"Não há pessoas nem sociedades livres, sem liberdade de expressão e de imprensa”.

(1º Princípio da Declaração de Chapultepec)

Visualizações desde 31 de Julho de 2009

COMO VOCÊ AVALIA OS 100 PRIMEIROS DIAS DA GESTÃO NALDO BATISTA?

IMPOSTOS MUNICIPAIS ARRECADADOS PARA BURITI-MA

COMPRE JÁ

COMPRE JÁ

Confraternização da Amib

Confraternização da Amib

quinta-feira, 12 de janeiro de 2012

0

JUÍZES DE MINAS SÃO ACUSADOS DE FAVORECER COLEGAS, AFIRMA O JORNAL FOLHA DE SÃO PAULO

Compartilhe:

Print Friendly and PDF


Associação de magistrados entra com ação no Conselho Nacional de Justiça (CNJ) em que aponta privilégio e desrespeito ao critério de antiguidade.
O CNJ está julgando pedido para anular promoções de 17 juízes ao cargo de desembargador do Tribunal de Justiça de MG, ocorridas entre 2006 e 2009, informa Frederico Vasconcelos. .
A acusação é que o TJ privilegiou parentes de desembargadores em detrimento de juízes mais antigos.
Segundo a Associação Nacional dos Magistrados Estaduais (Anamages), as decisões também não foram publicadas em edital.
Entre os promovidos estão Nelson Missias, atual secretário-geral da Associação dos Magistrados Brasileiros, e Doorgal Andrada, ex-vice-presidente da entidade.
Ao ser promovido, Missias era o 46° na lista de antiguidade. Andrada, o 41°.
Missias vê uma "trama" da Anamages e diz que o órgão "não tem credibilidade e legitimidade para questionar promoções".
Andrada diz que aquilo "que o CNJ decidir eu vou aplaudir".
← Anterior Proxima → Página inicial

0 COMENTÁRIOS:

Postar um comentário

O COMENTÁRIO NÃO REPRESENTA A OPINIÃO DO BLOG; A RESPONSABILIDADE É DO AUTOR DA MENSAGEM. OFENSAS PESSOAIS, MENSAGENS PRECONCEITUOSAS, OU QUE INCITEM O ÓDIO E A VIOLÊNCIA, OU AINDA ACUSAÇÕES LEVIANAS NÃO SERÃO ACEITAS. O OBJETIVO DO PAINEL DE COMENTÁRIOS É PROMOVER O DEBATE MAIS LIVRE POSSÍVEL, RESPEITANDO O MÍNIMO DE BOM SENSO E CIVILIDADE.

Usuários on-line


usuários online