"Não há pessoas nem sociedades livres, sem liberdade de expressão e de imprensa”.

(1º Princípio da Declaração de Chapultepec)

Visualizações desde 31 de Julho de 2009

SEJA UM COLABORADOR DO JORNALISMO INDEPENDENTE

SEJA UM COLABORADOR DO JORNALISMO INDEPENDENTE

TVT: LULA, CIRO E DILMA na inauguração popular da transposição das águas do rio São Francisco

terça-feira, 14 de julho de 2015

0

VIAGEM DE CUNHA E DEPUTADOS AO EXTERIOR CUSTOU R$ 347 MIL. E DO PREFEITO DE BURITI E VEREADORES À BRASÍLIA?QUANTO CUSTOU?

Compartilhe:

Print Friendly and PDF


A viagem oficial de deputados a Israel, Palestina e Rússia, no início de junho, custou aos cofres da Câmara R$ 347 mil em gastos de passagens aéreas e diárias concedidas aos congressistas.
Chefiada pelo presidente da Casa, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), a comitiva teve à sua disposição um roteiro turístico elaborado pela Câmara e foi engrossada por cônjuges de alguns dos parlamentares, entre elas Cláudia Cruz, mulher de Cunha.
Pois bem. Viagens desse tipo, a pretexto de reuniões de trabalho, não estão restritas apenas a parlamentares de Brasília.
Recentemente, em Buriti, uma comitiva de 10 pessoas, entre elas prefeito, vereadores e assessores, foram à capital federal para, segundo eles mesmos, buscar recursos e projetos para o município. Chegando lá, foram recepcionados pelo deputado federal Victor Mendes e conheceram o plenário da Câmara onde se trava os debates nacionais.
A grande diferença é que o gasto relativo às despesas da viagem dos deputados foi divulgado, como manda a lei de transparência.  Porém, o custo para o contribuinte buritiense quanto à viagem da comitiva de Buriti à Brasília continua um mistério.
E quanto aos benefícios concretos para população daquela viagem? Assim como os custos, também não há no reino mineral um ente que saiba demonstrar.
A polêmica da viagem da comitiva à Brasília
A polêmica da ida à Brasília veio à tona quando o blog CORREIO BURITIENSE tratou da viagem e cobrava das autoridades legislativa e executiva que fosse revelado quanto custaria para os contribuintes às despesas com passagens, hospedagens e alimentação dos parlamentares e do prefeito na capital brasileira. (Clique aqui e relembre).
Na comitiva estavam os vereadores Laudelino Mendes (PSB), Rosim, Damin, Renato Barros (PSDC), Arnaldo Cardoso e Vanusa Flora (PC do B), o assessor da vereadora Andrea Costa, o ex-vereador Cesar Costa, o contador da Prefeitura, Jurandir, o vice-prefeito Raimundo Camilo e o prefeito Rafael Mesquita Brasil. Alegação de todos era que havia necessidade de buscar recursos para melhorias do município.
Diante da repercussão do caso, o vereador sargento Vagner (PRP) apresentou um requerimento à Câmara, exigindo que o chefe do executivo fizesse o demonstrativo para Casa do custo para os cofres públicos municipais das despesas com a viagem. No entanto, por ampla maioria, seu requerimento foi rejeitado. Apenas a vereadora Francisca do Cabé e o próprio Sargento votaram a favor. (Clique aqui e relembre)
← Anterior Proxima → Página inicial

0 COMENTÁRIOS:

Postar um comentário

O COMENTÁRIO NÃO REPRESENTA A OPINIÃO DO BLOG; A RESPONSABILIDADE É DO AUTOR DA MENSAGEM. OFENSAS PESSOAIS, MENSAGENS PRECONCEITUOSAS, OU QUE INCITEM O ÓDIO E A VIOLÊNCIA, OU AINDA ACUSAÇÕES LEVIANAS NÃO SERÃO ACEITAS. O OBJETIVO DO PAINEL DE COMENTÁRIOS É PROMOVER O DEBATE MAIS LIVRE POSSÍVEL, RESPEITANDO O MÍNIMO DE BOM SENSO E CIVILIDADE.

Usuários on-line


usuários online