"Não há pessoas nem sociedades livres, sem liberdade de expressão e de imprensa”.

(1º Princípio da Declaração de Chapultepec)

Visualizações desde 31 de Julho de 2009

Conferência de Mulheres da Assembleia de Deus em Buriti-MA

COMO VOCÊ AVALIA OS 100 PRIMEIROS DIAS DA GESTÃO NALDO BATISTA?

IMPOSTOS MUNICIPAIS ARRECADADOS PARA BURITI-MA

Charles Crispim na Balada Fight - Edição Tatto

domingo, 8 de fevereiro de 2015

3

COLUNA DOMINICAL - UM OLHAR LITERÁRIO DE BURITI

Compartilhe:

Print Friendly and PDF


PACOTE, O NOTÁVEL CICLISTA BURITIENSE

*Por Djalma Passos
Ele era um mestiço diferente, moreno, cabelos duros sempre inclinados, como espinhos do mandacaru, o cacto mais famoso do nordeste! Dificilmente o víamos separado das suas bicicletas, uma Monark e uma Hudson, seu equipamento de trabalho e diversão.
Naquela época, idos de 1958 a 1661, eu ainda garoto e vários outros da minha faixa etária e colegas de classe e conterrâneos e amigos, dentre eles Felinto Pessoa de Faria e Bernardo Onésimo Correia Lima Cunha, vibrávamos com as notícias do nosso Herói PACOTE, que nunca soubemos o seu nome verdadeiro!
O Porto do Mocambinho era uma bênção divina, soberano em beleza doada pelo lindo Rio Parnaíba, que nos ligava à segunda maior cidade do Piauí, onde muitos jovens estudavam, a grande maioria, mulheres que se diplomavam em NORMALISTAS e muitas delas ao conquistarem o tão valioso diploma, vinham transmitir os conhecimentos adquiridos em nossa saudável, tranquila e bela Buriti, onde o verde e as águas límpidas dos riachos e lagos predominavam em beleza e qualidade de vida! Onde a maconha era indicada para fazer chás milagrosos, que curavam de dor de cabeça a dor de barriga e alguns a fumavam para iniciar o seu trabalho matinal! "Pá ispantá o frii", como dizia o meu saudoso amigo ZÉ FULÔ!
Essas professoras e outras pessoas da nossa sociedade, dentre elas senhoras, senhores, jovens estudantes, eram os fregueses do nosso ciclista PACOTE, quando chegavam de Botes, em Mocambinho, navegando pelo Parnaíba. Era ele, o contratado para transportar esses ilustres passageiros, pois era dotado de um físico excepcional, malhado à custa das pedaladas diuturnas em suas bicicletas, que ele próprio fazia a manutenção!
Sua força e habilidade eram tão impressionantes, que em sua bicicleta ele transportava o passageiro, a bagagem composta de uma mala e os acessórios (um saco, a frasqueira e outros...), tudo sem problema algum, era uma tranquilidade para os passageiros e as famílias!
Um certo dia, não me recordo exatamente o mês e o ano, Buriti amanheceu em festa, com a notícia de que o Ciclista PACOTE, tinha vencido uma corrida de bicicletas na cidade de Teresina/PI, um torneio abrangendo o nordeste, salvo engano, cujo grande prêmio foi uma bicicleta nova!
A notícia começou a ser espalhada pelo seu Antônio Ferreira Campos, tabelião do segundo ofício e logo a cidade inteira tomou conhecimento do grande feito! Eu e os meus colegas, fãs do PACOTE, o procuramos pra homenageá-lo com o nosso "Viva o PACOTE” e ele, sorria meio desajeitado, mas sentíamos que ele estava agradecido e feliz, e nós, satisfeitos, por termos participado daquela festa simples, mas justa, de um herói de carne e osso e ainda mais importante, o primeiro Herói, genuinamente buritiense! 
Nunca vi ou ouvi alguém falar, que o PACOTE tenha se envolvido, em qualquer entrevero, que tenha se embriagado, com bebida alcóolica ou qualquer outro tipo de droga, que tenha desrespeitado qualquer pessoa, homem, mulher ou criança! 
De riqueza, ele deixou para todos os filhos da nossa terra, um exemplo de força física, moral e espiritual, que nos dá orgulho! E era analfabeto e pobre de bens materiais! 
Onde quer que esteja, CICLISTA PACOTE, receba esta pálida homenagem por ter ajudado a construir a história que engrandece a nossa querida Buriti e orgulha todos os filhos dela, que a amam sem visar seu patrimônio material!
Eu, com saudade das vezes, que viajei, com você, daquele dia em que lhe vi ser consagrado HERÓI BURITIENSE, digo-lhe, com a voz embargada: descanse em paz, meu conterrâneo PACOTE, Herói, da aurora da minha vida!

*Djalma Passos: buritiense, ardoroso amante da minha terra, deu meus primeiros passos no velho Grupo Escolar Antonio Faria, cursei o Ginásio Industrial na antiga Escola Técnica Federal do Maranhão, estudei o Curso Científico no Liceu Piauiense e o conclui no Liceu Maranhense, militei na área de educação, orientando nas matérias português e inglês, cursei a Faculdade de Direito de São Luís/UFMA, pós graduado no primeiro Curso de Formação de Magistrado do Maranhão, Direito Civil e Penal, Delegado de Polícia Civil concursado, aposentado na Classe Especial, exerci todos os cargos de comando da Secretaria de Segurança Pública, inclusive o de Secretário, advogado legalmente inscrito e em dia, na OAB/MA em atividade, detesto injustiça de qualquer ordem, principalmente praticada contra pobres e oprimidos, em favor dos quais atuo, como o fiz no último Júri realizado em Buriti no último dia 02 de dezembro próximo passado! Adoro minha Buriti e tudo o que ela ainda tem de bela, principalmente a sua gente!
← Anterior Proxima → Página inicial

3 COMENTÁRIOS:

  1. Djalma, como Buritiense, nascida no povoado Espigarda, filha do Sr.José Chaves, atualmente residente no povoado Laranjeira, assim como você, lutei muito para cursar a faculdade de Administração de Negócios - UEMA, Especialização em Políticas Públicas - UFMA e atualmente cursando o 7º período de Direito na Universidade Ceuma. É com enorme prazer que acompanho suas homenagens e lembranças, escritas magistralmente e de forma cativante. Sou uma eterna apaixonada por nossa querida Buriti onde vivi e conheci pessoas maravilhosas. Parabéns!

    ResponderExcluir
  2. Djalma, como Buritiense, nascida no povoado Espigarda, filha do Sr.José Chaves, atualmente residente no povoado Laranjeira, assim como você, lutei muito para cursar a faculdade de Administração de Negócios - UEMA, Especialização em Políticas Públicas - UFMA e atualmente cursando o 7º período de Direito na Universidade Ceuma. É com enorme prazer que acompanho suas homenagens e lembranças, escritas magistralmente e de forma cativante. Sou uma eterna apaixonada por nossa querida Buriti onde vivi e conheci pessoas maravilhosas. Parabéns!

    ResponderExcluir
  3. Anônimo9/2/15 14:19

    KKKKK, cada uma com suas loucuras.

    ResponderExcluir

O COMENTÁRIO NÃO REPRESENTA A OPINIÃO DO BLOG; A RESPONSABILIDADE É DO AUTOR DA MENSAGEM. OFENSAS PESSOAIS, MENSAGENS PRECONCEITUOSAS, OU QUE INCITEM O ÓDIO E A VIOLÊNCIA, OU AINDA ACUSAÇÕES LEVIANAS NÃO SERÃO ACEITAS. O OBJETIVO DO PAINEL DE COMENTÁRIOS É PROMOVER O DEBATE MAIS LIVRE POSSÍVEL, RESPEITANDO O MÍNIMO DE BOM SENSO E CIVILIDADE.

Usuários on-line


usuários online