"Não há pessoas nem sociedades livres, sem liberdade de expressão e de imprensa”.

(1º Princípio da Declaração de Chapultepec)

Visualizações desde 31 de Julho de 2009

COMO VOCÊ AVALIA OS 100 PRIMEIROS DIAS DA GESTÃO NALDO BATISTA?

IMPOSTOS MUNICIPAIS ARRECADADOS PARA BURITI-MA

quarta-feira, 31 de dezembro de 2014

43

EXCLUSIVO – FARRA COM O DINHEIRO PÚBLICO EM BURITI: Presidente Laudelino e Ex-Vereador Raimundo Camilo, Atual Vice-Prefeito, Prestaram Contas Ao TCE Mostrando Que Câmara Municipal Passou Por Duas Reformas Com Custo Superior a 231mil Reais.

Compartilhe:

Print Friendly and PDF


Mais uma vez a dupla presidencial Laudelino Mendes e Raimundo Camilo precisa esclarecer a população como são gastos os recursos da Câmara.
Em agosto deste ano, o Correio revelou um esquema de contratos suspeitos em aluguel de carros mantidos desde 2011 no valor superior a 58 mil reais.

Transparência, publicidade dos atos, prestação de contas com a população. Esse não parece ser o forte da Câmara Municipal de Buriti.  As prestações de contas dos últimos dois presidentes da Casa Legislativa de Buriti revelam gastos assustadores em obras ou contratos suspeitos.
O blog CORREIO BURITIENSE teve acesso às prestações de contas do vereador Laudelino Mendes, que finda hoje seu mandato na Mesa, referentes ao ano de 2013, e as do ex-presidente e atual vice-prefeito Raimundo Camilo.  Os gastos são assustadores, principalmente quando se leva em conta as ações efetivas da Câmara.
O que mais chama a atenção foram duas reformas feitas na Câmara Municipal. Uma, em 2011, que custou R$ 84.426,33 na gestão de Raimundo Nonato Mendes Cardoso (Raimundo Camilo) e, logo em seguida, em menos de dois anos da primeira, no comando do presidente Laudelino Mendes, outra num valor de R$ 147.351,00. Ou seja, as duas juntas custaram R$ 231.777,33 (duzentos e trinta e um mil, setecentos e setenta e sete reais e trinta e três centavos).
Se o leitor está impressionado com o valor das reformas observe as modificações feitas na estrutura da Câmara e fique atento ao enredo licitatório da empresa vencedora.
No inicio de 2011, o então presidente Raimundo Camilo solicitou a realização de um certame para realização de reforma do prédio da Câmara municipal de Buriti para “atender as necessidades de melhorias para população e funcionários”. A Comissão Permanente de Licitação, então, fez a concorrência.
Participaram da licitação três empresas: Construtora Bonjardinense Ltda; Construtora Oliveira Pereira Ltda e Construtora Centro do Peritoró Ltda.
A empresa vencedora foi a Construtora Centro do Peritoró Ltda, que, na época da fundação, ficava localizada na Rua do Campo Brasil, s/n, Centro, em Peritoró. Em seu contrato de constituição, de 30 de outubro de 2003, a Centro Peritoró tem como participação os sócios Agostinho de Souza Barros, detentor de 70% das cotas da sociedade, e José Martinho de Sousa Araújo, dono do restante de 30% das cotas societárias.  Porém, em 30 de março de 2011, portanto, perto do início da primeira reforma da Câmara de Buriti, o sócio Agostinho de Souza Barros transfere suas 47.000 cotas (cada cota custa um real o que significa dizer um valor total 47 mil reais) para Alex Ramont Oliveira de Barros. Mas não foi só isso. O poderoso Alex Ramont Barros, morador do Cohatrac II em São Luís, passou a ser o administrador da sociedade, pela cláusula quarta, da alteração contratual. (Veja abaixo)
Contrato De Constituição


Alteração Contratual




Sócio Administrador da Empresa Alex Ramon O.Barros

 Pelos termos do contrato de reforma, com infraestrutura seriam gastos mais de 16 mil reais; cobertura da Câmara, mais de 8 mil reais; revestimentos, mais de 10mil reais; pavimentação foram mais de 14 mil reais; instalações sanitárias mais de 7 mil reais, entre outros; num custo total de R$ 84.426,33. (Veja contrato abaixo)









Para conferir o resultado desta reforma para melhoria da Casa, em 2011, procura-se um ente mineral que posso atestar.
Pois bem.  Considerando que as modificações de custo de mais de 84mil reais não tenham sido suficientes para “atender as necessidades de melhorias para população e funcionários”, o presidente Laudelino Mendes também resolve fazer uma reforma (da reforma!!!) da Câmara em 2013.
A empresa responsável também foi a Construtora Centro do Peritoró Ltda, só que agora tem um detalhe curioso, caro leitor: a empresa tem sede na Rua Inácia Vaz, nº 281, Centro, em Buriti-MA. Esta informação consta na Nota fiscal de prestação de serviços Nº 405, com data de emissão de 17 de maio de 2013, das prestações apresentada pelo presidente Laudelino ao TCE. Nela há o valor global da reforma de 147.351 reais. Já na Nota de Liquidação de 19 de julho de 2013 também consta a sede da empresa em Buriti e um repasse a ela de R$ 73.675,50, como parcela do total do valor de empenho da reforma. O Correio Buritiense não conseguiu localizar nas prestações de 2013 dados da licitação e do contrato com a construtora Centro do Peritoró.

Quem costuma frequentar as sessões, percebeu que houve sim boas e poucas modificações no prédio na gestão de Laudelino, como consequência daquela reforma. Portas de vidro foram colocadas e um mural na entrada com placas constando foto e informações dos vereadores da legislatura atual. Mas o gasto de 147 mil reais parece muito para o feito.
O Correio Buritiense não localizou o endereço informado como sede da empresa em Buriti.
Espera-se que tanto o vereador Laudelino Mendes quanto o vice-prefeito Raimundo Camilo venham a público esclarecer o que eles encaminharam ao TCE/MA. O blog está à inteira disposição para ouvi-los sobre essas reformas. O contribuinte agradece.

Orçamento anual da Câmara
Esta não é a primeira vez que a dupla Laudelino Mendes e Raimundo Camilo está por trás de gastos suspeitos na Câmara. Em agosto deste ano, o CORREIO também revelou um esquema de contratos suspeitos em aluguel de carros mantidos desde 2011 no valor superior a 58 mil reais.  
Para saber mais ou relembrar clique no link abaixo:

O que o leitor (e contribuinte) deve ficar atento é para o fato de que o orçamento anual da Câmara é superior a um milhão de reais, o que dá algo em torno de 96 mil por mês.  Excluindo o gasto corrente (de salários de funcionários, assessores e vereadores) sobram cerca de 20 a 30 mil reais mensais cujo uso é definido pelo presidente da Casa. E é em cima desses valores que são feitos esses contratos suspeitos.
3

CÂMARA MUNICIPAL DE BURITI REALIZA DIA 1º A POSSE DA NOVA MESA DIRETORA PARA BIÊNIO 2015-2016

Compartilhe:

Print Friendly and PDF


A Câmara Municipal de Buriti realiza nessa quinta-feira, 1º de Janeiro de 2015, no plenário da Casa, a partir das 9h, a posse da nova Mesa Diretora da Casa, que terá o vereador Jorge (PDT) como presidente.
A eleição da Mesa, para quem não se lembra, se deu em meio à polêmica da vitória para presidência do vereador Jorge com o apoio dos governistas.
Jorge já garantiu em carta aberta e em sessão na Câmara que fará gestão transparente e diferente dos recursos da Casa.

Confira a cobertura da posse e detalhes dos bastidores aqui no CORREIO.
0

GOVERNO REAJUSTA SALÁRIO MÍNIMO PARA R$ 788 A PARTIR DE 2015

Compartilhe:

Print Friendly and PDF


*Com informações do Consultor Jurídico em www.jusbrasil.com.br
Foto Crédito: Agência Brasil
A presidenta Dilma Rousseff sancionou o aumento do salário mínimo. O valor básico para 2015 passa a ser de R$ 788, o que significa um aumento de 8,8% em relação ao valor pago em 2014 (R$ 724). A medida foi tomada um dia depois de o governo apresentar uma proposta que pode dificultar o acesso de empregados ao Fundo de Amparo ao Trabalhador e benefícios previdenciários.
De acordo com o Decreto Lei 8.381 publicado nesta terça-feira (30/12), a nova remuneração mínima para os trabalhadores passa a vigorar a partir do dia 1º de janeiro de 2015, próxima quinta-feira. O texto estabelece, também, que o valor mínimo para o dia de trabalho fica em R$ 26,27 e a hora, R$ 3,58. Segundo o texto, o valor segue a "política de valorização em longo prazo" do salário.
. O aumento beneficiará 48 milhões de pessoas que têm renda vinculada ao piso nacional, segundo o Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese).
O valor de R$ 788 estava previsto na proposta orçamentária entregue pelo governo ao Congresso Nacional. O salário mínimo é calculado a partir de uma fórmula que leva em conta a inflação do ano anterior e o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) de dois anos antes.
Segundo a tabela de preços do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese), o salário mínimo deveria ser de R$ 2.748,22 em janeiro deste ano. Ou seja, quase quatro vezes mais do que o montante pago. O valor apresentado pelo Dieese é calculado a partir do custo da cesta básica na cidade de São Paulo, considerando a determinação constitucional de o salário mínimo ser suficiente para suprir os gastos com moradia, alimentação, saúde, educação, vestuário, higiene, transporte, lazer e previdência.


*Consultor Jurídico-Publicação independente sobre direito e justiça. Criada em 1997, a revista eletrônica Consultor Jurídico é uma publicação independente sobre direito e justiça que se propõe a ser fonte de informação e pesquisa no trabalho, no estudo e na compreensão do sistema judicial. A ConJur é editada por jornalistas com larga experiência nas mais conceituadas...

segunda-feira, 29 de dezembro de 2014

0

Confira Imagens E Detalhes do III AMISTOSO DE CONFRATERNIZAÇÃO ENTRE AMIGOS DO EVALDO VERSUS AMIGOS DO TADEU

Compartilhe:

Print Friendly and PDF


Aconteceu na manhã de ontem (28), no Campo Society do Casa Clube, a 3ª edição do Amistoso de Confraternização de final de ano entre as equipes  Amigos de Evaldo versus Amigos de Tadeu.
Os Amigos de Tadeu promoveram um verdadeiro massacre sobre a equipe dos Amigos de Evaldo. Eles venceram por 13 a 7, com a artilharia de Netinho Pokémon que fez 4 gols.
Nesse jogo, além do artilheiro, tiveram ainda mais dois destaques: Pingo, dos Amigos de Tadeu, que fez um golaço de voleio, e o segundo, destaque negativo, foi o atleta Zé Ernandes (“Televisão”) eleito pelos amigos envolvidos no amistoso e também pelos torcedores presentes como o pior jogador em campo. Em tom de brincadeira, o classificaram até como o “pior atleta do planeta ou mesmo da galáxia”.
A primeira edição desse confronto foi no ano de 2012, quando os Amigos de Evaldo venceram; já em 2013 saíram vitoriosos os Amigos de Tadeu.
Após o jogo todos foram pra um churrasco no Recanto do Talarico.
VEJAM AS IMAGENS DO AMISTOSO











34

EM DISCURSO NO ANIVERSÁRIO DE BURITI, PREFEITO RAFAEL FALA EM MUDANÇA DE RUMO EM SUA ADMINISTRAÇÃO, MAS FOI HOSTILIZADO POR POPULARES.

Compartilhe:

Print Friendly and PDF


Prefeito Rafael Mesquita prega mudança em seu governo
Ele foi vaiado durante a noite antes do show de Mara Pavanelly.
O discurso tem o simbolismo de um possível rompimento com o ex-prefeito Neném Mourão
Em discurso proferido na ocasião do corte simbólico do bolo de 20 metros em 06 de dezembro, no aniversário de Buriti-MA, o prefeito Rafael Mesquita (PRB) falou em mudança de rumo em seu governo, deixando implícito o rompimento com o ex-prefeito Neném Mourão.
A tentativa de se afastar do ex-prefeito já se desenhava desde o final do ano de 2013, mas as dificuldades nos processos de cassação do seu mandato acabaram por aproximar novamente a criatura do seu criador.
No entanto, neste ano as relações políticas e pessoais entre o prefeito Rafael e seu sogro ex-prefeito se deterioraram de uma vez por todas ao ponto de auxiliares mais próximos afirmarem não ter mais volta.
A principal questão de discórdia estaria na semed (Secretaria Municipal de Educação) loteada por apaniguados do ex-prefeito Neném Mourão.  Testemunhas relataram ao CB que Rafael teria ficado indignado por dar uma ordem no âmbito da educação e só vê-la ser cumprida após o atual secretário consultar o ex-prefeito para autorizar a execução.  O CORREIO teve relato também de uma discussão ríspida entre os dois.
A demonstração clara do racha ficou por conta da ausência de Neném Mourão e sua esposa Ivonilce Mourão na cerimônia de hasteamento da Bandeira e durante todo o dia de programação do aniversário da cidade. Seu nome sequer foi citado por Rafael Mesquita que, segundo especulações, deve fazer modificações na Semed e na Secretaria de Assistência Social, com a troca de secretários. (Aliás, o ex-prefeito tem sido visto em conversas de pé de ouvido com Naldo Batista).
Durante o discurso Rafael também citou as dificuldades que, segundo ele, vinha passando ao longo dos dois anos de mandato. “Você começa a analisar que tem tudo para dar certo e quase tudo vai dando errado”, disse ele.
O prefeito disse ainda que está colocando em dias os débitos do município, pois, de acordo com ele, estava governando no vermelho. Ele falou também sofrer perseguições (não especificou de quem!).
Fez agradecimentos aos “amigos” e secretariados e disse que vive um momento em que está se reerguendo, citando obras em andamento no seu governo. Para ele, há muito sendo feito, mas “estava faltando ser mostrado”, disse.
ASSISTAM ABAIXO O DISCURSO, NA ÍNTEGRA, DO PREFEITO RAFAEL.

Insatisfação
Se no discurso da manhã do dia 6 de dezembro não houve reação negativa por parte do público (até porque tinham poucas pessoas, além da imprensa e secretariado) à noite o prefeito foi hostilizado pelo público que estava aguardando pelo show de Mara Pavanelly.
Na hora da fala, o prefeito foi surpreendido por populares que atiravam de volta bonés comemorativos que haviam sido distribuídos. Em seguida, quando foi falar houve um coro de vaias ao prefeito, que teve de abreviar a fala para evitar maiores constrangimentos.

Verdadeira mudança de rumo
O prefeito Rafael Mesquita em seu discurso fala de mudanças. Entretanto, palavras não são mais suficientes para convencer o buritiense já calejado de promessas fajutas de políticos que se revezam no poder com o intuito de apenas enriquecer e nele permanecer.
Também não basta a inauguração de obras mal acabadas, como a Avenida Nova, ou de obras que até mesmo o mundo mineral sabe que já deveriam ter sido concluídas desde a gestão do ex-prefeito, como no caso de poços artesianos.
O primeiro passo concreto de mudança de rumo, se este for de fato seu desejo, seria o rompimento cabal com o ex-prefeito Neném Mourão e todo o seu grupo infestado nas secretarias de saúde, educação e assistência social, troica dos maiores recursos da administração municipal. A substituição destes secretários já seria um sinal real de mudança.
Porém, o fantasma de uma possível 3ª cassação em primeira instância judicial já teria aproximado Rafael do ex-prefeito.
Outro ponto seria um ajuste nas contas públicas, com revisão de contratos de alto valor com empresas que prestam serviços ao município, a fim de economizar, e atualizar os pagamentos dos servidores municipais, tanto os efetivos quanto os contratados, estes com atrasos que chegam há mais de quatro meses.
Também seria necessária uma nova forma de gerir os recursos públicos, com mais transparência, sem gastanças e com participação popular efetiva.
Na Câmara deve haver um rearranjo na base governista que descarte o toma lá dá cá e passe a considerar o interesse público. Por sinal, chamou atenção na cerimônia matinal a presença da então oposicionista vereador Vanusa Flora (PC do B), que meses atrás se envolveu num bate-boca na Câmara com o vereador Jorge (PDT) pela decisão do pedetista em aceitar a presidência da Casa com o apoiou unânime dos governistas. Seria um inicio da nova composição do grupo de Rafael Mesquita?
A tarefa não é fácil é verdade, tanto por conta da pressão dos adversários como das resistências internas (o chamado “fogo amigo”). Mas se a intenção é fazer uma administração em benefício dos buritienses e a favor do progresso da cidade essas medidas já seriam um bom começo. A conferir.
0

CARGO OU EMPREGO PÚBLICO: ENTENDENDO AS DIFERENÇAS

Compartilhe:

Print Friendly and PDF


*Publicado em www.jusbrasil.com.br
O art. 37, inciso II da Constituição Federal de 1988 afirma que:
"A investidura em cargo ou emprego público depende de aprovação prévia em concurso público de provas ou de provas e títulos, de acordo com a natureza e a complexidade do cargo ou emprego, na forma prevista em lei, ressalvadas as nomeações para cargo em comissão declarado em lei de livre nomeação e exoneração". Sobre "forma prevista em lei".

Cabe ressaltar que se trata da lei 8.112/90, que dispõe sobre o regime jurídico dos servidores públicos civis da União, das autarquias e das fundações públicas federais. Ainda no supracitado inciso, observa-se que há diferenciação no que remete a cargos ou empregos públicos, gerando possíveis dúvidas para aqueles desacostumados com tais termos. A fim de esclarecer eventuais controvérsias, ilustra-se a seguinte tabela:

2

VEREADOR DE BREJO/MA É PRESO NO PIAUÍ COM MOTO ROUBADA

Compartilhe:

Print Friendly and PDF


*Publicado por Redação do www.cidadeverde.com
 A polícia da cidade de Porto, localizada a 183 km de Teresina, efetuou na noite do último sábado (27) a prisão do vereador Daniel Filho (PP), da cidade maranhense de Brejo, com uma motocicleta roubada.
De acordo com o delegado da cidade, Dennis Sampaio, por volta das 21h30 uma guarnição da Polícia Militar realizou uma ronda no cais do rio Parnaíba e localizou duas motos roubadas, uma delas de posse do vereador, que estava na cidade para participar de uma vaquejada. 
Daniel Filho(PP), vereador de Brejo
O vereador, que é presidente da Câmara Municipal de Brejo, foi encaminhado para a delegacia e indiciado por crime de receptação. "Ele afirmou que tinha comprado a moto há alguns meses e que, por confiar na pessoa que o vendeu, não pediu os documentos, apenas uma nota fiscal, que estava ilegível", afirmou o delegado.
 Ainda segundo o delegado, grande parte das motos roubadas na região de Teresina é enviada para a região de Brejo, no Maranhão. "É muito comum fazermos rondas na região e encontrarmos motos roubadas em Teresina".
Daniel Filho foi liberado após o pagamento de fiança, estipulada em 03 salários mínimos (R$ 2.172,00). 

domingo, 28 de dezembro de 2014

2

COLUNA DOMINICAL - UM OLHAR LITERÁRIO DE BURITI

Compartilhe:

Print Friendly and PDF


ENCONTRO COM A VIDA


* Por José Borges
Um dia, talvez, eu consigo vencer
desejos, saudades,
receios, vontades...
Um dia, talvez, eu deixe de ter
encontros, emoções,
sonhos, paixões...
Um dia, talvez, eu possa evitar
pensamentos, olhares,
mudanças, lugares...
Quando tudo isso acontecer, amigo,
saiba que já não existo mais...
MORRI.

*JOSÉ PEREIRA BORGES: poeta e professor nascido em Teresina, capital do Piauí, em 6 de Janeiro de 1950. Quando adolescente, ao mesmo tempo em que estudava para técnico agrícola em Teresina, foi comerciário na Firma Expedito Leite Chaves; depois cobrador e fiscal de ônibus. Posteriormente, foi apontador e auxiliar de contador numa empresa de São Paulo, que tinha filiação em Teresina. Seu último emprego na capital foi de recenseador por um mês no IBGE, quando passou a morar em Coelho Neto no final de 1970, onde trabalhou cinco meses no Grupo Bacelar. De Julho de 1971 foi secretário adjunto na Prefeitura. Em 1975, já casado, foi morar em Buriti, onde trabalhou como operador da Telma e escrivão da Polícia da cidade, chegando ser também delegado substituto.  Em setembro de 1979 recebeu da Câmara Municipal o titulo de Cidadão Buritiense. Em 1983 passa residir em Santa Quitéria, onde trabalhou no INCRA, foi Secretário na Prefeitura Municipal da cidade e professor de diversas disciplinas na Escola Cônego Nestor Cunha. Quando retornou a Buriti, atuou como advogado; foi professor de História e Filosofia na escola municipal Complexo Educacional Professora Carmem Costa. Trabalhou ainda na EMATER-MA, onde conseguiu muitos projetos como açudes; e na também na secretaria de cultura de Buriti. Em 1997, morre vítima de infarto fulminante. (Com informações biográficas do livro recém-lançado Vozes Poéticas dos Morros Garapenses - Antologia dos Poetas da APA).

sábado, 27 de dezembro de 2014

0

UM SHOW DE PRÊMIOS DA FARMÁCIA MENOR PREÇO EM BURITI/MA

Compartilhe:

Print Friendly and PDF


A Farmácia Menor Preço faz aniversário de dois anos e os presenteados serão seus clientes.
O microempreendedor Neto Fernandes vai possibilitar aos seus clientes a chance de serem sorteados. Ele promoverá neste domingo (28) um grande sorteio de brindes, a partir das 10h, no Recanto do Talarico.
Após os sorteios ainda haverá animação ao vivo, com entrada franca para todos, com Ana Cássia e a banda “Dose Dupla”, de Brejo/MA.
A promoção da Farmácia Menor Preço, localizada na Av. Condoca Machado, próximo ao Mercado Central, está provocando uma grande movimentação em seu estabelecimento. A cada 10 reais em compras de medicamento, você tem direito a 01 cupom para o sorteio de valiosos prêmios.
Já foram distribuídos mais de 80 mil cupons e a previsão da gerência é que chegue aos 100 mil até a noite de hoje (27). Os prêmios a serem sorteados estão em amostra em frente à Menor Preço.

Nesta primeira edição promocional pelos seus dois anos de sucesso, a Menor Preço distribuirá vários prêmios sendo o principal deles uma motocicleta.
Confira abaixo a lista completa dos prêmios e corra para buscar seu cupom, pois ainda dá tempo.
  
PROGRAMAÇÃO DO SORTEIO DA FARMÁCIA MENOR PREÇO

01-SANDUICHEIRA
02-LIQUIDIFICADOR
03-CAFETEIRA
04-BATEDEIRA
05-APARELHO DE DVD
06-MÁQUINA DE LAVAR
08- UM VENTILADOR
09-UMA BICICLETA
10-UMA FAN 125cc ZERO KM

sexta-feira, 26 de dezembro de 2014

0

ESCRITOR LANÇA LIVRO INÉDITO E GRATUITO SOBRE POETAS DA APA DOS MORROS GARAPENSES

Compartilhe:

Print Friendly and PDF


Entre as 25 biografias estudadas, o livro contém 10 poetas buritienses. Toda essa riqueza cultural está disponível, gratuitamente, em formato de e-books, podendo ser baixado e lido em notebook, PC, tablet´s, smartphones e celulares.
O escritor Francisco Carlos Machado lançou oficialmente, na última terça-feira (23/12), em formato de e-book, um amplo estudo sobre a poesia e a vida de poetas da região conhecida como APA dos Morros Garapenses.
Com a antologia “Vozes Poéticas dos Morros Garapenses”, não apenas a cidade de Duque, mas toda Unidade de Conservação, que inclui também Coelho Neto, Afonso Cunha e Buriti, passa a desempenhar um papel essencial na realização de ações em prol dos artistas da palavra, contribuindo com suas motivações e apoio ao desenvolver seus talentos artísticos e literários.
PARA BAIXAR O LIVRO (OU VISUALIZÁ-LO ONLINE):



A antologia foi fruto de árduos trabalhos de pesquisas, entrevistas e leituras, numa empreitada que começou em agosto de 2011, logo após a realização do I Encontro Literário da APA, na cidade de Coelho Neto.
À medida que as pesquisas eram feitas, em intervalos das viagens pelo Maranhão e no Brasil; nas horas livres dos estudos do Seminário de Teologia; das demandas da luta em reuniões, audiências e embates constantes contra os destruidores da natureza de nossa Unidade de Conservação, no sonho de fazê-la dar certo, o escritor, aos pouco, como um artesão, pacientemente, escrevia a obra, junto com outros trabalhos literários.
As dificuldades do autor foram muitas. Houve um momento na construção dos  “Vozes Poética dos Morros Garapenses” que ele passou meses longe do Maranhão, estudando linguística e teologia em Brasília, no ano de 2013, e, mesmo assim, o trabalho continuou até ser finalizado.
Desde o ano passado que a obra está praticamente pronta. “Tentamos publicar em formato impresso, mas diversas adversidades se opuseram em nosso caminho, o que nunca nos fez desistir do nosso objetivo de construir conhecimento, educar, levar cultura a nossa gente. E no não desistir, o livro agora sai em E-book: digital, gratuitamente, oportunizando acesso livre para todos os cidadãos garapenses, como do Brasil, conhecer nossos poetas”, disse Francisco Carlos.
Dividida em três partes, a antologia literária contém uma resenha histórica da criação da APA dos Morros Garapenses e do Movimento literário da Unidade; o perfil biográfico de 22 poetas oriundos e vivendis da APA, com mostra de seus poemas (sendo 10 poetas de Buriti, 04 de Duque e 08 de Coelho Neto); e um anexo sobre a vida de dois poetas, Coelho Neto e Afonso Cunha, que dão nome a duas cidades da Unidade, e alguns de seus poemas.
 Para o autor Francisco Carlos, o grande desejo com a publicação desta antologia não é a busca de reconhecimento humano, mas “o grande desejo e o sonho é fazer com quer o bem e a vida vença neste lugar do mundo, chamado APA dos Morros Garapenses”.
“E para isso acontecer, os poetas com suas  poesias devem ser personalidades  atuantes – proativas - entre o povo, levando arte e beleza das palavras; doando emoção e encanto, cultura, educação, informação; cuidando também das nascentes, das árvores das praças, das florestas dos morros; dos pássaros e dos repteis; das crianças, dos jovens e dos velhos; amando e respeitando toda forma de vida existente nesta Unidade de Conservação, pois esse é o caminho da realização plena e da felicidade verdadeira”, finalizou o autor.

Sobre o autor
Nascido em 1978, na região dos Morros Garapenses, em Duque Bacelar - MA, Francisco Carlos M. Machado é escritor, poeta, ambientalista, teólogo, missionário evangélico, blogueiro e crítico literário. Ele também é autor de dois livros de poesias, Na escuridão e no Dia Claro e Adolescência Poética; e organizador da antologia “Escritos dos Morros”, além de outras produções em prosa.  

O autor de “Vozes Poética dos Morros Garapenses” agendou uma entrevista que será postada em breve aqui no blog Correio Buritiense (CB) para tratar de seu novo livro. Aguarde.
1

BASTIDORES DA POLÍTICA DE BURITI/MA: Rumores de nova cassação assombram governistas

Compartilhe:

Print Friendly and PDF



Durante toda última quarta-feira (24/12), véspera de Natal, rumores sobre uma possível cassação do prefeito Rafael (PRB) e seu vice Raimundo Camilo, dominaram os bastidores políticos de Buriti. Em todas as rodas de conversas pela cidade, dava-se como fato consumado a cassação do prefeito pela Justiça Eleitoral, em decorrência de um processo que pede sua cassação que ainda tramita na Comarca do município. Fontes governistas ouvidas pelo blog afirmaram se tratar apenas de comentários.
O Correio Buritiense (CB) pesquisou, ainda na terça-feira 24, no site do TRE/MA, um possível despacho que indicasse a cassação do prefeito, mas não havia não de oficial publicado. Portanto, até o momento são apenas boatos que se espalham velozmente pela cidade.
De qualquer maneira, pelo sim, pelo não, é bom que os governistas ponham barbas e bigodes de molho, pois uma terceira cassação em dois anos de mandato pode não ser suportável.  

quinta-feira, 25 de dezembro de 2014

0

PRAZO PARA JUSTIFICAR AUSÊNCIA DO VOTO NO 2º TURNO TERMINA SEXTA-FEIRA (26) NO MA

Compartilhe:

Print Friendly and PDF


Quem não justificar falta pode ficar sem receber salário ou pedir empréstimo.
Confira o endereço e horário de funcionamento da sua Zona Eleitoral.
*Do G1 MA
Os eleitores que não votaram no 2º turno das eleições tem até esta sexta-feira (26) para justificar a ausência nas urnas.  Em São Luís, capital maranhense, quem ainda não compareceu ao Cartório Eleitoral deve ficar atento aos horários de funcionamento. Devido ao final de ano, os funcionários do Cartório estão trabalhando em sistema de plantão.
Na região metropolitana de São Luís o atendimento será feito a partir de 13h e se estenderá até às 18h. Nos municípios do interior os Cartórios funcionam de 8h às 13h. Os formulários de justificativa estão disponíveis nos cartórios eleitorais de São Luís e no interior do estado. O requerimento também poderá ser obtido pela internet, no site do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).
Para regularizar a situação sem custo algum, o eleitor deve preencher o requerimento de justificativa eleitoral e entrega-lo no Cartório Eleitoral em que esteja inscrito, juntamente com um documento oficial com foto e um documento que comprove a impossibilidade de comparecimento no dia do Pleito. Se o eleitor não estiver em seu domicílio eleitoral, deverá encaminhar o requerimento pelos Correios.
 Além do formulário preenchido, o eleitor também precisa apresentar a declaração de órgão público ou instituição privada atestando que estava trabalhando em outro município ou no exterior, comprovante de intercâmbio, declaração de estabelecimento de ensino em outra localidade ou atestado médico. A aceitação ou não da justificativa apresentada fica a critério do juiz do Cartório Eleitoral.
Vale lembrar que a justificativa só é válida para o turno que o eleitor não esteve presente. Se o eleitor deixou de votar nos dois turnos, ele deverá justificar a ausência em cada turno separadamente. Este é o prazo final para que o Tribunal de Justiça do Maranhão (TRE) possa analisar o motivo da falta apresentada pelo eleitor. O cidadão que se justificou em algum local de votação no dia 26 de outubro deste ano já está quite com as obrigações democráticas.

Punições e consequências
A pessoa que não justificar a falta ao voto ou se o juiz não aceitar a motivação apresentada, fica sujeito ao pagamento de multa de 3% a 10% sobre o salário-mínimo que é de R$ 724. Se não votar em três eleições consecutivas, não justificar e não pagar a multa terá a inscrição cancelada, sendo excluída do cadastro de eleitores após seis anos.

A situação irregular resulta em consequências como o bloqueio do recebimento de salário ou vencimentos de órgãos públicos e de instituições de qualquer natureza que recebam verbas públicas, impossibilidade de obter passaporte ou carteira de identidade, renovar matrícula em instituição de ensino oficial ou fiscalizado pelo governo, inscrever-se em concurso ou prova para cargo ou função pública, entre outras.
← Anterior Proxima → Página inicial

Usuários on-line


usuários online