"Não há pessoas nem sociedades livres, sem liberdade de expressão e de imprensa”.

(1º Princípio da Declaração de Chapultepec)

Visualizações desde 31 de Julho de 2009

Conferência de Mulheres da Assembleia de Deus em Buriti-MA

COMO VOCÊ AVALIA OS 100 PRIMEIROS DIAS DA GESTÃO NALDO BATISTA?

IMPOSTOS MUNICIPAIS ARRECADADOS PARA BURITI-MA

Charles Crispim na Balada Fight - Edição Tatto

terça-feira, 5 de maio de 2015

1

AGIOTAGEM: Polícia Prende Prefeitos e Agiota no MA

Compartilhe:

Print Friendly and PDF


Foram presos os prefeitos de Marajá do Sena, Edvan Costa (PMN) e de Bacuri, Nixon dos Santos, e o agiota Josival Cavalcanti da Silva, o Pacovan.
Os prefeitos de Marajá do Sena, Edvan Costa (PMN) e de Bacuri, Nixon dos Santos, e o agiota Josival Cavalcanti da Silva, o Pacovan, foram presos hoje, 5, pela Polícia Civil do Maranhão.
Os três detidos são investigados por esquema de agiotagem em prefeituras do interior do estado.
A Polícia Civil tem ainda um mandado de prisão contra o ex-prefeito de Zé Doca, Raimundo Nonato, o Natin, que está foragido.
Até agora, está confirmado o horário do depoimento apenas de Nixon dos Santos, que ocorrerá às 9h, na sede da Superintendência Estadual de Investigações Criminais (Seic), em São Luís.
O prefeito de Bacuri foi preso por envolvimento com o esquema de Zé Doca. Na cidade, segundo as investigações, uma empresa dele foi contratada para reformar um mercado por R$ 178 mil. A obra nunca foi feita, mas foi paga integralmente.
Pacovan também é acusado de manter negócios na prefeitura de Zé Doca durante a gestão Natin. As acusações apontam que o agiota chegou a receber R$ 4,5 milhões desviados da Saúde e do FUNDEB do município.
O prefeito de Marajá do Sena também é acusado de esquema de agiotagem envolvendo desvio de verbas públicas.
No início do ano, a Polícia Civil divulgou uma lista com 41 municípios que teriam políticos envolvidos com o esquema de agiotagem. As investigações tiveram início com o assassinato do jornalista Décio Sá.
Em março, a polícia fez a Operação Imperador e predeu a ex-prefeita de Dom Pedro, Arlene Barros e o filho dela, Eduardo Barros, o Eduardo Imperador.

*Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.
← Anterior Proxima → Página inicial

1 COMENTÁRIOS:

  1. Anônimo6/5/15 20:21

    Rapaz! ontem estive na prefeitura e ao entrar na sala da dona francisca notei um clima tenso e um choro na cara da erinalda e vez por outra ouvi as palavras policia federal, voltei novamente hoje e perguntei por ela e tentei indagar por que a megera tava choramingando não falaram nada notei que estava sendo inconveniente, mas a curiosidade mata... na rua soube que o secretario de finanças adarias comentou que ela foi depor na policia federal com a ivonilce. Ai tem coisa.

    ResponderExcluir

O COMENTÁRIO NÃO REPRESENTA A OPINIÃO DO BLOG; A RESPONSABILIDADE É DO AUTOR DA MENSAGEM. OFENSAS PESSOAIS, MENSAGENS PRECONCEITUOSAS, OU QUE INCITEM O ÓDIO E A VIOLÊNCIA, OU AINDA ACUSAÇÕES LEVIANAS NÃO SERÃO ACEITAS. O OBJETIVO DO PAINEL DE COMENTÁRIOS É PROMOVER O DEBATE MAIS LIVRE POSSÍVEL, RESPEITANDO O MÍNIMO DE BOM SENSO E CIVILIDADE.

Usuários on-line


usuários online