"Não há pessoas nem sociedades livres, sem liberdade de expressão e de imprensa”.

(1º Princípio da Declaração de Chapultepec)

Visualizações desde 31 de Julho de 2009

Conferência de Mulheres da Assembleia de Deus em Buriti-MA

COMO VOCÊ AVALIA OS 100 PRIMEIROS DIAS DA GESTÃO NALDO BATISTA?

IMPOSTOS MUNICIPAIS ARRECADADOS PARA BURITI-MA

Charles Crispim na Balada Fight - Edição Tatto

terça-feira, 13 de dezembro de 2016

0

COM INICIATIVA INÉDITA, COMARCA DE TUTÓIA REALIZA CASAMENTO COMUNITÁRIO À BEIRA-MAR

Compartilhe:

Print Friendly and PDF


A Praia da Barra foi cenário da primeira cerimônia do projeto “Casamentos Comunitários” realizada à beira-mar, pela comarca de Tutóia, na última sexta-feira (9). O juiz Rodrigo Otávio Terças Santos, anfitrião da festa, conduziu o casamento que contou com a participação de 110 casais da sede e do termo judiciário de Paulino Neves. A vice-presidente do Tribunal de Justiça, desembargadora Maria das Graças Duarte, e o idealizador do projeto, desembargador Jorge Rachid, prestigiaram o evento.
A cerimônia, iniciada às 17h20, ao entardecer, teve a participação de outros sete juízes concelebrantes, Francisco Eduardo Girão Braga (Cantanhede), Marco Adriano Fonseca (1ª vara de Pedreiras), Isaac Sousa e Silva (São Bernardo), José Lima Filho (Buriti), Aurimar Arrais Sobrinho (Governador Nunes Freire), Marcelo Fontenele Vieira (1ª vara de Araioses) e Jerusa Duarte Mendes (2ª vara de Araioses), que compareceram voluntariamente.
O juiz Rodrigo Terças iniciou as uniões com o casal Pedro da Rocha (60 anos) e Maria Arcângela Conceição (64 anos) que, preocupados com o horário, foram os primeiros a chegar, por volta de 13h. "Já moramos juntos há 40 anos e hoje decidimos casar e colocar o sobrenome de um no nome do outro", afirmou Maria Arcângela.
Em seguida foi a vez do casal Célio Fonseca e Maria Auxiliadora. Ele, cadeirante, encontrou a noiva pela internet e viajou - sozinho - mais de mil quilômetros para conhecer a futura esposa, no município de Floresta (PE). "Nos conhecemos há um ano e meio e desde junho ela mora em Tutóia, estou muito feliz e agradeço ao juiz da nossa cidade por essa bela cerimônia", disse Célio Fonseca. O juiz Marco Adriano celebrou o casamento e entregou a certidão ao casal.
Gelson Pereira da Silva, 75 anos, e Maria Alda da Silva, 69 anos, com 55 anos de casamento religioso, resolveram formalizar a união também civilmente. Eles formavam o casal mais idoso da festa, e disseram sim perante a juíza Jerusa Mendes. O desembargador Jorge Rachid entregou a certidão aos noivos.
O casal mais novo foi representado por Gessildo Cabral Nojosa, 17 anos, e Maria Madalena Cabral Ferreira, 16 anos. Primos, eles disseram que o casamento comunitário antecipou a vontade de casar. "Namoramos três anos, no início tivemos resistência da família, mas hoje temos o apoio de todos, inclusive de nossos pais que permitiram o nosso casamento", disse o noivo. O juiz Eduardo Girão fez o casamento e entregou a certidão aos nubentes.
Ao abrir a cerimônia em tom de despedida, o juiz Rodrigo Terças - titularizado na comarca de Alcântara durante sessão plenária do TJMA no último dia 7 -, ressaltou a importância do trabalho realizado ao longo dos anos em que atuou em Tutóia, aproximando o Poder Judiciário da comunidade. Ele destacou que a nova geração de magistrados vislumbra, também, o aspecto humano, fato que segundo ele resulta num salto qualitativo da prestação jurisdicional, que se concretiza não apenas em número de sentenças e decisões, mas em ações como o projeto Casamentos Comunitários, que levam dignidade e direitos às pessoas que mais necessitam da presença do Estado em suas vidas.
"Estou muito feliz porque esse evento nasceu dessa parceria do Judiciário com a sociedade. Um ofício da Igreja Adventista solicitando uma pequena cerimônia foi o ponto inicial desse momento, que nos trouxe para esse belo cenário natural com dunas, árvores e vista para o mar", enfatizou o juiz.
Também participaram da solenidade o diretor da Corregedoria, Gustavo Campos, representando a desembargadora Anildes Cruz, corregedora-geral da Justiça; os cartorários do 1º e 2º Ofícios da comarca, Domingos de Souza e Norma Lúcia França, respectivamente; o chefe de gabinete da Prefeitura de Tutóia, Gustavo Pierre, representando o prefeito Raimundo Baquil; o presidente da Câmara de Vereadores de Tutóia, Antonio Francisco; o pastor da Igreja Adventista, Welington Sousa; e o padre da Igreja Católica, Cláudio Mendes.
A banda da Escola de Música do projeto SINFOMAR, da Igreja Católica, entidade que tem o apoio do Poder Judiciário local, apresentou diversas músicas durante a solenidade. O Clube de Desbravadores da Igreja Adventista também participou do evento, com 30 integrantes que atuaram na logística e recepção dos noivos. Ao final da cerimônia, foram sorteados brindes oferecidos por parceiros institucionais do projeto.
O município de Tutóia está localizado a 196 km de Buriti-MA.
(Da Assessoria de Comunicação do TJ/MA)


← Anterior Proxima → Página inicial

0 COMENTÁRIOS:

Postar um comentário

O COMENTÁRIO NÃO REPRESENTA A OPINIÃO DO BLOG; A RESPONSABILIDADE É DO AUTOR DA MENSAGEM. OFENSAS PESSOAIS, MENSAGENS PRECONCEITUOSAS, OU QUE INCITEM O ÓDIO E A VIOLÊNCIA, OU AINDA ACUSAÇÕES LEVIANAS NÃO SERÃO ACEITAS. O OBJETIVO DO PAINEL DE COMENTÁRIOS É PROMOVER O DEBATE MAIS LIVRE POSSÍVEL, RESPEITANDO O MÍNIMO DE BOM SENSO E CIVILIDADE.

Usuários on-line


usuários online