"Não há pessoas nem sociedades livres, sem liberdade de expressão e de imprensa”.

(1º Princípio da Declaração de Chapultepec)

Visualizações desde 31 de Julho de 2009

SEJA UM COLABORADOR DO JORNALISMO INDEPENDENTE

SEJA UM COLABORADOR DO JORNALISMO INDEPENDENTE

TVT: LULA, CIRO E DILMA na inauguração popular da transposição das águas do rio São Francisco

segunda-feira, 31 de março de 2014

3

AMIB PROMOVERÁ NO PRÓXIMO SÁBADO (05/04) O LANÇAMENTO OFICIAL DO III FESTIVAL BURITIENSE DE POESIA

Compartilhe:

Print Friendly and PDF


Em sua 3ª edição o festival homenageará o poeta Lili Lago.
Com essa iniciativa a AMIB continua incentivando a produção poética em Buriti/MA.
A Associação de Amigos de Buriti (AMIB) realizará no próximo sábado (05/04) o lançamento da 3ª edição do Festival Buritiense de Poesia.
Os festivais são oportunidades de reconhecimento e valorização de talentos de buritienses e pessoas residentes em Buriti e este ano está abrindo oportunidade de participação para toda região do Baixo Parnaíba.
 Em decorrência das experiências exitosas dos festivais anteriores que ocorreram em 2010 e 2012, a AMIB firmou o compromisso de transformar o Festival numa atividade permanente, com realização de 2 em 2 anos.
O III Festival Buritiense de Poesia possibilita aos participantes (crianças, jovens, adultos e idosos) o acesso a linguagem literária, no gênero poesia, enriquecendo a subjetividade, o vocabulário e o aumento da autoestima o que pode apontar para novas perspectivas de vida e a revelação de talentos. Possibilita também a participação em um movimento cultural inovador, contribuindo para inserir na agenda local e regional um evento construtivo, agregador, pacífico e saudável.
O Festival é ocasião para homenagear poetas buritienses e/ou residentes em Buriti. Na primeira edição (2010) o homenageado foi o poeta José Borges; na segunda, em 2012, foi a vez do poeta e artista Bill de Jesus e nesta versão de 2014 o grande contemplado será o poeta Lili Lago.
A fim de qualificar tanto a autoria como a interpretação de poemas, em 2013, a própria AMIB realizou uma Oficina de Poesia em abril, ministrada pela poetisa Maria Vilmar Machado Vilar, com 36 participantes e uma Oficina de Linguagens Teatrais, de junho a setembro, ministrada pelos artistas e teatrólogos Domingos Tourinho e Bruno Oliveira da Silva e pelo artista e cordelista Moizes Nobre, com 53 participantes. Os alunos receberão seus certificados na solenidade de lançamento do Festival, dia 05 de abril às 19horas no Centro Cultural Adélia Moreira Martins Ferreira, em Buriti-MA.
A AMIB realizará o Festival, em sua terceira edição, no período de 05 de abril a 23 de julho do corrente ano.  
Nesta edição o festival também contará com ampla divulgação de suas atividades na redes e blogs regionais.  O Correio Buritiense e TV RCB farão parte desta cobertura literária.
O regulamento com todos os detalhes e as fichas para inscrição dos candidatos estarão disponíveis aqui no CORREIO BURITIENSE logo após o lançamento.
A TV RCB também fará entrevistas com todos os envolvidos neste lindo projeto de divulgação de cultura promovido pela AMIB. Não perca.
PARA SABER MAIS SOBRE OS FESTIVAIS DE POESIA JÁ REALIZADOS
As versões anteriores aconteceram de 24 de maio a 24 de julho de 2010, com 23 poesias concorrentes e 12 premiadas e de 05 de maio a 23 de julho de 2012, com 25 poesias concorrentes, das quais 18 foram premiadas.
Veja nos links abaixo informações divulgadas no CB sobre os festivais anteriores.

sábado, 29 de março de 2014

0

EDITORIAL: ENTRE A JUSTIÇA E A FARSA

Compartilhe:

Print Friendly and PDF


MENSALÃO TUCANO X PETISTA
A UM PASSO DA IMPUNIDADE: o Supremo Tribunal Federal, mais alto patamar do poder judiciário no país, decidiu na última quinta-feira (27) que o ex-deputado federal Eduardo Azeredo (PSDB) deverá ser julgado em primeira instância pela justiça federal de minas gerais. DETALHES: ele é processado por peculato e lavagem de dinheiro no esquema que ficou conhecido como MENSALÃO TUCANO, OCORRIDO EM 1998, SENDO A MATRIZ DO ESQUEMA DE CAIXA DOIS PETISTA REVELADO EM 2005. Azeredo renunciou ao seu mandato e, assim, o STF entendeu que ele perdeu o direito ao foro privilegiado.
AO REMETER O CASO PARA A JUSTIÇA DE MINAS, O STF JULGOU DE ACORDO COM A REGRA E NÃO COM A EXCEÇÃO, COMO FOI FEITO EM RELAÇÃO A ALGUNS RÉUS DO MENSALÃO DO PT. COM DECISÃO, FICOU UM POUQUINHO MAIS FÁCIL RECONHECER UM FATO QUE JÁ É RECONHECIDO POR UM NÚMERO CRESCENTE DE ESTUDIOSOS, DE QUE A AP 470 (“MENSALÃO DO PT”) FOI RESOLVIDA COMO UM JULGAMENTO DE EXCEÇÃO.

*Por Paulo Moreira Leite
Ao decidir, por 8 votos a 1, que Eduardo Azeredo deve ser julgado em Minas Gerais pelas denúncias ligadas ao mensalão tucano, o Supremo fez a opção correta entre a farsa e a justiça.
A farsa, como se sabe, consistia em negar a Azeredo o direito de ser julgado em primeira instancia – e depois pedir um segundo julgamento em caso de condenação, como a lei assegura a todo cidadão sem prerrogativa de foro – apenas para manter um teatrinho coerente com a AP 470.
 Eduardo Azeredo teve seu direito reconhecido pacificamente, por 8 votos 1, placar tão folgado que desta vez não se ouvirá o coralzinho de quem culpa os “dois ministros da Dilma” por qualquer resultado que não lhe agrada. 
 Em nome da mitologia em torno do “maior julgamento da história” se poderia querer repetir uma injustiça por toda a história.
 Assim: já que nenhum réu ligado ao PT teve direito a um julgamento em primeira instância, o que permite a todo condenado entrar com um recurso para obter um segundo julgamento, era preciso dar o mesmo tratamento a pelo menos um dos réus ligados ao PSDB.
 Para esconder um erro, era preciso cometer um segundo – quando todo mundo sabe que isso não produz um acerto, mas apenas dois erros.
 Com decisão de ontem ficou um pouquinho mais fácil reconhecer um fato que já é reconhecido por um número crescente de estudiosos, de que a AP 470 foi resolvida como um julgamento de exceção.
 Nas fases iniciais das duas ações penais, não custa lembrar, o STF deu sentenças diferentes para situações iguais, o que sempre pareceu escandaloso.
Desmembrou o julgamento dos tucanos. Apenas réus com mandato parlamentar – Azeredo e o senador Clésio Andrade – ficaram no Supremo.
 O mesmo tribunal, no entanto, fez o contrário na AP 470. Todos – parlamentares ou não -- foram julgados num processo único, num tribunal único.
 Mesmo quem não tinha mandato parlamentar foi mantido no STF, onde as decisões não têm direito a recurso e, apenas em casos muito especiais, é possível, entrar com os embargos infringentes.
Mesmo assim, na AP 470 havia até o risco, como se viu, de negar embargos, não é mesmo?
 Ao decidir que o ex-deputado mineiro deve ser julgado nas regras que a Constituição e a jurisprudência sempre asseguraram a todos os réus em situação semelhante – a única exceção foi o notório Natan Donadon, com várias particularidades – o STF coloca outro debate em questão.
 Se Eduardo Azeredo terá direito – corretamente -- a um segundo julgamento, caso venha a ser condenado, por que os réus da AP 470 não podem fazer o mesmo?
 Essa é a pergunta, desde ontem. Se os réus da AP 470 não tiveram direito a um novo julgamento -- seja através de uma revisão criminal, seja na Corte Interamericana de Direitos Humanos -- teremos a confirmação da farsa dentro da farsa, a exceção dentro da exceção. Tudo para os amigos, nem a lei para os adversários.

*Diretor da Sucursal da ISTOÉ em Brasília, é autor de "A Outra História do Mensalão". Foi correspondente em Paris e Washington e ocupou postos de direção na VEJA e na Época. Também escreveu "A Mulher que Era o General da Casa".

sexta-feira, 28 de março de 2014

1

“Prefeito faz da Câmara um circo”, AFIRMA O VEREADOR JORGE DO SINDICATO EM DURO DISCURSO NA TRIBUNA DA CASA LEGISLATIVA DE BURITI-MA

Compartilhe:

Print Friendly and PDF


O vereador Jorge do Sindicato (PDT) fez um duro discurso na sessão do último dia 7 de março, quando a Câmara Municipal finalmente retornara do seu recesso de final de ano. Na ocasião havia vários requerimentos de autoria do também oposicionista vereador Sargento Vagner, líder do PRP na Câmara.
O pedetista, que se destaca na oposição, disse que não adiantava os vereadores votarem em projetos para beneficiar a população se o prefeito de Buriti “sequer tem o respeito em fazer a Lei tornar conhecida publicamente”.
As críticas eram referências explícitas a não divulgação do nova denominação do município de Buriti que, de acordo com a Lei nº 630/13, sancionada em 13 de dezembro de 2013, passa a se chamar “Buriti de Inácia Vaz”, e também à não regulamentação do projeto de lei aprovado ano passado, de autoria do próprio vereador Jorge, que disciplina as atividades laborais aos domingos e feriados na cidade.
O vereador ainda revelou que a prefeitura já teria recebido mais de 20 milhões de reais este ano e questionou “onde estaria este dinheiro?”.
ASSISTA A ESTE DURO DISCURSO CONTRA O PREFEITO RAFAEL, EXCLUSIVAMENTE, EM HD, NA TV RCB – O CANAL DO BURITIENSE.

Coube ao líder governista, vereador Renato Barros (PSDC), sair em defesa da administração do prefeito Rafael. Após dizer considerar-se um municipalista e sujeito a receber críticas das pessoas, principalmente em virtude de estar na vida pública, Renato Barros afirmou que o prefeito Rafael Mesquita “está buscando um estilo novo e diferente de administrar”.

Sobre a dívida do município com o INSS, o governista foi duro e questionou aos demais colegas se saberiam dizer quem seria o responsável pelos mais de 20 milhões de reais em dívidas que a prefeitura tinha com seus funcionários. Era um recado claro aos ex-prefeitos que deixaram essa herança maldita aos seus sucessores.
ASSISTA A DEFESA QUE O LÍDER GOVERNISTA RENATO BARROS FEZ DA ADMINISTRAÇÃO DO ATUAL PREFEITO, EXCLUSIVAMENTE, EM HD, NA TV RCB – O CANAL DO BURITIENSE.

1

5 PONTOS ESSENCIAIS PARA ENTENDER O MARCO CIVIL DA INTERNET

Compartilhe:

Print Friendly and PDF


*EXTRAÍDO DO SITE OLHAR DIGITAL
Caso passe pelo Senado Federal, o Projeto de Lei 2.126/2011 terá criado o Marco Civil da Internet, determinando os direitos e deveres de todos os brasileiros conectados – incluindo governos, empresas que fornecem conexão e as que são responsáveis por serviços de e-mail, sites, redes sociais etc.
Então preste bastante atenção ao texto a seguir, pois ele é uma explicação básica preparada pelo Olhar Digital para tentar deixar o projeto mais claro. Caso prefira, baixe aqui (em .DOC) a versão aprovada na Câmara dos Deputados.
1.    DIREITOS
O Marco Civil considera a internet uma ferramenta fundamental para a liberdade de expressão e diz que ela deve ajudar o brasileiro a se comunicar e se manifestar como bem entender, nos termos da Constituição.
O texto chega a apontar que "o acesso à internet é essencial ao exercício da cidadania". O internauta tem garantia de que sua vida privada não será violada, a qualidade da conexão estará em linha com o contratado e que seus dados só serão repassados a terceiros se ele aceitar - ou em casos judiciais, chegaremos a este tópico.
2.    NEUTRALIDADE
Um dos pontos essenciais do Marco Civil é o estabelecimento da neutralidade da rede. Preparamos um texto só para explicar o que significa o termo e você pode conferi-lo aqui. Em linhas gerais, quer dizer que as operadoras estão proibidas de vender pacotes de internet pelo tipo de uso.
O governo até pode fazer essa discriminação, mas só em duas situações: se ela for indispensável para a prestação dos serviços; ou se serviços de emergência precisarem ser priorizados. Mesmo assim, o presidente que estiver no comando não tem como simplesmente mandar tirar internet de um lugar e botar no outro, ele precisará consultar o Comitê Gestor da Internet e a Agência Nacional de Telecomunicações.
3.    GUARDA DE INFORMAÇÕES
Os provedores de internet e de serviços só serão obrigados a fornecer informações dos usuários se receberem ordem judicial. No caso dos registros de conexão, os dados precisam ser mantidos pelo menos por um ano, já os registros de acesso a aplicações têm um prazo menor: seis meses.
Qualquer empresa que opere no Brasil, mesmo sendo estrangeira, precisa respeitar a legislação do país e entregar informações requeridas pela Justiça. Caso contrário, enfrentará sanções entre advertência, multa de até 10% de seu faturamento, suspensão das atividades ou proibição de atuação.
4.    RESPONSABILIZAÇÃO PELO CONTEÚDO
A empresa que fornece conexão nunca poderá ser responsabilizada pelo conteúdo postado por seus clientes. Já quem oferece serviços como redes sociais, blogs, vídeos etc. corre o risco de ser culpado, caso não tire o material do ar depois de avisado judicialmente. Por exemplo: se a Justiça mandar o Google tirar um vídeo racista do YouTube e isso não for feito, o Google se torna responsável por aquele material.
Haverá um prazo para que o conteúdo considerado ofensivo saia de circulação, mas o juiz que cuidar do caso pode antecipar isso se houver “prova inequívoca”, levando em conta a repercussão e os danos que o material estiver causando à pessoa prejudicada.
5.    OBRIGAÇÕES DO GOVERNO
Administrações federal, estaduais e municipais terão uma série de determinações a cumprir, caso o Marco Civil se torne realidade. Entre eles estabelecer “mecanismos de governança multiparticipativa, transparente, colaborativa e democrática, com a participação do governo, do setor empresarial, da sociedade civil e da comunidade acadêmica”.
Os governos serão obrigados a estimular a expansão e o uso da rede, ensinando as pessoas a mexer com a tecnologia para “reduzir as desigualdades” e “fomentar a produção e circulação de conteúdo nacional”.
Os serviços de governo eletrônico precisarão ser integrados para agilizar processos, inclusive com setores da sociedade, e a internet ainda será usada para “publicidade e disseminação de dados e informações públicos, de forma aberta e estruturada”.
Por fim, há ainda a preferência por tecnologias, padrões e formatos abertos e livres, e a de se estimular a implantação de centros de armazenamento, gerenciamento e disseminação de dados no Brasil, “promovendo a qualidade técnica, a inovação e a difusão das aplicações de internet, sem prejuízo à abertura, à neutralidade e à natureza participativa”.

quinta-feira, 27 de março de 2014

3

VEREADORES DEBATEM A MÁ QUALIDADE DO TRANSPORTE ESCOLAR DE BURITI-MA

Compartilhe:

Print Friendly and PDF


Em fevereiro, por pouco não ocorrera um grave acidente na ladeira do Tubi com um ônibus escolar. Uma estudante chegou a se ferir. Motivo: ônibus em péssimo estado e sem manutenção.
Vereador Sgt Vagner:  há um ano solicitou melhorias
no transporte escolar que, caso tivessem sido adotadas
pela prefeitura poderia ter evitado
o acidente ocorrido com alunos
Fervoroso crítico do transporte ruim oferecido pala prefeitura aos estudantes, o vereador oposicionista Sargento Vagner (PRP) criticou os vereadores da base que defendia “gambiarras” para transportar gente, lembrando que nos ônibus que transportam os estudantes dos trabalhadores rurais não se levam os filhos dos vereadores. Nesse momento o líder do PRP foi aplaudido pela plenária. O vereador Sgt Vagner lembrou ainda que há 14 meses ele havia solicitado melhorias no transporte escolar e nenhuma resposta foi dado pelo prefeito de Buriti-MA.


ASSISTA A QUENTE DISCUSSÃO ENTRE VEREADORES GOVERNSITAS E OPOSICIONISTAS SOBRE A MÁ QUALIDADE DO TRANSPORTE ESCOLAR DE BURITI, EXCLUSIVAMENTE, EM HD NA TV RCB – O CANAL DO BURITIENSE.

De acordo com o líder ultragovernista Renato Barros (PSDC) “muitas vezes é preferível utilizar-se de gambiarra” mesmo em situações dessa natureza que põe em risco a vida do aluno. Tese, no mínimo, despropositada do vereador governista.
Mais cômico mesmo foi a fala (sim, ele falou!) do vereador Arnaldo Cardoso que justificou o uso da “gambiarra” dizendo que no dia que “o ônibus não vai buscar o filho dos nossos amigos no interior eles sentem falta” e acrescentou ainda que mesmo em péssimas condições são esses ônibus que estão servindo.
O Correio Buritiense (CB) consultou o repasse federal para transporte escolar e constatou aquilo que certamente o vereador não sabe: em 2013, a prefeitura recebeu mais de R$ 136 mil reais para apoio ao transporte escolar. Veja ilustração do portal da transparência abaixo.


 O vereador Jorge do sindicato foi aplaudido e finalizou a discussão dizendo que seria “muito melhor deixar o filho do cidadão na casa dele com saúde do que levar ele num ônibus para correr o risco de matar na estrada” 
11

LEI Nº 630/13 QUE ALTERA O NOME DO MUNCÍPIO DE BURITI GERA DEBATE NA CÂMARA MUNICIPAL.

Compartilhe:

Print Friendly and PDF


Poucos sabem da mudança do nome da cidade e quase ninguém soube desse projeto de lei proposto em dezembro de 2013 e que foi aprovado.
A Lei Nº 630/13, sancionada em 13 de dezembro de 2013, originária de um projeto de lei (PL) de autoria da vereadora Andrea Costa (PSDB), que altera o nome do município de Buriti para “Buriti de Inácia Vaz” foi tema de debate na sessão do último dia 07 de março. Mantida em mistério, sem divulgação, a Lei, que já está em vigor, determina que toda a administração municipal tomará providências para alterar o acervo municipal para adotar o novo nome do município. Significa mais gasto público para mudar superficialmente e menos dinheiro para melhorar a administração.
O nome Buriti de Inácia Vaz, resgatado pelo PL da vereadora Andrea, homenageia aquela que seria a fundadora do vilarejo que mais tarde passaria a cidade, Inácia Vaz. Essa denominação já fora adotada antes, por meio do Decreto estadual de 1933, quando o então município, já desmembrado do distrito de Curralinho, ainda não tinha o status de cidade. Entretanto, cinco anos depois, pela Lei estadual nº 159, de 06 de dezembro de 1938, quando o município é levado à categoria de cidade, passa a chamar-se apenas Buriti, denominação que permanece até dezembro de 2013, ou seja, por 74 anos.
Pelo questionamento, acertado, levantado pelo vereador oposicionista Sargento Vagner (PRP), o poder executivo ainda não poderia adotar oficialmente o nome aprovado em votação de dezembro. O vereador chama a atenção da Casa legislativa para o possível atropelamento legal que está sendo cometido.

ASSISTA ABAIXO O DEBATE DOS VEREADORES SOBRE ESSA LEI, EXCLUSIVAMENTE, EM HD NA TV RCB – O CANAL DO BURITIENSE.
O vereador Sgt Vagner esclarece aos buritienses que a Lei Orgânica Municipal(LOM) de 1990, no seu art.104, afirma que “nos casos de transferência de sede, bem como de alteração de nome do município, será realizado plebiscito, por determinação da Assembleia Legislativa, com participação dos eleitores da comuna.”

Vereador Sargento Vagner (PRP), embora favorável à denominação
Buriti de Inácia Vaz, aponta possíveis ilegalidades na adoção imediata da lei.

De acordo com esclarecimentos encaminhados ao Correio Buritiense (CB) pelo vereador sgt Vagner, o Plebiscito é uma condição de procedibilidade para o processo legislativo da lei estadual. E em caso de aprovação em âmbito estadual e sanção pelo Governador(a) do Estado passa a valer somente após publicação em Diário Oficial do Estado (DOEMA).
Em suas explicações, o vereador deixa claro que é favorável à mudança de nomenclatura do nome, porém não considera legítimo a Lei nº 630/13 por não ter seguido todo o rito legal, principalmente quanto à consultar popular acerca da alteração do nome da cidade.

 VEJA ABAIXO, NA ÍNTEGRA, A LEI Nº 630/2013

LEIA TAMBÉM OS ESCLARECIMENTOS DO VEREADOR SARGENTO VAGNER(PRP)

quarta-feira, 26 de março de 2014

3

REPÚDIO: EM ATITUDE GROSSEIRA, VEREADOR DE DUQUE ATACA AMBIENTALISTA FRANCISCO CARLOS

Compartilhe:

Print Friendly and PDF


Chegado a Gracinha: vereador Toinho, filho da secretaria de meio ambiente de Duque,  Gracinha,
ataca verbalmente o ambientalista e blogueiro, Francisco Carlos.
Gesto do vereador desconsidera toda atuação do ambientalista e, agora, também, blogueiro Francisco Carlos em prol da APA dos Morros Garapenses.
A truculência do vereador conhecido como Toinho da Gracinha (sic) ocorreu na sessão da última sexta-feira (21) da Câmara Municipal de Duque Bacelar (25 km de Buriti/MA). Leia abaixo a matéria, na íntegra, reproduzida do blog Folha do Garapa.
 VEREADOR TOINHO DA GRACINHA É VISTO COMO DESEQUILIBRADO AO AGREDIR O AMBIENTALISTA FRANCISCO CARLOS MACHADO EM SESSÃO DA CÂMARA
Na última sessão da câmara municipal de Duque, sexta-feira, 21 de março, um grupo de ambientalistas de Duque Bacelar e Coelho Neto, juntamente com técnicos da SEMA-MA, se encontravam no salão de reunião da Câmara Municipal da cidade, onde em audiência a APA dos Morros Garapenses seria homenageado, em alusão aos 5 anos de criação da Unidade, comemorado no mesmo dia.
      O presidente da Câmara de Duque Bacelar, vereador Evaldo abril a sessão agradecendo a Deus e pedindo sua benção, algo que agradou a todos os cristãos presentes. Ele agradeceu aos ambientalistas e os técnicos da SEMA-MA presentes, fazendo menção que todos estavam na sessão para prestar homenagens a APA dos Morros Garapenses. Assim, ele chamou para se pronunciar, o Presidente do CONAMG – Conselho da APA dos Morros Garapenses, o Sr. Inácio Amorim, da Secretária de Estado de Meio Ambiente do Maranhão. Na tribuna com a palavra, Inácio Amorim, que quando Superintendente de áreas protegidos do Maranhão, foi um dos mentores da criação da APA dos Morros Garapenses, fez breve narração das etapas de criação da APA, desde a audiência pública, em 2007, em Duque Bacelar, até  a festa de lançamento da Unidade em março de 2009. Inácio afirmou que a APA dos Morros Garapenses foi a primeira Unidade de Conservação do Estado criada pela mobilização popular, e a mesma tem dito sucesso devido a população participar da gestão da unidade, buscando a implantação de políticas públicas ambientais de forma dialogal com o Estado, com respeito e responsabilidade. Ele afirmou que o Conselho da APA dos Morros Garapenses além de ser uma prova disso, é também um local onde a população com seus segmentos  pode se encontrar e discutir os problemas ambientais locais, em solução conjunta, criando laços responsáveis. Com alegria noticiou também aos vereadores e a população na plateia a doação de um bonito terreno pelo grupo João Santos para a Construção do Centro Administrativo da Unidade, em Duque Bacelar, e da implantação do Plano de Manejo da APA, com data prevista iniciar em Junho deste ano. Inácio Amorim em sua fala fez menção dos esforços do ambientalista Francisco Carlos Machado, e de sua luta abdicada para a APA dos Morros Garapenses.
      Logo em seguida a fala de Inácio Amorim na tribuna, o Presidente da Câmara, convidou o ambientalista Francisco Carlos para falar. O mesmo saudou os vereadores e a plateia, e disse que não somente dele, mas da ABAMA, CONAMG e dos ambientalistas da APA dos Morros Garapenses, era um motivo de satisfação está na sessão da Câmara para homenagear a APA dos Morros Garapenses pelos seus cinco anos. Francisco Carlos descreveu as diversas conquistas que a APA tem favorecido para a população, desde a unidade dos cidadãos envolvidos nos quatros municípios para a solução das suas questões ambientais, até aos grandes eventos e encontros nacionais e mundiais que os ambientalistas tem participado, onde são bem recebidos e ouvidos, alcançando grande respeito pelo trabalho organizado e sincero, tornando conhecida a região pro mundo. O ambientalista falou também que é importante que os vereadores se aproximem mais do CONAMG, defendo até que uma das cadeiras do Conselho, dentro do segmento do poder público, deva pertencer a um dos vereadores dos quatros municípios, pois a APA precisa dialogar com o legislativo da região permanentemente. Explicou também que com o começo da elaboração do Plano de Manejo nos municípios haverá audiências públicas, sendo necessária a participação dos vereadores. Francisco Carlos Machado finalizou sua fala afirmando que vive a luta pelo meio ambiente como parte de sua vocação de vida, algo recomendado por Deus.
Ao terminar suas falas tanto Inácio Amorim, como Francisco Carlos Machado foram aplaudido pela plateia e os vereadores, devido  as informações transmitidos em seus discursos, como bem como colocar uma sessão do legislativo nas comemorações dos cinco anos da APA.      
  Após o pronunciamento dos dois convidados os vereadores foram chamados a Tribuna para fazer seus discursos. A casa se encontrava cheia com todos os vereadores presente, juntamente com a plateia. O primeiro dos vereadores a se pronunciar foi o vereador Luís Marques, o mesmo fez menção da presença dos ambientalistas e técnicas da SEMA, elogiando o ambientalistas Francisco Carlos pelo anos dedicado a questão ambiental. Da mesma forma se pronunciou os vereadores Delsaniro, Carreta, que o sucederam, ambos fazendo menção a presença dos técnicos da SEMA e ao ambientalista Francisco Carlos, elogiando-o pela dedicação a questão ambiental. O terceiro vereador a falar, Raimundinho, disse que admira muito a luta de Francisco Carlos na defesa do meio ambiente, acreditando ser realmente uma vocação, pois ninguém na cidade durante estes anos todos tem se dedicado tanto a questão ambiental. E mesmo sendo incompreendido diversas vezes e agredido, nunca desistiu de sua luta. 
Em seguida o vereador José Júnior, líder da oposição, saudou o Sr. Inácio Amorim, a população na plateia e os pares do legislativo. O mesmo afirmou que as únicas atitudes em prol do meio ambiente em Duque Bacelar é devido a liderança do Francisco Carlos e os ambientalistas da ABAMA. O vereador disse que por parte do Governo municipal nada se faz, existindo até diversos crimes no município que a Secretária Municipal de Meio Ambiente deveria atuar, mas não atua, o que acarreta prejuízos a sociedade. José Júnior disse que a Secretária Gracinha deve ser chamada a casa para se explicar pela inoperância junta a pasta ambiental. O vereador José de Deus com a palavra afirmou que Francisco Carlos é não somente um autêntico cidadão, mas um homem autêntico e de caráter. Tem muitos homens por aí que veste calça, mas são pernas curtas. Francisco Carlos é um homem verdadeiro. E todo homem verdadeiro sempre tem ao seu lado mulheres guerreiras, citando as ambientalistas e companheiras Rosinha, Bernarda e Marly Oliveira, presentes na plateia. 
Logo a pronuncia de José de Deus, foi facultada a fala a vereadora Concita Marques que desejou não se pronunciar. Assim, o vereador Evaldo chamou o vereador Toinho da Gracinha. Esse vereador, ao discursar em nada foi educado com os ambientalistas e técnicos da SEMA presente. Com raiva no falar ele começo agredir o ambientalista Francisco Carlos Machado. Disse que ele é um indivíduo ingrato, que abandona as pessoas que antes juntas a ele, não aceita mais suas ideias, como a mãe dele, e uns rapazes chamados Joel, Junior e Raimundinho, outrora participantes da ABAMA. O vereador disse que não lembraram de seu saudoso pai, Miguel Antero, que foi pra Belém com a ABAMA pro Fórum Social Mundial, e com muita raiva disse que Francisco Carlos mandou uma carta desrespeitando a mãe dele. E que também criticou uma funcionária presente na sessão da Secretaria de Meio Ambiente municipal, que não fazendo nada pelo meio ambiente só fica em casa fazendo crochê. O mesmo com raiva, batendo com as mãos na bancada da Tribuna, atacou também o vereador José Junior, disse que ele tem terras e queria saber que ele cuida ambientalmente desta terra. O mesmo disse se ao vereador se ele quiser participar do Conselho da APA, que faça, pois ele não possui nenhum interesse. Desafiou ao vereador que ele pode sim chamar a mãe dela pra uma sessão da Câmara, e ela saberá se explicar porque nada faz pelo meio ambiente. Após outras críticas injustas ao ambientalista Francisco Carlos, o vereado Toinho terminou sua fala que os técnicos da SEMA, que dão muito apoiou ao ambientalista, devem saber quem realmente é tal rapaz.
A população presente, os ambientalistas e os técnicos da SEMA-MA, ao ouvirem todas as afrontas contra Francisco Carlos, ficaram horrorizados, pois conhecem toda a dedicação dele pelo meio ambiente e a APA dos Morros Garapenses. Saindo para fora do prédio da Câmara, no intervalo do primeiro expediente, o Presidente do CONAMG, Inácio Amorim, achou a postura do parlamentar como “falta de decoro parlamentar”, vendo que o mesmo era um “desequilibrado emocional”. A Consultora da SEMA-MA, Yassodhara Brandão, companheira de anos de Francisco Carlos, desabafou a um grupo de ambientalistas que “este homem critica o Francisco Carlos, mas é a mãe dele que agredi os funcionários da SEMA”. Outra funcionária da SEMA, Lucia, disse que todos os vereadores se comportarem bem, mas só o vereador Toinho que fez coisa errada. Shirley Leão, última Presidente do CONAMG, pediu pra “Francisco Carlos ter cuidado”, pois o vereador demonstrou ser uma pessoa perigosa.
No voltar do segundo expediente da sessão, após discursos de desaprovação do pronunciamento de Toinho da Gracinha contra Francisco Carlos, o vereadores José Junior (que leu uma carta de Francisco Carlos, desmentindo  mentiras ditas pelo vereador Toinho), esse mesmo vereador mais se descontrolou, e começou não somente mais agredir o ambientalista Francisco, que continuou na sessão,  mas como a agredir até os vereadores, chegando a dizer que  a Tribuna da Câmara de Duque Bacelar é “poleiro de galinha“. Todos ficaram jogados com a expressão dele contra a casa. O Vereador Luís Marques ficou tão revoltado diante da agressão aos vereadores, que falando duro e enérgico ao vereador Toinho da Gracinha, disse que se o mesmo estivesse pensando que os demais vereadores eram o Francisco Carlos, que ouviu todas as difamações calado e calmo, estava muito enganado.
Ambientalista, blogueiro, poeta e crítico literário em
pronunciamento de comemoração aos 5 anos da APA.
 Em pronunciamento ao Folha do Garapa, o ambientalista agredido desabafou:

“O descontrole do vereador Toinho da Gracinha contra a minha pessoa não prejudicou a mim, prejudicou somente a ele e a Câmara de Vereadores de Duque Bacelar, pois os funcionários do SEMA, como os ambientalistas da região se sentiram constrangidos na sessão. Estávamos ali para homenagear a APA DOS MORROS GARAPENSES pelos cinco anos de criação, e não para sermos agredidos com palavras caluniosas e mentirosas. Honremos os vereadores em nossa fala considerando a importância de seu trabalho para a população, convidando-os até em participarem do CONAMG. Em nenhum momento ninguém falou ou estava na Tribuna pra falar mal de ninguém.  Ao contrário do vereador “desequilibrado”, que não somente desonrou os convidados na sessão, mas os seus pares e o legislativo local, chamando-o de ‘ poleiro de galinha’ . Isso é muito triste para a Câmara de Vereadores, um poder que deve ser respeitado e valorizado, na defesa da democracia e cidadania da população, o que parece que tal vereador não quer, pois causou escândalo e vergonha a todos pela falta de ética e decoro parlamenta, algo que deve ser analisado, e urgentemente punido suas palavras pornográficas pela Comissão de ética do legislativo local.”  

segunda-feira, 24 de março de 2014

0

TV RCB: CONFIRA VÍDEO DA TRADICIONAL BANDINHA MUSICAL DE BURITI MA

Compartilhe:

Print Friendly and PDF


0

TV RCB: CONFIRA VÍDEOS DA BANDA BURITIENSE SKEMA 7 NO CARNAVAL 2014

Compartilhe:

Print Friendly and PDF



domingo, 23 de março de 2014

0

TV RCB: CONFIRA VÍDEOS DO SHOW DA BANDA AXÉ POP NO CARNAVAL DE BURITI-MA

Compartilhe:

Print Friendly and PDF





sábado, 22 de março de 2014

0

TV RCB NO CARNAVAL 2014: BLOCO LEVA NOIZ FEZ A FESTA NA TERÇA CARNAVALESCA EM BURITI-MA.

Compartilhe:

Print Friendly and PDF


Assistam a este vídeo só na TV RCB - o canal do buritiense.

Assistam também a mais de 20 vídeos da programação da primeira webTv de Buriti-MA.
Basta clicar em TV RCB - o canal do buritiense. Assista, comente e compartilhe.

0

TV RCB: ASSISTAM A TRÊS VÍDEOS DO BLOCO TRADICIONAL TROPICAIS DO RITMO

Compartilhe:

Print Friendly and PDF


TV RCB NA COBERTURA DO CARNAVAL 2014
O Bloco Tradicional Tropicais do Ritmo, da capital maranhense, encantou os buritienses na última noite do Carnaval Pulou, Dançou 2014 quando desfilou no corredor da folia preparado entre o Abrigo e a Praça Matriz.
Entre os dançantes havia muitos filhos de Buriti-MA.
O Correio Buritiense e TV RCB estiveram presentes cobrindo todo o evento. Assista na RCB três vídeos exclusivos da apresentação do bloco.


sexta-feira, 21 de março de 2014

5

O CORREIO BURITIENSE APRESENTA A SEUS LEITORES A TV RCB: A PRIMEIRA WEBTV DE BURITI.

Compartilhe:

Print Friendly and PDF


O canal do buritiense agora é aqui na TV RCB, webTv com programação voltada para todos os leitores do CB.

O Correio Buritiense (CB), por meio de seu redator-chefe, Aliandro Borges, apresenta aos seus leitores a primeira webTv de Buriti : TV RCB – o canal do buritiense.
Embora não comece ainda com uma programação diária específica, a TV RCB, por meio de sua página no youtube e do site do Correio Buritiense (CB), ofertará aos leitores do CB, diferentes tipos de vídeos relacionados com as matérias do blog, incluindo até mesmo editoriais em vídeo do próprio redator-chefe.  A RCB consiste, na verdade, no envio de conteúdos em formato de vídeo sob demanda (VoD), utilizando redes de banda larga de operadoras de comunicação( internet).  Assim, o usuário, ou webespectator, receberá conteúdos com qualidade informativa na tela do seu computador ou celular.
Como o nascimento da RCB, o redator deste blog está levando adiante um projeto que vinha sendo pensado e desenhado há mais de três anos. A TV RCB, além de contribuir na divulgação dos eventos da cidade poderá trazer para a população, mais informação, diversão, prestação de serviços, fortalecimento da cultura e os costumes do município através da cobertura dos eventos da cidade. Hoje, a cidade de Buriti tem pouco mais de 27 mil habitantes e nenhuma emissora de TV e poucas rádios (ainda não legalizadas). O desafio é enorme e a implantação de uma programação diária dependerá de colaboradores que possam dispor de seu tempo.
Como principal serviço de conectividade hoje, a internet torna-se cada vez mais indispensável e reúne praticamente todos os formatos de informação, sendo assim um meio no qual os indivíduos conseguem algo além de interagir, conseguem participar da sua criação. Com a TV RCB os leitores do blog ainda poderão participar da produção e circulação da informação.
O cidadão tem hoje a internet em qualquer lugar utilizando as mais variadas conexões (satélite, cabo, modem, rádio). É verdade que Buriti ainda carece de internet veloz, o que praticamente inviabiliza qualquer transmissão ao vivo pela Tv RCB.
Por isso, inicialmente, teremos todos os vídeos do Correio Buritiense com o VT da RCB para a familiarização dos leitores do Blog. Mas também teremos entrevistas com diversas personalidades e autoridades que poderão ser assistidas na webTV. E agora mesmo você já pode acessar e ver mais de 20 vídeos exclusivos da cobertura do carnaval de Buriti-MA. 
Dê sugestões de quem você gostaria de ver sendo entrevistado na TV RCB, envie perguntas. Participe desse novo projeto proposto pelo Redator-chefe do Correio Buritiense.
A pedra fundamental está lançada. Seja um parceiro da TV RCB, o canal do buritiense, e ajude na expansão desse projeto.
ASSISTA ABAIXO O VT OFICIAL DA TV RCB, PRODUZIDO EM PARCERIA COM A PRODUTORA NSTUDIO AUDIO PRODUÇÕES:
video

← Anterior Proxima → Página inicial

Usuários on-line


usuários online