"Não há pessoas nem sociedades livres, sem liberdade de expressão e de imprensa”.

(1º Princípio da Declaração de Chapultepec)

Visualizações desde 31 de Julho de 2009

COMO VOCÊ AVALIA OS 100 PRIMEIROS DIAS DA GESTÃO NALDO BATISTA?

IMPOSTOS MUNICIPAIS ARRECADADOS PARA BURITI-MA

terça-feira, 5 de janeiro de 2016

1

BANCADA DO PT NA CÂMARA DEFENDE ISENÇÃO DE IMPOSTO DE RENDA (IR) PARA SALÁRIOS ATÉ R$ 3.390

Compartilhe:

Print Friendly and PDF


Deputados entregaram para o governo, na semana passada, documento intitulado “Agenda para a retomada do desenvolvimento econômico com justiça social”. A ideia, de acordo com os parlamentares, é construir uma política tributária menos desigual.
A bancada do Partido dos Trabalhadores (PT) na Câmara dos Deputados entregou para o governo, na semana passada, um documento intitulado “AGENDA PARA A RETOMADA DO DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO COM JUSTIÇA SOCIAL”, reunindo 14 propostas de parlamentares referentes à economia, mas, principalmente, à questão tributária.
De acordo com o documento, “a ideia central é buscar uma política tributária mais justa, mantendo a integralidade dos direitos dos assalariados e pavimentando o caminho para a implementação de uma política desenvolvimentista com mais justiça social”. Entre os principais pontos está uma alteração na tributação do Imposto de Renda Sobre Pessoa Física (IR).
Segundo a regra atual, estão isentos de IR os rendimentos mensais até R$ 1,9 mil. Já pela proposta apresentada pelos parlamentares petistas, o limite seria ampliado para R$ 3.390 em 2015. A base para se chegar a esse valor é o salário mínimo ideal calculado pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese), de R$ 3.299,66 em 2015.
Da forma como é elaborada hoje, a incidência do imposto de renda se dá em quatro faixas, que variam de 7,5% a 27,5%. Os rendimentos a partir de R$ 4.664,68 contribuem atualmente pela alíquota máxima, mas, pela proposta dos deputados, quem ganha esse valor passaria a estar na faixa de 5%. Seriam estabelecidas oito alíquotas de 5% a 40% cada, confira a tabela abaixo:
 Proposta dos parlamentares petistas
RENDA MENSAL
ALÍQUOTA
Até 3.390,00
3.390,01 até 6.780
6.780.01 até 10.170
10.170,01 até 13.560
13.560,01 até 27.120
27.120,01 até 108.480
A partir de 108.480,01
– Isento
– 5%
– 10%
– 15%
– 20%
– 30%
– 40%

Cálculo de 2015 do IR (atual)
Até 1.903,98
1.903,99 até 2.826,65
2.826,66 até 3751,05
3.751,06 até 4.66,68
A partir de 4.664,68
– Isento
– 7,5%
– 15%
– 22,5%
– 27,5%

O documento defende ainda a volta da CPMF pelo período de quatro anos com um “papel transitório no equacionamento do financiamento do déficit previdenciário, o que possibilitaria ao governo e a sociedade brasileira discutirem e amadurecerem medidas estruturais para solução do desequilíbrio da Previdência Social”. Os deputados também pedem a instituição do Imposto Sobre Grandes Fortunas (IGF), tido como “um instrumento de incentivo ao investimento produtivo”.

Confira a ÍNTEGRA DO TEXTO.
← Anterior Proxima → Página inicial

1 COMENTÁRIOS:

  1. Anônimo8/1/16 23:07

    E do roubo da secretaria de saúde e administração ninguém fala nada ?

    ResponderExcluir

O COMENTÁRIO NÃO REPRESENTA A OPINIÃO DO BLOG; A RESPONSABILIDADE É DO AUTOR DA MENSAGEM. OFENSAS PESSOAIS, MENSAGENS PRECONCEITUOSAS, OU QUE INCITEM O ÓDIO E A VIOLÊNCIA, OU AINDA ACUSAÇÕES LEVIANAS NÃO SERÃO ACEITAS. O OBJETIVO DO PAINEL DE COMENTÁRIOS É PROMOVER O DEBATE MAIS LIVRE POSSÍVEL, RESPEITANDO O MÍNIMO DE BOM SENSO E CIVILIDADE.

Usuários on-line


usuários online