constituição Federal, o Estado é responsável pela morte de detento”.
* Notícias STF
3

REVISTA AMERICANA “THE NEW YORKER”: OS MAIS POBRES SERÃO MAIORES PREJUDICADOS COM O GOLPE

Compartilhe:

Print Friendly and PDF


A revista semanal americana "The New Yorker" afirmou nesta quarta (30) que o eventual impeachment da presidente Dilma Rousseff prejudicará população carente.
A revista semanal americana "The New Yorker" comparou nesta quarta-feira (30) a presidente Dilma Rousseff ao ex-presidente americano Richard Nixon, reeleito ao posto em 1972 que, menos de dois anos depois, acabou renunciando em meio a um processo de impeachment contra ele. 
Assim como ocorre no Brasil com a operação Lava Jato, nos Estados Unidos também houve um escândalo que levou a uma crise política sem precedentes à época.
"Richard Nixon foi reeleito de maneira esmagadora em novembro de 1972 e renunciou em agosto de 1974. Dilma Rousseff, presidente do Brasil, parece estar seguindo o mesmo caminho: reeleita (não de maneira esmagadora) em outubro de 2014, ela corre tanto perigo um ano e meio depois que não parece que vai conseguir finalizar seu mandato", afirma a revista.
A publicação diz que quem tem mais a perder com a crise e a instabilidade é a população carente. "Os verdadeiros perdedores na reformulação política que deve acontecer no Brasil não serão os políticos corruptos. As dezenas de milhões de beneficiários dos programas sociais criados nos governos de Lula e Dilma, como o Bolsa Família e o Minha Casa Minha Vida, estão sob risco também. Será uma tragédia se, na corrida louca para formar uma nova coalizão política, ela (coalizão) se torne mais favorável aos negócios e deixe para trás o eleitorado", afirma.
*Brasil 247

segunda-feira, 28 de março de 2016

0

STF DESARQUIVA AÇÕES CONTRA EX-MINISTROS DO GOVERNO FHC

Compartilhe:

Print Friendly and PDF


Ex-ministros Pedro Malan, José Serra e Pedro Parente.
Ações de improbidade administrativa foram arquivadas em 2008 por Gilmar Mendes, indicado para a corte pelo ex-presidente tucano. Agora, quase oito anos depois de ter determinado o arquivamento de duas ações de reparação de danos por improbidade administrativa contra ex-ministros do governo Fernando Henrique Cardoso (1995-2002), o STF (Supremo Tribunal Federal) admitiu um recurso apresentado pelo Ministério Público Federal e reabriu as ações.

A Primeira Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu na sessão feita no dia 15 de março pela retomada de duas ações de improbidade administrativa contra os ex-ministros do governo Fernando Henrique Cardoso, Pedro Malan (Fazenda), José Serra (Planejamento) e Pedro Parente (Casa Civil), além de ex-dirigentes do Banco Central. As ações foram arquivadas em 2008 por decisão do ministro Gilmar Mendes. O processo foi julgado em segredo de Justiça na última sessão da turma. Com a decisão, as ações voltarão a tramitar na Justiça Federal do Distrito Federal.
Por unanimidade, os ministros aceitaram recurso da Procuradoria-Geral da República (PGR) para desarquivar duas ações que tramitavam na primeira instância da Justiça Federal em Brasília, nas quais o Ministério Público pedia a responsabilização dos ministros pelas operações financeiras de aproximadamente R$ 3 bilhões, feitas pelo Banco Central, em 1994, para socorrer instituições bancárias com dificuldades financeiras, entre elas, os bancos Econômico e Bamerindus.
Em uma das ações, os ex-ministros e os diretores do BC Gustavo Loyola, Francisco Lopes e Gustavo Franco foram condenados a pagar conjuntamente cerca de R$ 3 bilhões de indenização. A outra ação não chegou a ser julgada.
Os ministros de FHC recorreram da sentença em 2002, por meio da Reclamação 2186, com o argumento de que a Justiça Federal não era foro competente para o julgamento – tarefa que, para os investigados, cabe ao STF, devido à prerrogativa de foro privilegiado conferida às autoridades envolvidas. Além do julgamento de mérito, o recurso pedia liminar suspendendo imediatamente o transcurso dos processos.
FHC: ações contra ministros de ex-presidente foram arquivadas, em abril de 2008, pelo ministro Gilmar Mendes
Nomeado por FHC, Gilmar Mendes deferiu a liminar em 3 de outubro de 2002, três meses depois de tomar posse na corte. Em 22 de abril de 2008, na véspera de assumir o comando do STF, o magistrado determinou o arquivamento das ações – o juiz acatou a argumentação dos ministros de FHC a respeito do foro adequado para o julgamento, e alegou que os atos de improbidade administrativa em questão constituíam crime de responsabilidade, cabendo apenas ao Supremo tal deliberação. Além disso, Mendes considerou estratosférica a aplicação da multa de R$ 3 bilhões.
Por meio de agravo regimental, o então procurador-geral contestou a decisão de Gilmar Mendes em 12 de maio de 2008, cerca de 20 dias depois do arquivamento. Para Antônio Fernando de Souza, o caso em questão, de improbidade administrativa, não pode ser confundido com crime de responsabilidade – logo, no entendimento dele, a questão deve ser julgada pela Justiça Federal. Tal interpretação foi acatada pela 1ª Turma do STF no último dia 15, oito anos depois do recurso de Antônio Fernando – consequentemente, as ações retornaram para as duas varas de origem, votando a se tornar ativas.
                                                                                         *Da Agência Brasil & Congresso em Foco

domingo, 27 de março de 2016

0

CENSO MOSTRA 3 MILHÕES DE ALUNOS FORA DA ESCOLA NO BRASIL

Compartilhe:

Print Friendly and PDF


* Da Agência Brasil
As matrículas diminuíram em todas as etapas de ensino, menos na creche, que atende as crianças até os 3 anos de idade; números refletem a queda da população, em geral, que tem reduzido entre criança e jovens. São 3 milhões de crianças e jovens de 4 a 17 anos fora das salas de aula, e que, por lei, deverão ser incluídos até este ano; idades mais críticas são 4 anos, 690 mil de crianças não são atendidas, e 17 anos, em que 932 mil adolescentes deixaram os estudos.
Os dados do Censo Escolar de 2015 mostram que as matrículas diminuíram em todas as etapas de ensino, menos na creche, que atende as crianças até os 3 anos de idade. Os números refletem a queda da população, em geral, que tem reduzido entre criança e jovens, mas, de acordo com especialistas ouvidos pela Agência Brasil, refletem também desafios para o sistema educacional. São 3 milhões de crianças e jovens de 4 a 17 anos fora das salas de aula, e que, por lei, deverão ser incluídos até este ano. O censo foi divulgado nessa semana pelo Ministério da Educação (MEC).
As idade mais críticas são 4 anos, 690 mil de crianças não são atendidas, e 17 anos, em que 932 mil adolescentes deixaram os estudos. O censo mostrou que a pré-escola, voltada para crianças de 4 e 5 anos, teve uma redução de 1% de matrículas em relação a 2014, passando de 4,96 milhões para 4,92 milhões, aproximadamente. Foi a primeira queda desde 2011. O ensino médio, que já reduzia as matrículas pelo menos desde 2010, teve, desde então, a maior queda, entre 2014 e 2015, de 2,7%. O número de estudantes passou de 8,3 milhões para 8,1 milhões.
“Nos dois casos, ainda tem um percentual alto de crianças fora da escola e a gente não pode desperdiçar essa janela de oportunidade, de conseguir inserir mais crianças na rede escolar”, diz a superintendente do Todos Pela Educação, Alejandra, Meraz Velasco. A educação até os 17 anos é obrigatória no Brasil de acordo com a Emenda Constitucional 59 e com o Plano Nacional de Educação (PNE). Termina neste ano o prazo previsto no PNE para que todas as crianças e jovens de 4 a 17 anos estejam matriculados.

Crise
Para o coordenador da Campanha Nacional pelo Direito à Educação, Daniel Cara, a crise orçamentária pela qual passam tanto União, quanto estados e municípios, impacta a educação. “Não só na redução das matrículas, mas na dificuldade de expansão. Ao invés de estarmos diminuindo ou patinando, precisaríamos aumentar o número de matrículas”, diz.
Cara ressalta que isso é necessário até mesmo no ensino fundamental, tido como universalizado. “Temos 1% das crianças fora da escola, não pode sobrar ninguém. Para aquele 1%, a educação é definitiva para várias possibilidades na vida. Educação não pode ser secundarizada, tem que ver as opções orçamentárias que o Brasil faz”.

Ensino médio e pré-escola
Os cenários da educação infantil e do ensino médio são diferentes. Enquanto no ensino médio, a falta de atratividade, a busca por trabalho, a gravidez precoce fazem com que estudantes abandonem os estudos, no ensino infantil faltam salas de aula para incluir todas as crianças. No ensino médio, a maior parte dos jovens está na cidade e, na pré-escola, está no campo.
“O ensino médio não é atrativo para os alunos. O abandono é maior que em outras etapas”, diz o presidente do Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed), Eduardo Deschamps. Outro fator que pode ter levado à queda foi a implantação do 9º ano do ensino fundamental, que começou em 2006. As escolas tinham até 2010 para se adequar. Aqueles que entraram no ensino fundamental em 2006, concluíram os nove anos no ano passado. Assim, estudantes que iriam para o ensino médio, no ano passado, acabaram indo para o 9º ano, o que impactou nas matrículas.

Reformulação do currículo
O Consed aposta na reformulação do ensino médio para atrair mais os jovens. Entre outras mudanças, a intenção é que parte do currículo seja dedicado ao ensino técnico ou outros caminhos que poderão ser escolhidos pelos estudantes. A questão está em discussão na definição da Base Nacional Comum Curricular.
Já na pré-escola, segundo a vice-presidente da União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime), Manuelina Martins, há um esforço enorme de todas as secretarias para incluir esses alunos. “A maioria das crianças de 4 e 5 anos que estão fora da escola está no campo. O pai não manda porque acha que é muito pequena. O fechamento de escolas rurais pode ser um dos fatores que contribuiu para a redução das matrículas, não podemos descartar essa possibilidade”.
Manuelina explica, no entanto, que o cenário é complexo. “Houve o esvaziamento do campo. As pessoas estão vindo mais para a cidade. E as escolas do campo que atendiam um número bem significativo de alunos, tiveram redução enorme”. Manter essas escolas fica caro, de acordo com Manuelina, as matrículas nessas unidades custam de 50% a 80% a mais do que as matrículas na cidade. “Fica caro ofertar essa educação, porque uma escola que atendia 50 estudantes, hoje tem 15. O gestor acaba optando por transportá-los para a área urbana. Mas tem se feito um esforço enorme para manter a escola e tem municípios que estão construindo escolas rurais”.
A creche, que atende a crianças com até 3 anos, foi a única etapa regular que apresentou aumento nas matrículas, 5,2% a mais que em 2014. O número de crianças atendidas passou de 2,9 milhões para 3 milhões aproximadamente. O número vem crescendo desde 2010. A maioria das creches está na zona urbana (76,3%) e 40,7% são privadas, a maior participação da iniciativa privada em toda a educação básica.
Para garantir o cumprimento da lei, o MEC fará uma busca ativa para localizar jovens de 15 a 17 anos que estão fora da escola. Além dos estados e municípios, o ministério buscará a ajuda de agentes de saúde, assistência social, entre outros para contatar os jovens. Quanto à pré-escola, o MEC afirma que tem priorizado, junto com os municípios, a construção de pré-escolas e de módulos que atendam a essa faixa etária.

Educação para Jovens e Adultos
Além da educação regular, a queda de matrículas na Educação para Jovens e Adultos (EJA) preocupa os especialistas. No total, 3,4 milhões de adultos frequentavam a escola em 2015, número 4,5% menor que em 2014. A queda já vinha ocorrendo desde 2007, segundo os dados divulgados pelo MEC.
“A queda de matrículas é uma vergonha. Não é de hoje, é uma queda constante. A EJA é um atendimento que tem uma especificidade, é importante, dá uma opção para as pessoas que abandonaram a escola, que não se adequam ao sistema regular porque há uma desagregação por faixa etária”, diz Alejandra. “A EJA deveria ter ótimos centros, ótimos programas que incorporassem a vivência da pessoa com uma idade maior, que já tem uma vivência no trabalho e tem um cotidiano muito diferente do aluno do regular”.
Cara diz que quando há dificuldade, as escolas rurais e a EJA são as que mais sofrem com os cortes. “A EJA não tem sido tratada como um direito, mas como uma etapa secundarizada. Gestores priorizam crianças e adolescentes. Acreditam que jovens e adultos que não conseguiram estudar no tempo regular, não têm tanta prioridade. Um aluno da EJA representa ressignificação do processo de ensino e aprendizagem na escola. Para todas as crianças e adolescentes que convivem com ele, é um exemplo positivo”.
O ponto também foi tratado pelo ministro da Educação, Aloizio Mercadante, quando divulgou os dados nessa semana. Segundo ele, há um esforço para aumentar a oferta do ensino técnico junto à etapa. Também entre 2014 e 2015, houve um aumento de 4,8% nas matrículas na educação profissional, chegando ao atendimento de 105,8 mil. A EJA é destaque na nova etapa do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec), lançada no início do mês, com a meta de oferecer 2 milhões de vagas.
35

POLÍCIA PRENDE MAIS UM SUSPEITO DE PARTICIPAÇÃO NA MORTE DO EMPRESÁRIO KALLEU TORRES, EM BURITI (MA)

Compartilhe:

Print Friendly and PDF


Júnior Crioulo, preso por se envolver em uma confusão em festa de reggae. Já havia um  mandado de prisão contra ele por participação em roubos e era um dos suspeitos investigados como responsáveis pela morte do empresário Kalleu Torres.
A polícia de Buriti (MA) prendeu na madrugada de ontem para hoje (27) o meliante Francisco das Chagas da Conceição Júnior, apelidado de Júnior Crioulo, aproximadamente 23 anos, em uma festa de reggae que acontecia no clube Buriti Cabana, no centro da cidade. Júnior Crioulo é um dos suspeitos arrolados no inquérito que investiga o assassinato do empresário Kalleu Torres, fato ocorrido no carnaval deste ano em Buriti. (Clique e relembre)
Contra Júnior Crioulo, morador do bairro Bacuri, além de investigado como possível coautor no assassinato do empresário no carnaval, já constava um mandado de prisão preventiva por participação em vários roubos na cidade. Ele foi preso em flagrante, assim que as polícias  Militar e Civil chegaram ao local da festa, Já Zé Carlos conseguiu escapar e está sendo procurado pela polícia. 

quinta-feira, 24 de março de 2016

2

CRISE POLÍTICA BRASILEIRA REPERCUTE INTENSAMENTE NA IMPRENSA INTERNACIONAL

Compartilhe:

Print Friendly and PDF


0

Vereador Tucano Afirma Que Quem Vai a Bares de Madrugada é 'CORNO OU DELINQUENTE'

Compartilhe:

Print Friendly and PDF


Vereador Anselmo Pereira (PSDB) (Foto: Reprodução/TV Anhanguera)
Frase repercutiu na web e muitas postagens criticaram atitude, em Goiânia, no Estado de Goiás.
O presidente da Câmara Municipal de Goiânia, vereador Anselmo Pereira (PSDB) disse durante uma audiência pública que “quem frequenta bares de madrugada é corno ou delinquente”. A reunião debatia um projeto de lei que pretende reduzir o horário de funcionamento de bares e restaurantes da capital. Pereira confirmou a frase, mas informou em nota ao G1 que ela foi “retirada de seu contexto”. A fala repercutiu nas redes sociais.
No comunicado, enviado pela Diretoria de Comunicação da Câmara Municipal de Goiânia, o vereador informa que estava em uma “discussão pessoal e acalorada” e que a mesma “não representa o todo do seu pensamento”.
Ainda conforme o texto, “Anselmo também pede desculpas a todos que se sentiram ofendidos pela frase, mais uma vez, descolada de seu contexto e explica que a maior preocupação sempre foi a segurança de todos os cidadãos”.

Repercussão
De acordo com informações do site da câmara, a audiência pública aconteceu no dia 16 de março. No entanto, nos últimos dias postagens têm repercutido nas redes sociais criticando as declarações feitas por Anselmo Pereira. Em uma das publicações, um advogado disse "este ambiente social [bar] não tem o condão de macular minha idoneidade moral ou a de ninguém".
Outro usuário também criticou a fala e o projeto. "Essa lei é um retrocesso, estamos caminhando rumo ao militarismo com horário imposto para nos encontrarmos com nossos amigos e beber, comer e conversar".
Proposta
Elaborado pelo vereador Paulo da Farmácia (PROS), o projeto de lei propõe que durante os dias de semana os bares e restaurantes de Goiânia fiquem abertos somente até as 23h30. Já aos sábados, domingos e vésperas de feriados, o horário máximo proposto é até a meia-noite.
De acordo com o Paulo da Farmácia, o objetivo da medida é reduzir as altas taxas de criminalidade, que já colocaram Goiânia como uma das cidades mais violentas do mundo. “Uma hora a menos de funcionamento dos bares, comprovadamente, reduziu em 16% o índice de violência nas capitais em que já foi implantada essa lei”, afirmou o parlamentar.
Paulo da Farmácia explica que a medida não atingiria boates e casas de shows. Além disso, ele ressaltou que está aberto ao diálogo para discutir sobre os melhores horários para fechamento dos bares, restaurantes e demais estabelecimentos, como lanchonetes e lojas de conveniência.
                                                                                                                                      *Do G1 GO
0

Corpo de Mulher é encontrado boiando em riacho de Imperatriz (MA)

Compartilhe:

Print Friendly and PDF


 Na tarde desta Quinta-feira Santa (24), por volta das 16h30, moradores do bairro Santa Inês, na cidade de Imperatriz/MA, a 723 km de Buriti (MA), encontraram o corpo de uma mulher, idade aproximada entre 30 a 35 anos, com quatro perfurações por arma branca, imersa no Riacho Capivara, nas proximidades do Condomínio Grand Village.
Homens do Corpo de Bombeiros foram chamados e retiraram do riacho o cadáver que ainda não teve sua identidade reconhecida. O corpo está no IML de Imperatriz aguardando a ida de familiares para identificação.
*Do Blog Andre Imprensa

quarta-feira, 23 de março de 2016

0

POPULAÇÃO MATA SUSPEITO DE DUPLO HOMICÍDIO DE CASAL EM SANTA QUITÉRIA (MA)

Compartilhe:

Print Friendly and PDF


No início da noite da última segunda-feira (21), o suspeito de cometer um duplo homicídio de um casal evangélico, em Santa Quitéria do Maranhão (a 88 km de Buriti), Jonatha Silva Oliveira, conhecido por “Lápis”, foi espancado e linchado pela população daquela cidade.
Lápis, suspeito de autoria do duplo homicídio, foi brutalmente linchado por populares
Segundo a PM, um duplo homicídio ocorreu no povoado Cocal, a 40 km da sede do município de Santa Quitéria/MA, no último sábado (19), sendo as vítimas Leonildo Costa Sousa, 40 anos, residente no povoado Bacuri 2, e sua namorada Nilza, residente no povoado Cocal, ambos eram evangélicos. O corpo de Leonildo foi encontrado pela manhã e o de sua namorada, na parte da tarde. O assassinato do casal, segundo relatos, foi praticado com sinais de crueldade.  De acordo com a polícia, “Lápis” teria degolado suas vítimas.
Indignados com a crueldade do assassino, populares iniciaram a caçada ao suspeito e, assim que o localizaram, começaram uma sessão de linchamento, numa verdadeira cena de barbárie (as imagens são fortes).
Tentativa de capturar o suspeito dos assassinatos.  
Assim que receberam as denúncias sobre o duplo homicídio, a guarnição da PM, formada pelo cabo Aroldo e soldado Monteiro, juntamente com agentes e delegados da Polícia Civil foram averiguar os fatos ocorridos no povoado quiteriense e suas possíveis causas. Os próprios moradores de lá informaram que o autor do assassinato do casal seria Jonatan Silva Oliveira, o conhecido pelos apelidos de “Lápis” ou “jhony” ou “maluco”,
Chegando ao local, foi obtida a informação entre populares que o crime teria sido cometido pelo indivíduo de nome Jonatan Silva Oliveira, vulgo "lápis" ou "jhony" ou "maluco". As pessoas informaram ainda que “Lápis” já teria cometido um crime de estupro e também um assassinato em outra cidade.
A força policial foi à localidade onde, segundo os moradores de Cocal, o suspeito vivia, uma área de difícil acesso que exigiu dos policiais adentrar cerca de 7km à mata.
 Quando a polícia chegou ao local o latido frenético dos cães alertou o “Lápis” que acabou fugindo mata adentro. Em sua casa, ficou um indivíduo de nome Ismael Rodrigues da Costa, vulgo "côco seco", que foi levado preso pela polícia. Em depoimento, ele afirmou que apenas dividia a moradia com o suspeito dos crimes e que não sabia do envolvimento do suspeito com a prática de crimes; porém, para polícia ele pode ter algum tipo de cumplicidade.
Foram apreendidas na casa três espingardas, várias facas, e um facão que teria sido usado pelo suspeito do crime, inclusive com marcas ainda visíveis de sangue, que será submetido a perícia e testes laboratoriais.
A caçada ao suspeito se estendeu por todo dia e só terminou com o pôr do sol, pois a pouca luz dificultava as buscas na mata densa.
 No final da operação, apenas "côco seco" foi levado preso para mais investigações quanto a sua participação ou não no duplo homicídio.

terça-feira, 22 de março de 2016

3

Jornalista Glenn Greenwald Denuncia Mídia Golpista Brasileira ao Mundo

Compartilhe:

Print Friendly and PDF


Glenn Greenwald, conhecido mundialmente por ter sido o jornalista escolhido por Edgar Snowden para revelar ao mundo a espionagem em massa do governo americano, via NSA, publicou uma fortíssima denúncia contra o golpe midiático no Brasil.
“Ao contrário da descrição romantizada e mal informada (para dizer o mínimo) do Chuck Todd e Ian Bremmer de protestos sendo levantados “pelo Povo”, esses são, na verdade, incitados pela mídia corporativa intensamente concentrada, homogeneizada e poderosa, e compostos por (não exclusivamente, mas majoritariamente) pela parte mais rica e branca dos cidadãos, que por muito tempo guardaram rancor contra o PT e contra qualquer programa social que combate a pobreza.
A mídia corporativa brasileira age como os verdadeiros organizadores dos protestos e como relações-públicas dos partidos de oposição. Os perfis no Twitter de alguns dos repórteres mais influentes (e ricos) da Rede Globo contém incessantes agitações anti-PT. Quando uma gravação de escuta telefônica de uma conversa entre Dilma me Lula vazou essa semana, o programas jornalístico mais influente da Globo, Jornal Nacional, fez seus âncoras relerem teatralmente o diálogo, de forma tão melodramática e em tom de fofoca, que se parecia literalmente com uma novela distante de um jornal, causando ridicularização generalizada nas redes. Durante meses, as quatro principais revistas jornalísticas do Brasil dedicaram capa após capa a ataques inflamados contra Dilma e Lula, geralmente mostrando fotos dramáticas de um ou de outro, sempre com uma narrativa impactantemente unificada.
Para se ter uma noção do quão central é o papel da grande mídia na incitação dos protestos: considere o papel da Fox News na promoção dos protestos do Tea Party. Agora, imagine o que esses protestos seriam se não fosse apenas a Fox, mas também a ABC, NBC, CBS, a revista Time, o New York Times e o Huffington Post, todos apoiando o movimento do Tea Party. Isso é o que está acontecendo no Brasil: as maiores redes são controladas por um pequeno número de famílias, virtualmente todas veementemente opostas ao PT e cujos veículos de comunicação se uniram para alimentar esses protestos.
Resumindo, os interesses mercadológicos representados por esses veículos midiáticos são quase que totalmente pró-impeachment e estão ligados à história da ditadura militar. Segundo afirma Stephanie Nolen, correspondente no Rio para o canadense Globe and Mail: “Está claro que a maior parte das instituições do país estão alinhadas contra a presidente”.
De forma simples, essa é uma campanha para subverter as conquistas democráticas brasileiras por grupos que por muito tempo odiaram os resultados de eleições democráticas, marchando de forma enganadora sob uma bandeira anticorrupção: bastante similar ao golpe de 1964. De fato, muitos na direita do Brasil anseiam por uma restauração da ditadura, e grupos nesses protestos ‘anticorrupção’ pediram abertamente pelo fim da democracia.”
                                                                                                            *Do Instituto João Goulart

segunda-feira, 21 de março de 2016

0

PF apreende 300 kg de cocaína em dentro de um saveiro, em Presidente Dutra (MA)

Compartilhe:

Print Friendly and PDF


Na Ação da Polícia Federal (PF) do Piauí, com apoio da PM local, que aconteceu no último sábado (19), no município de Presidente Dutra (MA), a 318 km de Buriti/MA, foram apreendidos 305,2 kg de pasta base de cocaína, 93 kg de maconha e ainda 400 munições calibre 22.
Todo o material apreendido estava no interior de um saveiro preto, placa OEH-0068 da cidade de Picos. De acordo com informações da Polícia Federal, o condutor, ao perceber que seria abordado pelos agentes federais, abandonou o veículo e empreendeu fuga, deixando para trás as drogas, munições e outros objetos. Policiais relataram, a partir da apuração, que a droga estaria vindo de Grajaú.
Todo o material foi encaminhado para a sede da Polícia Federal em Teresina, onde foram abertos os procedimentos de apreensão. Com relação ao suspeito que fugiu, a polícia deve investigar seu paradeiro.
A ação foi realizada pela Delegacia de Repressão a Entorpecentes, da Superintendência Regional do Piauí em parceria com a Polícia Militar do Maranhão. 
Saveiro que levava a droga de Grajaú.
0

DOIS COMETAS PASSAM 'RASPANDO' NA TERRA ENTRE HOJE E AMANHÃ

Compartilhe:

Print Friendly and PDF


Dois cometas cruzam a vizinhança da Terra nesta segunda-feira (21) e na terça (22) de acordo com o Laboratório de Propulsão a Jato (JPL) da Nasa, a agência espacial americana. Não existe risco de colisão, mas o segundo cometa chegará bem perto do planeta, em termos astronômicos: 3,5 milhões de quilômetros.
Até hoje só foram registrados dois cometas com trajetórias mais próximas à Terra, em 1770 e em 1983. Só haverá outro cometa tão próximo dentro de 150 anos.
De acordo com o JPL, o 252P/Linear, com 230 metros de diâmetro, passou no fim da manhã desta segunda a 5,2 milhões de quilômetros da Terra. Já o cometa P/2016 BA14, descoberto em 2016, tem cerca de 115 metros de diâmetro e fará o seu "rasante" de 3,5 milhões de quilômetros nessa terça.
                                                                                                                        *Do Uol

0

Santa Missa de Ramos Celebrada na Igreja Matriz de Sant´Ana em Buriti-MA

Compartilhe:

Print Friendly and PDF


* Em parceria com o Portal Pascom
A Semana Santa é uma semana muito especial e sagrada para os católicos, inicia-se no  Domingo de Ramos, dia em que é celebrada  a "entrada triunfal" de Jesus em Jerusalém, exatamente uma semana antes da sua ressurreição.
É uma semana em que a Igreja Católica e seus fiéis recordam acontecimentos da Vida, Paixão, Morte e Ressurreição de Jesus Cristo.
Depois da Quaresma, que é composta de 40 dias de preparação espiritual para a Páscoa, entra a Semana Santa e durante este tempo, a vida do católico é marcada pelo jejum, a abstinência, a penitência e a caridade.
Em todo o mundo, mais de um bilhão e 200 milhões de católicos celebram essa passagem que tem uma importância extrema para os Cristãos e em Buriti, como em todas as cidades e comunidades do mundo todo, existe uma corrente que é seguida por todos nessa que não é uma semana comum para a Igreja Católica.
No decorrer da Quaresma, os católicos não comem carne nas sextas-feiras e substituem a mesma por peixes, aliado ao jejum, como forma de penitência. Essa tradição que vem sendo seguida há décadas e simboliza o respeito pelo sofrimento que Jesus passou na sua quaresma e nos momentos finais de sua vida.
Há tempos atrás, a tradição de jejuar na Sexta-Feira Santa existia entre muitos (quem podia jejuar o fazia), mulheres com nome de Maria não tomavam banho na Sexta-Feira, televisão e aparelhos sonoros não eram ligados, ninguém  viajava, não tinha algazarras, folias e nem tampouco festas e o silêncio era mantido nas residências.
Hoje, essa tradição ainda existe em muitas famílias, mais foi perdida na maioria onde pra muitos, a Semana Santa motiva momentos de lazer, festas, badalações, fugindo do verdadeiro sentido dessa data, fazendo com que muitos religiosos percam pouco a pouco a sua identidade.

A Segunda-Feira Santa é o segundo dia da Semana Santa, cujo começo tem lugar no Domingo de Ramos, e durante a qual os cristãos comemoram a Paixão, Morte e Ressurreição de Jesus. Em alguns lugares é conhecida como segunda - feira de trevas. Nesse dia realiza-se o ofício de trevas.
Terça- feira Santa é o terceiro dia da Semana Santa, onde são celebradas as Sete dores de Nossa Senhora Virgem Maria. E muito comum também por ser o dia de penitência no qual os cristãos cumprem promessas de vários tipos ou o dia da memória do encontro de Jesus e Maria no caminho do Calvário.
Quarta - Feira Santa é o quarto dia da Semana Santa. Em algumas igrejas celebra-se neste dia a piedosa procissão do encontro de Nosso Senhor dos Passos e Nossa Senhora das Dores. Ainda há igrejas que neste dia celebram o Ofício de Trevas, lembrando que o mundo já está em trevas devido à proximidade da morte de Jesus.
Quinta - Feira da Ceia é o quinto dia da Semana Santa e, na manhã deste dia, nas catedrais das dioceses, o bispo se reúne com o seu clero para celebrar a Celebração da Crisma, na qual são abençoados os óleos que serão usados na administração dos sacramentos do Batismo, Crisma e Unção dos Enfermos. Com essa celebração se encerra a Quaresma.
Neste mesmo dia, à noite, são relembrados os três gestos de Jesus durante a Última Ceia: a Instituição da Eucaristia, o exemplo do Lava-pés, com a instituição de um novo mandamento (ou "ordenança") segundo algumas denominações cristãs, e a instituição do sacerdócio. É neste momento que Judas Iscariotes sai para entregar Jesus por trinta moedas de prata. E é nesta noite em que Jesus é preso, interrogado e, no amanhecer da Sexta-Feira Santa, açoitado e condenado.
5

Nas coincidências do judiciário todos os rios deságuam no Gilmar

Compartilhe:

Print Friendly and PDF


* Do Jornal GGN
Em 18 de março, no dia seguinte à posse, o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Gilmar Mendes, suspendeu a nomeação de Lula na Casa Civil.
Chegou até ele um mandado de segurança coletivo - impetrado pelo Partido Popular Socialista (PPS) e peticionado pela advogada Marilda de Paula Silveira - solicitando o impedimento do ex-presidente de assumir o cargo por “desvio de finalidade”.
Gilmar deferiu a liminar, interrompendo a eficácia da nomeação de Lula.
O caso traz algumas coincidências. A advogada Marilda de Paula Silveira faz parte da Direção Acadêmica da Escola de Direito de Brasília (EDB), entidade que faz parte do Instituto Brasiliense de Direito Público (IDP).
O ministro Gilmar Mendes, por sua vez, é dono do IDP. Ou seja, julgou mandado de segurança peticionado por uma funcionária, sem declarar suspeição.
Além disso, até a tarde de sexta-feira (19), Gilmar havia dito a repórteres de Brasília que não iria apreciar o caso de Lula naquele dia. Mudou de ideia depois de tomar conhecimento da extensão das manifestações de apoio ao governo.
Coincidências: depois de ser fotografado almoçando com o senador oposicionista José Serra, o ministro Gilmar Mendes julga uma ação peticionada por uma funcionária, contra a nomeação de um ministro assinada pela presidente da República.
← Anterior Proxima → Página inicial

Usuários on-line


usuários online