"Não há pessoas nem sociedades livres, sem liberdade de expressão e de imprensa”.

ULTIMAS NOTÍCIAS
Carregando...

PRESO SE OFERECE COMO DOADOR DE MEDULA ÓSSEA A JUIZ QUE O COLOCOU NA PRISÃO

Às vezes, a bondade pode ser encontrada nos lugares mais inesperados.
* Publicado por Canal Ciências Criminais - 
O Juiz da Corte Superior Carl Fox, que está lutando contra o câncer no sangue e necessita de uma doação de medula óssea, recebeu recentemente uma carta de um detento que ele ajudou a colocar atrás das grades. O preso, Charles Alston, escreveu a Fox oferecendo-se para ser seu doador. Fox foi o procurador federal durante o julgamento de Alston.
Em virtude do risco de doenças infecciosas, os presos não estão autorizados a estar no registro de doadores, de modo que Alston ficou incapacitado de ser doador de Fox. O juiz, no entanto, ficou tocado por seu gesto. “Ele tinha todos os motivos para me odiar, considerando onde ele está e a sentença que lhe foi dada”, disse Fox emocionado.
O juiz da Carolina do Norte (EUA) foi diagnosticado com câncer no sangue em abril. Desde então vem buscando um doador para realizar o transplante de medula óssea. A carta do detento Charles Alston, enviada em julho, é uma surpresa bem-vinda para a Fox em meio a batalha contra a doença. Na carta, Alston escreveu:
“Você foi o procurador federal durante o meu julgamento, onde recebi uma sentença de 25 anos… Não há ódio em meu coração a você… Eu sei que você está precisando de um doador de medula óssea. Eu posso não ser compatível, mas estaria disposto a fazer o sacrifício, se necessário.”
Alston, que está cumprindo sua sentença de 25 anos por roubo no Franklin Correctional Center, na Carolina do Norte, enviou suas orações ao juiz para uma recuperação saudável. O preso acredita que o magistrado salvou sua vida ao colocá-lo na prisão, por isso quer pagar a dívida, oferecendo para ajudar com o transplante.
“Eu tinha um monte de ódio do Sr. Fox, por ter me condenado por todo esse tempo. Mas eu venho muitoà igreja e pensei que talvez se eu pudesse fazer algo para alguém, eu faria por ele”, disse Alston.
Fonte: Canal Ciências Criminais: Portal jurídico de notícias, artigos e audiocasts voltados à esfera criminal. www.canalcienciascriminais.com.br | facebook.com/canalcienciascriminais | @canalccriminais


quinta-feira, 10 de setembro de 2015

0 COMENTÁRIOS:

Postar um comentário

O COMENTÁRIO NÃO REPRESENTA A OPINIÃO DO BLOG; A RESPONSABILIDADE É DO AUTOR DA MENSAGEM. OFENSAS PESSOAIS, MENSAGENS PRECONCEITUOSAS, OU QUE INCITEM O ÓDIO E A VIOLÊNCIA, OU AINDA ACUSAÇÕES LEVIANAS NÃO SERÃO ACEITAS. O OBJETIVO DO PAINEL DE COMENTÁRIOS É PROMOVER O DEBATE MAIS LIVRE POSSÍVEL, RESPEITANDO O MÍNIMO DE BOM SENSO E CIVILIDADE.

HISTÓRICO: "Eu não sou mais um ser humano, eu sou uma ideia."